Banca de DEFESA: JOAMESON DOS SANTOS LIMA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOAMESON DOS SANTOS LIMA
DATA : 27/02/2020
HORA: 13:00
LOCAL: UNEMAT. Campus Universitário de Alta Floresta, Alta Floresta, MT.
TÍTULO:

Estabilidade e adaptabilidade de híbridos de milho (Zea Mays L.) em diferentes ambientes no Norte de Mato Grosso e Sudeste de Rondônia


PALAVRAS-CHAVES:

Produtividade de grãos, interação genótipo por ambiente melhoramento de milho, multi-locais.


PÁGINAS: 72
RESUMO:

A identificação de genótipos com alto potencial de produção e com ampla estabilidade e adaptabilidade é um dos principais alvos de programas de melhoramento de milho (Zea mays). É por isso que, antes de serem recomendados aos agricultores, esses genótipos são avaliados em ensaios multi-ambientais. O objetivo deste trabalho foi avaliar a adaptabilidade e estabilidade de híbridos de milho em seis ambientes na região Norte de Mato Grosso e Sudeste de Rondônia. Para tal, foram avaliados 36 híbridos simples de milho em seis ambientes, sendo eles: Vilhena-RO, Sorriso-MT, Alta Floresta-MT, Carlinda-MT e Sinop-MT, uma vez que este último fora avaliado em dois anos de produção (2017/2018 e 2018/2019), totalizando assim, seis ambientes. Os experimentos foram delineados em látice quadrado (6x6) e em 2 repetições. Cada parcela experimental foi composta de duas fileiras de quatro metros de comprimento, espaçadas em 0.7 m, perfazendo um total de 144 unidades experimentais (36x2x2). A PG foi obtida pela pesagem dos grãos debulhados de cada parcela, posteriormente, os dados foram submetidos a correção de stand, a partir da análise de covariância com correção para stand ideal, corrigidas para 13% de umidade e convertida para kg.ha-1. A estabilidade e a adaptabilidade foi avaliada por meio dos métodos de Annicchiarico (1992), Lin & Binns (1988), Eberhart & Russel (1966) e AMMI por meio do programa Genes e para o método REML/Blup utilizou-se o software Selegen. Houve diferença significativa (p<0,01) para os efeitos de ambientes e interação GXA. A metodologia de Annichiarico, revelou os ambientes de Vilhena-RO, Sorriso-MT e Alta Floresta-MT como os ambientes favoráveis de cultivo e o genótipo 1P2255 com adaptabilidade em todos os ambientes de cultivo. Já o método proposto por Lin & Binns revelou os genótipos DKB310, 1P2247, 1L1411, 1P2215, 1P2267 e 1M1782 apresentaram adaptabilidade a ambientes gerais. Para o método Eberhart & Russel os genótipos com altas médias de produtividade de grãos, adaptabilidade ampla e alta estabilidade foram 1O2112, 1P2203, 1P2184, 1P2212, 1P2255 e 1P2231. O método AMMI apontou o genótipo 1P2255 como mais produtivo e também mais adaptado e estável para os ambientes avaliados. A metodologia REMEL/Blup indicou os genótipos DKB310, 1P2247, 1L1411, 1P2255, 1P2215, 1P2214, 1M1782, 1P2267, DKB390, 1M1807, 1N1958, 1P2184 e 1P2231 como os mais estáveis, adaptáveis e com melhores desempenhos produtivos. As metodologias de Annicchiarico, Eberhart & Russel, AMMI e REMEL/Blup apresentaram resultados semelhantes na classificação e recomendação do híbridos1P2255 com ampla adaptabilidade. Contudo, ocorreu divergência na indicação de híbridos com adaptabilidade específica a ambientes favoráveis e desfavoráveis.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 32143004 - ANA APARECIDA BANDINI ROSSI
Interno - 985.174.497-20 - FLAVIO DESSAUNE TARDIN - UENF
Externo ao Programa - 285518001 - GUILHERME FERREIRA PENA
Externo à Instituição - ROBERTO DOS SANTOS TRINDADE - EMBRAPA
Notícia cadastrada em: 05/02/2020 09:59
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-01.applications.sig.oraclevcn.com.srv1inst1