Banca de DEFESA: RAFAELLA FERREIRA NERES DE QUEIROZ

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RAFAELLA FERREIRA NERES DE QUEIROZ
DATA : 16/01/2022
HORA: 14:00
LOCAL: ENSINO REMOTO EMERGENCIAL
TÍTULO:

AVES DO CORREDOR ECOLÓGICO DO RIO PARAGUAI NO PANTANAL: O QUE OCORREU EM 10 ANOS?


PALAVRAS-CHAVES:

1. AVIFAUNA. 2. CONSERAÇÃO.3. ÁREAS ÚMIDAS.4. CORREDOR ECOLÓGICO. 5. RIO PARAGUAI-MT. I. NUNES, J.R. DA S., Dr. II. Título III. Título: O QUE OCORREU EM 10 ANOS?


PÁGINAS: 99
RESUMO:

O Pantanal mato-grossense ocupa uma área de aproximadamente  
138.183Km², entre os Estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul (Da Silva  
& Abdon, 1998). Localiza-se na porção central da América do Sul, extremo  
Norte da Bacia Platina (Da Silva, 1990). Destaca-se por fazer parte do maior  
complexo de áreas úmidas do mundo, com relevância para toda a Bacia do  
Alto Paraguai.
É a maior área úmida do país, reconhecido internacionalmente como  
Patrimônio da Humanidade e Reserva da Biosfera, pelo Programa  
Intergovernamental - O Homem e a Biosfera (MAB) da UNESCO, e também  
como Sítio Ramsar (Da Silva et al., 2001; Ab’Sáber, 2007).
Sistemas alagáveis como o Pantanal, que recebem fluxos anuais de  
água e nutrientes, estão entre os mais produtivos, em função da estabilidade  
de pulso, representada pela flutuação do nível da água (Westalake, 1963).  
Para Olson et al. (1998), sua conservação e estado de prioridade de interesse  
global e de alta prioridade para a conservação em escala regional.  
A riqueza de espécies e abundância de aves aquáticas em áreas como  
esta, é um dos critérios empregados pela Convenção Ramsar para considerá-
las como relevantes para conservação da biodiversidade (Ramsar, 2009).
Os autores Tubelis & Tomas (2003), compararam a riqueza de espécies  
de aves das áreas úmidas do Pantanal, com as da China e da África, e  
concluíram que o Pantanal é o sítio de maior diversidade de aves de áreas  
inundáveis do planeta. Salientam que o conhecimento sobre a avifauna do  
Pantanal necessita de pesquisas e coletas e informações biológicas  
sistematizadas. Tendo em vista que, as aves são essenciais quando se discute  
estratégias para a conservação da biodiversidade (Alves & Silva, 2000; Birdlife  
International, 2004).  
Evidência Brown Jr. (1986), que as inundações sazonais influenciam  
fortemente a distribuição da fauna no Pantanal. Em função da diversidade de  
habitat aquáticos que o Pantanal proporciona e das características fisiológicas  
e comportamentais das aves aquáticas, estas encontram neste sistema as  
condições favoráveis para sua alimentação, reprodução e nidificação. Os  
deslocamentos de aves nessas áreas também podem ser influenciados por  
14
fatores, como disponibilidade de presas (Lunardi et al., 2012), competição (Vahl  
et al., 2005), alterações nos níveis d’água (Alves et al., 2012) e etc.
Considerando o exposto, esta pesquisa integra o projeto “Corredor  
Ecológico, Econômico e Cultural do Rio Paraguai - Core”, e busca  
compreender a dinâmica das aves em um intervalo temporal de 10 anos. O  
estudo teve sua primeira amostragem feita pelo professor Dr. Josué Ribeiro da  
Silva Nunes, em 2008/2009, sendo replicada em 2018/2019. Para contemplar  
este objetivo a tese está apresentada em 3 capítulos, com 3 seções, em que  
cada capítulo corresponde a um objetivo específico.
Capítulo 1 - ALTERAÇÕES NA ESTRUTURA DAS COMUNIDADES DE  
AVES AQUÁTICAS, EM 10 ANOS, NO CORREDOR ECOLÓGICO DO RIO  
PARAGUAI, PANTANAL DE MATO GROSSO, BRASIL. Esse capítulo tem o  
objetivo de avaliar a estrutura da comunidade de aves do rio Paraguai, por  
meio dos descritores riqueza, abundância, índice de diversidade e equabilidade  
em um em intervalo de 10 anos, 2008/9-2018/19 considerando os períodos dos  
ciclos hidrológicos, enchente, cheia, vazante e estiagem e macrohabitats  
amostrados.
Capítulo 2 - A INFLUÊNCIA DOS SETORES FUNCIONAIS SOBRE A  
DISTRIBUIÇÃO DAS GUILDAS TRÓFICAS DE AVES NO RIO PARAGUAI,  
PANTANAL, BRASIL. Esse capítulo objetiva verificar a composição de guildas  
tróficas de aves no rio Paraguai, avaliando se os setores funcionais exercem  
influência sobre a distribuição, riqueza e abundância das guildas no rio  
Paraguai, Pantanal Norte, Brasil.  
Capítulo 3 - FRAGILIDADE AMBIENTAL, AO ENTORNO DO RIO  
PARAGUAI - MT, ENTRE A CIDADE DE CÁCERES E À FAZENDA  
DESCALVADOS EM UM INTERVALO TEMPORAL DE 10 ANOS. O objetivo  
deste capítulo foi analisar a fragilidade ambiental dos macroabtats amostrados,  
na extensão da cidade de Cáceres a Fazenda Descalvados, município de  
Cáceres– Mato Grosso, descrevendo as variáveis que representam riscos de  
degradação ambiental.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 66972005 - JOSUE RIBEIRO DA SILVA NUNES
Externo à Instituição - KEID NOLAN SILVA SOUSA - UFOPA
Externo ao Programa - 93376006 - NELSON ANTUNES DE MOURA
Externo ao Programa - 249532003 - NILO LEAL SANDER
Interno - 48690002 - SOLANGE KIMIE IKEDA CASTRILLON
Notícia cadastrada em: 16/12/2021 17:48
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-02.applications.sig.oraclevcn.com.srv2inst1