Apresentação

Histórico e contextualização do Programa

 
O PPGCA em nível de Mestrado em Ciências Ambientais, vinculado à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG) foi aprovado no APCN de 2005 com conceito CAPES 03 (três). Homologado pelo CNE (Port. MEC 1077, de 31/08/2012, DOU 13/09/2012, seç. 1, p. 25) e implantado em 2006. O PPGCA como um Programa Multicampi e Interdisciplinar, com sede no Campus de Cáceres, conta com o envolvimento de 13 grupos de pesquisas cadastrados no Cnpq e docentes credenciados do quadro permanente da Instituição dos campi dos municípios de Cáceres, Nova Xavantina, Pontes e Lacerda, Sinop e Tangará da Serra. Quando da sua implantação possuía uma área de concentração em “Meio Ambiente e Sustentabilidade” e as linhas de pesquisa em “Gestão Ambiental” e “Educação Ambiental”. Em 2011, após a realização de uma oficina para a reestruturação das linhas de pesquisa por orientação de avaliadores da Capes, o PPGCA foi reformulado e atualmente está organizado na mesma área de concentração denominada Meio Ambiente e Sustentabilidade e em duas novas linhas de pesquisa denominadas “Uso sustentável e conservação da biodiversidade do Pantanal, Amazônia e Cerrado”; e “Análise socioambiental do Pantanal, Amazônia e Cerrado”. Na última avaliação trienal Capes/2013, o PPGCA em nível de mestrado alcançou conceito 04 e atendeu a recomendação da Capes de mudança da área interdisciplinar para a área de Ciências Ambientais. A reformulação de 2011 resultou em diversos avanços, descritos a seguir:
 
a) Aprimoramento do corpo docente por meio da realização de pós-doutoramento de quatro docentes do Programa nas instituições University of East Anglia (UEA), Norwich - Inglaterra, Universidade Federal de Lavras – UFLA e na University of Leeds - School of Geography; Pós-doutorado de uma docente na Universidade Federal de Mato Grosso; e Pós-doutorado de uma docente na Universidade da Florida, Estados Unidos;
 
b) Assinatura de Acordos de Cooperação Nacionais com a Universidade Federal de São Carlos – UFSCAR (PROCAD), Universidade de Brasília - UNB (Rede Clima, Subrede Mudanças Climáticas e Desenvolvimento Regional), Universidades da região Centro-Oeste (Rede Centro-Oeste de Pós-Graduação, Pesquisa e Inovação), Universidades da Amazônia Legal (Rede Bionorte de Pesquisa e Pós-Graduação em Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia Legal), Fórum de Pós-Graduação da Amazônia Legal (Incubadora de Políticas Públicas da Amazônia), Museu Emílio Goeldi (Programa Piloto de Biodiversidade - PPBio), Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ e Universidade Federal do Paraná UFPR (PROCAD), Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia - INCT, Instituto ADAPTA, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, Universidade Federal Fluminense (Dinter em Geografia);
 
c) Assinatura de Acordos de Cooperação Internacionais com diversas instituições tais como o Conselho de Investigações Científicas da Espanha, University of East Anglia – UEA, Universidade de Wageningen - Holanda, Universidade de Leeds – Inglaterra, Universidade da Flórida - USA;
 
d) Aprovação da primeira bolsa de Produtividade e Pesquisa do CNPq em 2011. Atualmente são cinco docentes bolsistas de produtividade em pesquisa nas categorias 1 e 2;
 
e) Reconhecimento da qualificação do quadro docente por meio de premiação de uma professora como uma das 10 mulheres que promoveram o desenvolvimento da Ecologia no Brasil;
 
f) Aumento da produtividade média do corpo docente permanente do programa em ciências ambientais de 0,27 no triênio 2007/2009 para 2,34 no triênio 2010/2012. Nos anos de 2013 e 2014 foram publicados artigos científicos nos periódicos: Nature, Science, Environmental Health Perspective, Plos One, Science of the Total Environmental, Global Ecology and Biogeography, Ecology Letters, Plant Ecology & Diversity, Climate Change entre outros;
 
g) Produção de 16 livros e mais de uma centena de capítulos não contabilizados na produtividade, porém de relevância para o programa;
 
h) Coordenação Estadual do Doutorado em Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia Legal, vinculado a Rede Bionorte;
 
i) Participação de docentes do PPGCA nos Doutorados em Biotecnologia e Biodiversidade da Rede Centro-Oeste e no Doutorado em Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia Legal, vinculado a Rede Bionorte;
 
j) Obtenção de financiamento da FINEP para construção e ampliação da infraestrutura do PPGCA;
 
k) Aprovação da APCN do Doutorado em dezembro de 2015;
 
l) Expressiva inserção social, com a participação dos docentes do programa em inúmeros conselhos e comissões relacionados ao meio ambiente;
Desta forma o Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais, associado à capilaridade da UNEMAT no Estado e região, à característica interdisciplinar do PPGCA e a qualidade dos profissionais titulados, apresentou rápida inserção e internalização no Estado demonstrada por exemplo pela absorção de profissionais nas instituições de ensino, tanto na educação básica quanto superior, organizações não governamentais, Ministério Público, gestão pública, conselhos e comissões, tanto de educação, meio ambiente e de ciência e tecnologia.
 
Atualmente o corpo docente do Programa de Pós Graduação em Ciências Ambientais, nível de mestrado e doutorado, conta com professores com formação e qualificação em diversas áreas do conhecimento (ciências exatas e da terra, biológicas, agrárias, humanas e da saúde).

Página Alternativa


Coordenação do Programa

  • - AUREA REGINA ALVES IGNACIO

    Telefone/Ramal: Nenhum conteúdo disponível até o momento

    Telefone/Ramal 2: Nenhum conteúdo disponível até o momento

    E-mail: Nenhum conteúdo disponível até o momento

  • - WILKINSON LOPES LAZARO

    Telefone/Ramal: Nenhum conteúdo disponível até o momento

    Telefone/Ramal 2: Nenhum conteúdo disponível até o momento

    E-mail: Nenhum conteúdo disponível até o momento

SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-03.applications.sig.oraclevcn.com.srv3inst1