Banca de DEFESA: JAQUELINE AMORIM DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JAQUELINE AMORIM DE OLIVEIRA
DATA : 31/01/2022
HORA: 13:30
LOCAL: video conferência
TÍTULO:

Plantas da transição: espécies utilizadas em restauração florestal apresentam ajustes estruturais de resistência às mudanças climáticas?


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chaves: Anatomia funcional, ajuste estruturais, mudanças climáticas, Cerrado-Amazônia.

 


PÁGINAS: 38
RESUMO:

A Floresta Amazônica se expande rapidamente sobre o Cerrado, devido às condições ambientais e climáticas. Para o conhecimento das estratégias estruturais das plantas frente às mudanças climáticas, foram analisadas características, especificamente morfológicas, anatômicas e hidráulicas. Assim, visamos investigar o funcionamento hidráulico das plantas da transição (Cerrado-Amazônia), em comparação com as plantas da savana amazônica, a fim de entender a relação e coordenação da estrutura/função entre folha e lenho. Além de responder as seguintes perguntas: (i) As plantas da transição apresentam atributos na folha e no lenho que convergem para o xeromorfismo quando comparadas as espécies da savana amazônica? (ii) Quais as plantas da transição que apresentam ajustes estruturais que refletem um sistema hidráulico seguro baseado na coordenação folha e lenho, que possibilitam a indicação para restauração florestal? O material botânico foi processado de acordo com o padrão das técnicas da anatomia vegetal. Posteriormente, foram realizadas análises ao microscópio óptico para medição dos atributos morfoanatômicos. Os atributos que agruparam as espécies da SA e uma das plantas da transição estão relacionados à menor perda de água pelas folhas e maior segurança no transporte de água, por exemplo, a maior densidade da madeira para este grupo de espécies. Em constraste, as plantas da transição refletem maior transpiração nas folhas. Apartir do nosso estudo morfoanatômico, fornecemos evidências que confirma como espécie promomissora para a restauração florestal, apenas Enterolobium schomburgkii dentre as cinco plantas da transição indicadas por Arguelho (2021) devido a presença de atributos que convergem para o xeromorfismo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 96420004 - IVONE VIEIRA DA SILVA
Externo à Instituição - MAURA DA CUNHA - UENF
Interno - 253812001 - PEDRO VASCONCELLOS EISENLOHR
Notícia cadastrada em: 19/01/2022 17:12
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-01.applications.sig.oraclevcn.com.srv1inst1