Banca de DEFESA: KARLA CAROLINE DOS SANTOS PEREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : KARLA CAROLINE DOS SANTOS PEREIRA
DATA : 01/04/2022
HORA: 13:00
LOCAL: ENSINO REMOTO EMERGENCIAL
TÍTULO:

 

Plantas sagradas e Bem Viver: Um diálogo de saberes e fazeres com os Umbandistas da cidade de Cáceres, Mato Grosso, Brasil”



PALAVRAS-CHAVES:

 

Manifestações de fé; Conhecimentos tácitos; Plantas


PÁGINAS: 50
RESUMO:

 

A relação do ser humano e as plantas oferecem inúmeras formas de uso e benefícios. Em religiões de matriz Afro-brasileiras apontam constante uso de plantas vinculado à prática de cura corporal e espiritual, conhecimentos adquiridos por intermédio da oralidade e espiritualidade. Esse estudo permeia o universo religioso da Umbanda e do Bem Viver, com intuito de compreender, entender a sua cosmovisão, sua transcendência, associado ao conhecimento tradicional dos lideres religiosos sobre os usos de plantas em rituais na perspectiva do Bem Viver. Dessa forma o estudo tem como objetivo geral conhecer e analisar a religião da Umbanda sob a perspectiva do Bem Viver e da etnobotânica. Foi realizado na cidade de Cáceres – Mato Grosso, Brasil, em três tendas religiosas: Caboclo Canavial, Centro de Umbanda Santa Bárbara e na Tenda de Umbanda Caboclo de Sete Flechas. Para a realização das etapas do estudo, contou-se com a aprovação do Comitê de Ética e Pesquisa CEP/UNEMAT e com o consentimento dos lideres religiosos. O estreitamento entre os sujeitos do estudo iniciou a partir do segundo semestre do ano de 2020, as entrevistas foram realizadas entre os meses de fevereiro a abril do ano de 2021. Metodologicamente realizou-se uma pesquisa descritiva de cunho quali-quantitativo com observação participante. A primeira abordagem do estudo foi realizada nas três tendas, com a finalidade de compreender a cosmovisão e a transcendência religiosa da Umbanda sob a perspectiva do Bem Viver. Utilizou-se o software IRaMuteQ ancorado no software estatístico R, para auxiliar na análise do conjunto textual dos dados coletados. Na segunda abordagem, o estudo foi realizado somente nas tendas Caboclo Canavial e Centro de Umbanda Santa Bárbara, com objetivo de analisar e compreender a etnobotânica dentro da religião da Umbanda sob a perspectiva do Bem Viver. Para a análise dos dados utilizou-se a estatística descritiva, registros fotográficos das plantas e matérias de apoio como a plataforma da Flora do Brasil 2020 e GIBF. Os resultados dos estudos demonstram a presença do Bem Viver dentro da religião, destacando-se as três supra dimensões e cinco dimensões específicas presentes na Matriz de Indicadores do Bem Viver. Na análise do material botânico das duas tendas, foram descritas 50 espécies de 33 famílias, quatros delas apresentaram maior destaque em riqueza: Lamiaceae (cinco espécies), Euphobiaceae (quatro espécies), e Asparagaceae (três espécies). De acordo com os entrevistados, as plantas foram categorizadas em uso ritualístico, medicinal e místico. Com essas duas abordagens, conclui-se que os Umbandistas têm um significado próprio do Bem Viver e as manifestações religiosas proporcionam o contato com o seu transcendente, percebe-se que conhecimento etnobotânico faz parte da cultura da religião, devido à relação dos integrantes com a natureza e com o mundo espiritual, conhecimentos transmitidos através da oralidade e da vivencia.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 500.479.220-87 - LILIANE CRISTINE SCHLEMER ALCÂNTARA - UFMT
Interno - 802.146.574-34 - FLÁVIO BEZERRA BARROS - UFPA
Interno - 82438001 - SANDRO BENEDITO SGUAREZI
Externo à Instituição - LILIAN BLANCK DE OLIVEIRA - FURB
Notícia cadastrada em: 17/03/2022 12:13
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-04.applications.sig.oraclevcn.com.srv4inst1