Banca de DEFESA: ALTACIS JUNIOR DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALTACIS JUNIOR DE OLIVEIRA
DATA : 29/01/2021
HORA: 08:00
LOCAL: Cáceres
TÍTULO:

VARIABILIDADE GENÉTICA DE Carthamus tinctorius L. VIA MARCADORES MICROSATÉLITES.


PALAVRAS-CHAVES:

Cártamo; SSR; Melhoramento Genético.


PÁGINAS: 55
RESUMO:

A cultura do cártamo (Carthamus tinctorius L.) é uma das mais antigas do mundo, sendo considerada uma oleaginosa pertencente à família Asteraceae, cuja matéria-prima é destinada para diversos fins como na produção de lubrificantes, biocombustíveis, sabões, vernizes, óleo de cozinha e ração para animais. A cultura do cártamo é uma oleaginosa muito relevante, tem atraído a atenção de pesquisadores e indústrias por possuir alta qualidade e quantidade de óleo, sendo importante a realização de estudos, principalmente no melhoramento genético, que auxilia na seleção de genótipos superiores. Neste contexto, a avaliação da variabilidade genética com o uso de marcadores é primordial para exploração dos recursos genéticos em programas de melhoramento de plantas. Diante disso, o presente trabalho objetivou-se estimar a variabilidade genética de 121 genótipos de cártamo via 21 marcadores moleculares SSR da coleção de Germoplasma do Laboratório de Recursos Genéticos & Biotecnologia (LRG&B) da Universidade Estadual de Mato Grosso “Carlos Alberto Reyes Maldonado” (UNEMAT), Campus de Cáceres-MT. O estudo foi conduzido no laboratório e na casa de vegetação do LRG&B com umidade e temperatura controlada. Foram avaliados 121 genótipos de cártamo, sendo que 11 não foram utilizados, devido serem de populações contendo apenas um genótipo evitando assim a superestimação destas informações para estes indivíduos, logo, as análises foram feitas com 110 genótipos provenientes de dez populações distintas. A diversidade genética dos 121 genótipos de cártamo foi estimada por meio de número de alelos, heterozigosidade média observada (Ho), heterozigosidade média esperada (He) e coeficiente de endogamia (F). O número de alelos detectados entre os genótipos considerando os 21 loci foi de 158, variando de seis (CT6, CT12, CT13 e CT19) a 11 (CT26), com média de 8 alelos por locus.  A He pode ser considerada alta, variando de 0,551 a 0,80, com média de 0,71, já a Ho foi baixa, variando de 0,00 a 0,50, com média 0,03. Os resultados F foram positivos em todos os locus e em todas as populações, possuindo uma média geral de 0,95. Os valores de F altos e positivos são em decorrência dos níveis de He em relação à Ho, tanto para cada loco tanto em cada população, indicando um provável processo de endogamia.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 101376004 - MARCO ANTONIO APARECIDO BARELLI
Externo ao Programa - 020.481.501-01 - RAFHAEL FELIPIN AZEVEDO - null
Externo à Instituição - CLAUDETE ROSA DA SILVA - UFRA
Notícia cadastrada em: 04/12/2020 06:58
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-03.applications.sig.oraclevcn.com.srv3inst1