Banca de DEFESA: MARCIELE KEYLA HEIDMANN

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARCIELE KEYLA HEIDMANN
DATA : 14/07/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Unemat - via Googlemeet
TÍTULO:

F-LIBRAS: APLICATIVO MÓVEL COMO INSTRUMENTO DIDÁTICO-TECNOLÓGICO NO ENSINO DE CONCEITOS DE FÍSICA EM LIBRAS PARA ESTUDANTES SURDOS E OUVINTES QUE INGRESSAM NO ENSINO MÉDIO


PALAVRAS-CHAVES:

Educação Inclusiva para Surdos. Ensino de Física. Língua Brasileira de Sinais.


PÁGINAS: 165
RESUMO:

Os avanços das Tecnologias Digitais (TD) fazem parte do cotidiano na sociedade contemporânea, alcançam as mais variadas faixas etárias e classe social, contribuem na comunicação e interação das pessoas em diversos campos do conhecimento e influenciam diretamente na área da Educação. A inclusão de Pessoas com Deficiência (PcD) acompanha essa evolução e atinge as práticas pedagógicas acerca das Tecnologias Assistivas (TA). Para estudantes surdos é indicado que a inclusão seja mediada pela Língua Brasileira de Sinais (Libras), pois se acredita que viabilize o uso de ferramentas tecnológicas que envolvam todos os estudantes, de modo interativo e atrativo na aprendizagem. Nesse sentido, esta pesquisa teve como objetivo desenvolver um produto (aplicativo móvel) para o ensino de conteúdos do componente curricular de Física como instrumento didático-tecnológico de estudantes surdos inclusos e estudantes ouvintes que ingressam no Ensino Médio. Dessa forma, a pergunta formulada para esta pesquisa foi: como a utilização de um aplicativo móvel desenvolvido (F-Libras), na perspectiva da Educação Inclusiva para surdos, pode contribuir para a compreensão de conteúdos no ensino de Física de estudantes surdos e ouvintes que ingressam no Ensino Médio? De natureza qualitativa, a pesquisa teve como procedimento inicial a realização de buscas por trabalhos acadêmicos e científicos no Portal de Periódicos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e por aplicativos na loja Google Play Store que relacionassem o ensino de Física para surdos no período de 2014 a 2019, momento de forte expansão tecnológica. Também foi verificado em Livros Didáticos (LD) de Física, qual a carência de adaptações inclusivas para surdos. Desse modo, desenvolvemos um aplicativo móvel para plataforma Android, com um glossário de Física em Libras, por meio da IDE Android Studio com a Linguagem Kotlin. Um avatar humanoide com as características físicas sugeridas por parte da comunidade surda do Centro Municipal de Educação Especial de Tangará da Serra/MT, executa a interpretação dos termos em Libras. As animações da interpretação dos termos foram desempenhadas com a contribuição de um Tradutor Intérprete da Língua de Sinais (TILS) e animadas aplicando o programa Blender com o avatar criado. Após a criação do protótipo foram realizadas entrevistas semiestruturadas via Google Meet, com cinco professores de Física e seis TILS que atuam na rede de ensino público dos municípios de Tangará da Serra e Nova Mutum no estado de Mato Grosso. O tratamento dos dados foi realizado pelo processo de agrupamento das informações e as características da análise de conteúdo. A partir disso, emergiram diferentes categorias de análise, que viabilizam a utilização do aplicativo F-Libras como instrumento didático-tecnológico no ensino de Física. Para o embasamento teórico recorremos aos trabalhos de diversos autores que corroboraram com estudos deste gênero, destinados a outros componentes curriculares. Os resultados da análise indicam o instrumento didático-tecnológico F-Libras como inovador, moderno, de fácil manuseio e instalação. Algumas características como sinais limpos e claros, com movimentos e configurações de mão perfeitas, possibilidade de fornecer suporte quanto aos termos científicos em Libras e propiciar a disseminação desses sinais são pontuadas por TILS. Professores de Física evidenciaram a relevância de F-Libras para o componente curricular de Física, tendo em vista a carência de materias e/ou ferramentas voltadas para essa área de ensino e, ainda, que englobem a Educação Inclusiva dos surdos. A descrição dos fenômenos físicos em L1 e L2 com a tradução em Libras possibilitam a interação da aprendizagem de surdos e ouvintes, dentro e fora da sala de aula na percepção de professores. Os dados apontaram que professores de Física e TILS demonstraram que o uso do aplicativo F-Libras como instrumento didático-tecnológico pode ser um aliado no ensino de Física, tanto para estudantes surdos e ouvintes (interação da aprendizagem), quanto para professores de Física (aproximação com a língua do estudante surdo) e TILS (suporte quanto aos termos científicos em Libras). Por fim, esperamos que esse trabalho possa contribuir e inspirar novas produções de instrumentos didáticos-tecnológicos nas diferentes etapas e áreas de ensino, envolto de uma Educação Inclusiva de qualidade que contemple ambos públicos (ouvintes e surdos).


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 253581001 - SUMAYA FERREIRA GUEDES
Interno - 135400002 - MINÉIA CAPPELLARI FAGUNDES
Externo à Instituição - MARCELO FRANCO LEAO - IFPI
Notícia cadastrada em: 23/06/2021 08:50
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-04.applications.sig.oraclevcn.com.srv4inst1