Banca de QUALIFICAÇÃO: ALZINÉIA MONTEIRO DE OLIVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALZINÉIA MONTEIRO DE OLIVEIRA
DATA : 10/03/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Campus de Tangará da Serra
TÍTULO:
Opressão e resistência no teatro de Plínio Marcos - os reféns da impossibilidade em Quando as máquinas param 

PALAVRAS-CHAVES:

Moderno teatro brasileiro; Plínio Marcos; Quando as máquinas param; Opressão e resistência.


PÁGINAS: 100
RESUMO:
Esta dissertação tomou como corpus de investigação a peça teatral Quando as máquinas param, do dramaturgo Plínio Marcos, publicada na década de 1970. Ao escolher uma abordagem teórico-crítica para as análises, adotamos como suporte teórico as ideias de Stephen Greenblatt (2005) e Catherine Gallagher (2005), cujas discussões possibilitaram estabelecer o diálogo entre história e literatura. O texto de Plínio potencializa significações que se confrontam com aspectos históricos sociais do país e que desvela o discurso das falsas estratégias políticas, econômicas e psicossociais, propagadas por movimentos que sustentaram a ditadura militar nos anos de chumbo. Desse modo, o texto literário será analisado sob a perspectiva da autonomia da linguagem, que significa tanto na sua época de produção, quanto em espaço e tempo distintos. Serão tomadas também como embasamento crítico e teórico as seguintes obras: Szondi (2001), Williams (2002), Brecht (1978), Hamburgue (2013), Bakhtin (1997), (2010), Rosenfeld (1985), (1993), (1997), (2014), Prado (1968), (2009), (1962), além de estudos críticos sobre Plínio Marcos e a peça Quando as máquinas param.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 46475020 - AGNALDO RODRIGUES DA SILVA
Interno - 329.618.981-53 - ELISABETH BATTISTA - UNEMAT
Externo à Instituição - WAGNER CORSINO ENEDINO - UFMS
Notícia cadastrada em: 19/02/2021 19:53
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-04.applications.sig.oraclevcn.com.srv4inst1