Banca de DEFESA: DEBORA SARANA ORTOLAN ARANTES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DEBORA SARANA ORTOLAN ARANTES
DATA : 16/06/2022
HORA: 08:00
LOCAL: Unemat - Tangará da Serra
TÍTULO:

INDUÇÃO NATURAL E ARTIFICIAL EM CULTIVARES DO ABACAXIZEIRO


PALAVRAS-CHAVES:

Ananas comosus, variedades, temperatura, indução floral.


PÁGINAS: 50
RESUMO:

O abacaxi é uma fruta muito apreciada e que vem se destacando entre diversas fruteiras cultivadas em todo o país. O consume do abacaxi é quase 60% in natura, e estima-se que nos meses de outubro a março é o de maior consumo, em relação aos outros meses. Para o consume in natura é fundamental que a fruta tenha um tamanho adequado e características como doçura para o consumidor, onde que consequentemente alcançará melhores preços no mercado. Diante disso, o objetivo do trabalho foi avaliar a ocorrência da indução natural e artificial sobre as características em três cultivares de abacaxizeiro e verificar o comportamento de oito cultivares frente ao frio, a fim de identificar uma cultivar mais tolerante a indução do florescimento natural. O experimento foi conduzido na área experimental de fruticultura da Universidade do Estado de Mato Grosso – Unemat, em Tangará da Serra - MT. Em ambos os experimentos, o delineamento utilizado foi de blocos casualizados. No experimento 1 foi um fatorial 3x2 (cultivares x indução do florescimento), sendo as cultivares avaliadas foram Pérola, Jupi e Gigante de Tarauacá. E para o experimento dois, foram avaliadas as cultivares Pérola, BRS Imperial, Jupi, BRS Vitória, Smooth Cayenne, IAC Fantástico, BRS Ajubá e Gigante de Tarauacá. As cultivares foram deixadas para induzir naturalmente, sendo avaliadas semanalmente de maio a setembro de 2019. No experimento um, para as características vegetativas largura da folha D e número de folhas ativas, apresentou diferença significativa a 1% de probabilidade e para altura de planta e comprimento de folha D, houve diferença significativa a 5% de probabilidade. No experimento dois as cultivares apresentaram diferença para a porcentagem de plantas induzidas (PPI) naturalmente. As cultivares BRS Imperial e Smooth Cayenne tiveram 0% de plantas induzidas e a cultivar IAC Fantástico teve 9%, já as cultivares BRS Ajubá e BRS Vitória, tiveram 32 e 31% de plantas induzidas respectivamente e as cultivares Gigante de Tarauacá, Jupi e Pérola tiveram 100% das plantas induzidas naturalmente. Conclui-se que o com a planta no tamanho adequado o florescimento natural não reduz o tamanho do fruto e as cultivares Smooth Cayenne, BRS Imperial e IAC Fantástico foram tolerantes a indução natural do florescimento.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 131991001 - WILLIAN KRAUSE
Interno - 117161001 - SANTINO SEABRA JUNIOR
Externo à Instituição - GLAUCIO DA CRUZ GENUNCIO - UFMT
Notícia cadastrada em: 09/05/2022 16:21
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-03.applications.sig.oraclevcn.com.srv3inst1