Banca de DEFESA: WESLEI BUTTURI

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : WESLEI BUTTURI
DATA : 29/01/2021
HORA: 08:00
LOCAL: Alta Floresta
TÍTULO:

MAPEAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DA RECOMPOSIÇÃO FLORESTAL NO NORTE DE MATO GROSSO


PALAVRAS-CHAVES:

Ganho de Floresta, Recomposição Florestal, Regularização Ambiental, Norte de Mato Grosso, Amazônia.


PÁGINAS: 86
RESUMO:

Poucas são as fontes de informação existentes sobre a vegetação secundária no Brasil, que consiste na vegetação oriunda de áreas que foram desmatadas em anos anteriores e posteriormente por abandonado de uso se regeneraram e/ou foram recompostas por ação humana. No Mato Grosso, muitas áreas de passivo ambiental foram recompostas nos últimos anos, por exigências da legislação e/ou por abandono de uso. O objetivo do presente trabalho, dividido em dois capítulos, foi mapear e validar a recomposição florestal (RF) ocorrida no período de 2008 a 2019 e analisar sua distribuição espacial sobre a malha de imóveis rurais, Áreas de Preservação Permanetes (APPs), Reservas Legais (RLs) e imóveis beneficiados por projetos financiados pelo Fundo Amazônia em três municípios no norte de Mato Grosso. A área de estudo compreendeu os municípios de Alta Floresta, Carlinda e Paranaíta que juntos somaram uma área total de 1.616.537 ha. O mapeamento foi realizado através de interpretação visual em imagens orbitais de livre acesso. A escala de vetorização foi de 1:25.000. A validação do mapeamento foi realizada através de amostragem sistemática a partir dos polígonos que se localizavam em um raio máximo de 50 metros do eixo da malha rodoviária dos municípios. Foram selecionadas 567 áreas amostrais no total. Todo o trabalho de campo foi realizado via terrestre por meio de veículo automotor. Para aferir a acurácia do mapeamento foram utilizados os índices de Exatidão Global, Kappa Condicional e Tau. Foi calculado o desmatamento líquido subtraindo a área de RF pela área de desmatamento PRODES/INPE. Para análise da distribuição espacial utilizou-se as bases cartográficas digitais dos limites dos imóveis fornecido pelo ICV (2018), limites das APPs, limites dos imóveis beneficiados pelos projetos Olhos D’Água da Amazônia (PRODAM) e Nascentes do Buriti. Os imóveis rurais foram subdivididos em cinco classes de acordo com o número de módulos fiscais (MF) sendo: Até 1 MF; de 1 a 2 MF; de 2 a 4 MF; de 4 a 15 MF e acima de 15 MF. O tamanho do MF nos três municípios de acorco com o INCRA é de 100 ha. O quantitativo de RF para o período e para área de estudo foi de 14.605,1 ha e 7.302 polígonos. Os índices de acurácia apresentaram valores de 95,5%, 91,1% e 90,9% respectivamente, com desempenho classificado como excelente. A altura média da vegetação nas áreas amostrais foi de 7,11 metros. Alta Floresta apresentou o maior número de polígonos, 4.449, e a maior área, 9.975,4 ha de RF. Carlinda apresentou o melhor saldo de desmatamento líquido -103,7 ha. Paranaíta teve menor desempenho tanto no quantitativo de RF quanto no saldo de desmatamento líquido. A classe de imóveis rurais acima de 15 MF foi a que mais se destacou, com maior número de polígonos, maior área e maior porcentagem de imóveis com incidência de RF. A RF incidiu com maior intensidade sobre áreas de APP em comparação com RL. O passivo ambiental em APP foi de 22.328,69 ha em toda área de estudo até o ano de 2019. A incidência de RF sobre as áreas de APPD entre os anos de 2016 a 2019 foi de apenas 7,9%. O projeto PRODAM conseguiu alcançar sua meta proposta inicialmente de recompor 1.200 ha de floresta, já o projeto Nascentes do Buriti até o momento alcançou 14,3% da meta proposta inicialmente. Apesar dos esforços, os dois projetos contribuíram com 9,5% de toda RF em toda área de estudo. Todo banco de dados utilizado nas análises deste trabalho, está disponível abertamente pelo link: https://arcg.is/0qKjCi.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 253817001 - JULIANA GARLET
Externo ao Programa - 131976001 - JULIO CESAR WOJCIECHOWSKI
Externo à Instituição - EMANUEL JOSÉ GOMES DE ARAÚJO - UFRRJ
Notícia cadastrada em: 20/01/2021 16:02
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-03.applications.sig.oraclevcn.com.srv3inst1