Banca de DEFESA: ANA PAULA RODRIGUES DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANA PAULA RODRIGUES DA SILVA
DATA : 28/02/2022
HORA: 08:00
LOCAL: Unidade 2 UNEMAT-AF
TÍTULO:

Morfometria cromossômica de Catasetum saccatum Lindl. x Catasetum saccatum mutante


PALAVRAS-CHAVES:

Orchidaceae; Deleção; Amazônia Meridional


PÁGINAS: 65
RESUMO:

O gênero Catasetum é formado pelas espécies que pertencem ao grupo Cymbidieae, muitas destas espécies são terrestres, o gênero é o que mais desperta interesses em botânicos, em razão de sua adaptação admirável e ao trimorfismo em suas flores. Estudos relacionados ao número cromossômico para este gênero apontam uma grande variação cromossomica, direcionando a hibridação como um dos responsaveis pelo aumento da diversidade, fato este que pode ser comumente utlizado para buscar caracteristicas consideradas de maior aceitação. Diante disso, este trabalho tem como objetivo, realizar a caracterização cromossômica do Catasetum saccatum x Catasetum saccatum mutante, a partir da análise da morfometria cromossômica para contribuir nos estudos botânicos, evolutivos e de melhoramento genético. A variabilidade cariológica dessas plantas gera resultados que podem apresentar possíveis diferenças das espécies a partir dos cromossomos. O estudo foi conduzido no Laboratório de Citogenética e Cultura de Tecidos Vegetais da Universidade do Estado de Mato Grosso “Carlos Alberto Reyes Maldonado” (UNEMAT) Campus de Alta Floresta - MT, utilizando-se explantes de Catasetum Saccatum x Catasetum saccatum mutante cultivados no Orquidário Alta florestense da mesma unidade. Para o bloqueio celular os meristemas radiculares foram submetidos ao bloqueio em amiprofós-metil (APM) 3 μM durante 15 horas, posteriormente as raízes foram fixadas em metanol:ácido acético (3:1) de solução. Para o preparo das lâminas, os meristemas tratados foram lavados para retirar o excesso de bloqueador após isto as raízes foram expostas a digestão enzimática composta por três enzimas em banho maria de 36° C, por 1:30 hrs para posteriormente ser realizado a coloração das lâminas, estas foram coradas com solução de Giemsa 5% (Merck KGaA). As observações foram realizadas utilizando Microscópio, e mensuradas através do programa MicroMeasure versão 3.3 (MM). Perante as análises da morfometria cromossômica observamos que a espécie C. Saccatum possui um total de 54 cromossomos, e a espécie de C. saccatum mutante além das características observadas visivelmente nas flores, possui uma deleção cromossômica no par 2, sendo a perda do satélite em um dos cromossomos, causando o surgimento de 3 estruturas masculinas na planta. Sendo assim a citogenética clássica se faz de extrema necessidade na análise das mutações ocorrentes em espécies.  


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 129897002 - ISANE VERA KARSBURG
Externo ao Programa - 257913001 - ADRIANA MATHEUS DA COSTA DE FIGUEIREDO
Externo à Instituição - PRISCILA FERNANDA SIMIONI - UENF
Notícia cadastrada em: 28/01/2022 15:03
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-03.applications.sig.oraclevcn.com.srv3inst1