Banca de DEFESA: BEATRIZ FERNANDA SILVA LIMA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BEATRIZ FERNANDA SILVA LIMA
DATA : 25/03/2020
HORA: 08:00
LOCAL: Universidade do Estado de Mato Grosso, Campus de Cáceres
TÍTULO:

Morfologia e germinação de sementes de espécies de Passiflora


PALAVRAS-CHAVES:

Análise de imagem, Passiflora alata, Passiflora cincinnata.


PÁGINAS: 59
RESUMO:

Os objetivos desta pesquisa consistiram em superar a dormência de sementes de Passiflora alata e Passiflora cincinnata MAST. bem como avaliar a morfologia interna e externa das sementes de P. cincinnata pelo teste de raios-X e análise de imagem através software GroundEye®, visando relacionar a morfologia das sementes com seus respectivos estádios de maturação e, estabelecer o momento ideal de coleta de frutos, associando à qualidade das sementes. Para a superação de dormência, os tratamentos pré-germinativos foram: embebição em Fluridone® nas concentrações de 0,1; 10 e 100 µM, durante 12, 24 e 48 horas; embebição em Promalin® nas concentrações de 0,03; 0,45, 0,90 e 2%, durante 6 e 12 horas, para o P. alata e somente os tratamentos com Promalim® para o P. cincinnata. Os tratamentos foram distribuídos em DIC, com quatro repetições de 25 sementes. Avaliou-se a germinabilidade, tempo médio, índice de velocidade de germinação, incerteza e sincronia da germinação. Os resultados revelaram que em sementes de P. alata, Promalin® na concentração de 0,90% em 12 horas de embebição, garantiu melhores resultados de germinabilidade, tempo médio de germinação e índice de velocidade de germinação. Para sementes de P. cincinnata, o tratamento com Promalin® é eficaz na concentração de 2% por 6 horas, promovendo incremento na germinação e no índice de velocidade de germinação. Para a realização do teste de raios-X e da análise de imagem pelo software GroundEye® foram utilizadas quatro repetições de 50 sementes para cada estádio de maturação do fruto de P. cincinnata (verde, “de vez”, maduro e senescente). As sementes submetidas à exposição em raios–X foram classificadas em cheias ou vazias. Utilizou-se o equipamento GroundEye® para análise de imagem computadorizada, avaliando-se 15 descritores relacionados à dominância de cores e 7 de geometria. Posteriormente, as sementes foram avaliadas quanto à porcentagem de germinação. A partir do teste de raios-X verificou-se que não houve diferença estatística entre os estádios de maturação. Os resultados obtidos pelo software GroundEye® indicam diferenças de coloração e de geometria entre os estádios de maturação dos frutos. Conclui-se que as sementes de P. cincinnata podem ser coletadas de frutos nos estádios maduro e senescente sem prejuízo à qualidade fisiológica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 141365001 - PETTERSON BAPTISTA DA LUZ
Externo ao Programa - 135412001 - SEVERINO DE PAIVA SOBRINHO
Externo à Instituição - CARLA LIMA CORRÊA - UFLA
Notícia cadastrada em: 09/03/2020 23:53
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-03.applications.sig.oraclevcn.com.srv3inst1