Banca de DEFESA: DANIELE CRISTINA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DANIELE CRISTINA DA SILVA
DATA : 12/11/2020
HORA: 09:00
LOCAL: UNEMAT/Campus Universitário de Tangará da Serra
TÍTULO:

(RE)MODELAGEM ROMANESCA E A ESCRITA PALIMPSÉSTICA DE LUIZ RUFFATO EM INFERNO PROVISÓRIO


PALAVRAS-CHAVES:

Literatura Brasileira,  Luiz Ruffato, Estética Palimpséstica


PÁGINAS: 157
RESUMO:

 

SILVA, Daniele Cristina da Silva. A (re)modelagem romanesca e a escrita Palimpséstica de Luiz Ruffato em Inferno Provisório. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários (PPGEL) da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT), Tangará da Serra, 2020. Orientadora: Drª Walnice Aparecida Matos Vilalva.

Esta tese investiga a trajetória estética do projeto literário de Luiz Ruffato que se inscreve sob a rubrica de Inferno Provisório. Em busca de uma composição romanesca que o insira de maneira revolucionária no contexto da literatura brasileira contemporânea, Luiz Ruffato envereda-se pelo seu projeto literário ao publicar a obra Histórias de remorsos e rancores (1998). Dando sequência a ele com (os sobreviventes) (2000), o escritor alcança a série de cinco volumes que se interligam pela rubrica Inferno Provisório. Em 2016 o projeto romanesco do escritor mineiro culmina, então, na obra em volume único intitulada Inferno Provisório. Tomando as oito obras como corpus de análise desta investigação, infiro que a criação artística-literária de Luiz Ruffato se pauta no que denomino por ‘estética palimpséstica’. Sua origem humilde, suas experiências no mundo do trabalho, assomadas desde de muito cedo ao hábito de leitura corroboraram para a formação intelectual e crítica que se exige de um escritor de literatura. Com um conteúdo literário aparentemente definido, Luiz Ruffato enfrentara uma preocupação relativamente comum ao literato que é a do ‘como’ escrever. Dessa preocupação avulta uma inquietação que o faz revisitar as obras que compõem o seu projeto literário e colocá-las novamente em tensão. No encalque desta tensão busco averiguar uma estética que se molda pela insatisfação quanto ao seu próprio acabamento. Estética que encontra na imagem do palimpsesto uma metáfora capaz de evidenciar tanto as sucessivas inscrições do projeto Inferno Provisório, quanto o efeito de transparência em suas respectivas reatualizações.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDERSON LUIS NUNES DA MATA - UnB
Externo à Instituição - JOSÉ EDUARDO MARTINS - UNIR
Externo à Instituição - LILIAN REICHERT COELHO - UFSB
Interno - 245039001 - Samuel Lima da Silva
Presidente - 82424001 - WALNICE APARECIDA MATOS VILALVA
Notícia cadastrada em: 09/11/2020 10:39
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-04.applications.sig.oraclevcn.com.srv4inst1