Banca de DEFESA: MARCOS DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARCOS DOS SANTOS
DATA : 20/04/2022
HORA: 14:00
LOCAL: ENSINO REMOTO EMERGENCIAL
TÍTULO:

 

ELEMENTOS AMBIENTAIS, USO E OCUPAÇÃO DA TERRA, FRAGILIDADE AMBIENTAL E A MORFODINÂMICA DA BACIA HIDROGRÁFICA DO CÓRREGO CACHOEIRINHA, MATO GROSSO


PALAVRAS-CHAVES:

 bacia hidrográfica, uso do solo, dinâmica fluvial


PÁGINAS: 291
RESUMO:

Esta pesquisa foi desenvolvida na bacia hidrográfica do córrego Cachoeirinha,
localizada no município de Cáceres, Mato Grosso. O objetivo foi estudar as  
características ambientais, as unidades de solo, os diferentes tipos de uso da terra,  
as fragilidades do ambiente e a morfometria do córrego Cachoeirinha. As  
metodologias incidiram em revisão conceitual; delimitação da área da bacia;
caracterização dos elementos ambientais; confecção da base cartográfica;
compartimentação da bacia em alto, médio e baixo curso; classificação das áreas com  
fragilidade ambiental, conforme Ross (1994); caracterização das unidades  
pedológicas; levantamento da rede de drenagem; análise laboratorial; atividades de  
campo e discussão dos resultados. O primeiro capítulo aborda as características  
ambientais da bacia. Os resultados mostraram que o clima regional é Aw. Entretanto,  
as diferentes altitudes incorrem nos climas Tropical de Altitude Mesotérmico Quente  
da Fachada Meridional das Chapadas e Planaltos e o Tropical Megatérmico Sub-
Úmido das Depressões e Pantanais de Mato Grosso. A Geologia comporta as
Formações Raizama, Araras, Sepotuba, Moenda, Aluviões Holocênicos, Coluviões  
Pleistocênicos e Terraços Holocênicos. A Geomorfologia apresenta a Província  
Serrana, a Depressão do Alto Paraguai e a Planície do Rio Paraguai e a cobertura  
vegetal predominante é do tipo Savana. O segundo capítulo apresenta as unidades  
pedológicas com características típicas de altitudes maiores e de relevo plano, como  
exemplo, os latossolos. O terceiro capítulo referencia-se ao uso e a ocupação da terra,  
que iniciou durante o século XVIII com atividades agrícolas e extrativas de  
subsistência. A partir do século XIX, com a chegada de imigrantes, houve a inserção  
da agricultura mecanizada, iniciando conflitos sociais, desmatamento de grandes  
áreas, queimadas, uso de agrotóxico, erosão e compactação do solo, dentre outros  
impactos. Na atualidade, 63% da bacia é coberta pela vegetação do Cerrado, 34,52%
é ocupada por pastagem e 1,68%, pelo monocultivo de grãos. O quarto capítulo  
apresenta as áreas com fragilidade ambiental. 47,22% apresenta fragilidade muito  
forte na Província Serrana. O menor índice encontra-se nos vales da Depressão do  
Alto Paraguai e na Planície do Rio Paraguai. Em relação ao clima, a fragilidade forte  
foi na área de domínio do clima Tropical de Altitude Mesotérmico Quente da Fachada  
Meridional das Chapadas e Planaltos. O Neossolo Flúvico Tb eutrófico típico e o
Neossolo Litólico eutrófico apresentaram fragilidade muito forte e com fragilidade fraca
os Latossolos. 62,94% da bacia apresenta fragilidade ambiental fraca e muito fraca,
onde existe a cobertura vegetal. O quinto capítulo expõe a batimetria e a morfometria.  
Os resultados mostraram que a geomorfologia criou o padrão de escoamento  
exorreica e a drenagem paralela. A densidade de drenagem foi de 0,52 km/km², de  
canais 0,10 canais/km², maior vazão na S-IV, a maior profundidade na S-VI, a  
velocidade mais acentuada na S-IV, a área molhada na S-VI e a maior carga de  
sedimentos no período de cheia na S-VII. A realização deste estudo foi imprescindível
para o conhecimento da estrutura natural e social da bacia, a fim de nortear ações que  
visem à gestão e ao desenvolvimento de ações ambientalmente corretas


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 83161001 - CELIA ALVES DE SOUZA
Interno - 80797005 - CARLA GALBIATI
Interno - 48690002 - SOLANGE KIMIE IKEDA CASTRILLON
Externo à Instituição - CLAUDIA MARIA SABOIA DE AQUINO - UFPI
Externo à Instituição - JUBERTO BABILÔNIA DE SOUSA - IFMT
Notícia cadastrada em: 20/04/2022 11:14
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-02.applications.sig.oraclevcn.com.srv2inst1