Banca de DEFESA: JOSIEL DORRIGUETTE DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOSIEL DORRIGUETTE DE OLIVEIRA
DATA : 23/08/2021
HORA: 13:30
LOCAL: Sala virtual google.meet
TÍTULO:

UNIDADES GEOAMBIENTAIS, USO E OCUPAÇÃO DA
TERRA, COBERTURA PEDOLÓGICA E DINÂMICA
FLUVIAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO BRANCO,
CONTRIBUINTE DO PANTANAL MATO-GROSSENSE


PALAVRAS-CHAVES:

Colonização. Paisagem. Levantamento de solos. Impactos
ambientais


PÁGINAS: 358
RESUMO:

Estudar bacias hidrográficas permite compreender a relação existente entre os
componentes ambientais (físico, biótico e antrópico) e a disponibilidade e
funcionamento hídrico, sendo um instrumento necessário para a preservação,
mitigação e gerenciamento dos recursos hídricos. O objetivo desta pesquisa foi
verificar os impactos ambientais decorrentes do processo de ocupação, realizar
a caracterização ambiental, analisar a dinâmica fluvial na bacia hidrográfica do
rio Branco e compartimentar a bacia em unidades geoambientais. A
metodologia consistiu em seis etapas, quais sejam: análise documental e
bibliográfica; interpretação de mapas temáticos; visitas in loco; coleta de dados
em campo; análise de laboratório e tabulação de dados. Com o intuito de
compreender o processo de colonização, recorreu-se à análise de documentos
e referencial bibliográfico; os impactos ambientais associados foram verificados
em campo; a compartimentação geoambiental foi realizada tendo em primeiro
plano a morfologia do relevo. Para realizar o mapeamento de solos, foi
realizada a descrição morfológica de solos em 11 trincheiras e associação com
13 perfis realizados por estudos anteriores; as variáveis hidrodinâmicas e o
transporte de sedimentos foram verificados em 24 seções por um período de
18 meses entre janeiro de 2018 e junho de 2019. Os mapas temáticos foram
gerados com auxílio de imagens de satélite e dados secundários da SEPLAN e
IBGE. As análises de sedimentos de fundo e de solos seguiram a metodologia
proposta pela Embrapa (2017). Para obtenção da batimetria, usou-se
ecobatímetro e, para medir a velocidade do fluxo, usou-se o molinete
fluviométrico. A fim de coletar os sedimentos suspensos, usou-se a garrafa de
Van Dorn e, aos sedimentos de fundo, utilizou-se a draga Van Veen. A
ocupação na bacia iniciou-se a partir da década de 1960, trazendo consigo
impactos associados, como a supressão de APPs, processos erosivos,
assoreamento dos canais de drenagem, o lixo urbano e o esgotamento
sanitário. No mapeamento de solos, foram definidas as seguintes coberturas
pedológicas predominantes: Argissolo Vermelho-Amarelo Distrófico típico;
Cambissolo Háplico Tb Distrófico léptico; Gleissolo Háplico Alumínico típico;
Latossolo Vermelho Distrófico argissólico; Latossolo Vermelho-Amarelo
Alumínico típico; Neossolo Litólico Distrófico fragmentário; Neossolo
Quartzarênico Órtico típico; Neossolo Quartzarênico Órtico léptico; Nitossolo
Vermelho Distroférrico típico; e Plintossolo Háplico Distrófico típico. A vazão na
seção XXIV – que fica próxima ao exultório do rio Branco – variou entre
4,28m3/s e 82,36m3/s, a carga sólida em suspensão ficou entre 14,51 e 715,52
t/dia, a turbidez ficou entre 9,61 e 258 UTN, na composição granulométrica de sedimentos de fundo predominou a fração de areia fina. Foram definidas quatro
Unidades Geoambientais (UG): a UG-I compreende o planalto; a UG-II
corresponde às serras com declividades de até 20%; a UG-III abrange as áreas
de serra onde a declividade é superior a 20% e a UG-IV abarca as áreas onde
predomina a depressão e as planícies fluviais. O estudo permitiu compreender
a interação e dinâmica ambiental, a espacialização, modo de uso e ocupação
da terra e compreender como está estabelecida a rede de drenagem no
contexto da bacia hidrográfica do rio Branco e como a interação do biótico e
abiótico interfere na hidrodinâmica dos canais.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 80797005 - CARLA GALBIATI
Presidente - 83161001 - CELIA ALVES DE SOUZA
Externo à Instituição - JOÃO OSVALDO RODRIGUES NUNES - UNESP
Externo à Instituição - JUBERTO BABILÔNIA DE SOUSA - IFMT
Interno - 110049004 - MARIA APARECIDA PEREIRA PIERANGELI
Notícia cadastrada em: 22/07/2021 18:08
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-04.applications.sig.oraclevcn.com.srv4inst1