Banca de DEFESA: ANDERSON ALEX SANDRO DOMINGOS DE ALMEIDA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANDERSON ALEX SANDRO DOMINGOS DE ALMEIDA
DATA : 30/03/2022
HORA: 13:30
LOCAL: Google Meet
TÍTULO:

NeoTropTrans 1.0, um banco de dados para a conservação da biodiversidade vegetal na Transição Cerrado-Amazônia


PALAVRAS-CHAVES:

Banco de Dados Biológicos, Ecótono, Flora, Plataformas de biodiversidade.


PÁGINAS: 51
RESUMO:

A padronização das informações biológicas dispersas em plataformas de biodiversidade é fundamental para que se possa condensar informações completas e seguras sobre composição de espécies e características físicas do ambiente. Dessa maneira, nosso objetivo foi construir um banco de dados com espécies vegetais ocorrentes na transição Cerrado-Amazônia (CAT), contendo os registros de coleta e suas coordenadas geográficas. Com base nesse banco de dados, denominado ‘NeoTropTrans’, buscamos responder às seguintes perguntas: 1) Quais são as espécies, gêneros e famílias com maior representatividade na CAT? 2) Quais são as regiões e os tipos de vegetação mais bem amostradas e aqueles com maiores lacunas de coletas? 3) Como os registros de ocorrência das espécies se distribuem ao longo das diferentes categorias de uso e cobertura do solo na CAT? Os registros de ocorrência das espécies vegetais (angiospermas, gimnospermas e samambaias/licófitas) foram obtidos nas plataformas online speciesLink, GBIF e REFLORA. Compilamos para a transição Cerrado-Amazônia 51.886 registros de ocorrência, dos quais 50.523 de angiospermas, 14 de gimnospermas e 1.349 de samambaias/licófitas. Dentre esses registros, 28.536 foram para arbóreas, 19.665 para arbustos, 9.970 para ervas, 6.619 para trepadeiras (lenhosas e não-lenhosas), 5.203 para subarbustos, 618 palmeiras, 50 para bambus e 24 para suculentas. Os registros de ocorrência se distribuíram em 209 famílias, 1.384 gêneros e 5.889 espécies. As famílias com maior riqueza de espécies foram Fabaceae (699), Rubiaceae (317) e Poaceae (262). Os gêneros com maior riqueza de espécies foram Miconia (96), Piper (71) e Solanum (58). As famílias com maior número de ocorrência foram Fabaceae (6.765), Rubiaceae (2.713) e Melastomataceae (2.276). Já os gêneros com maior número de registros foram Miconia (1398), Protium (844) e Solanum (652). Entre as espécies mais comuns destacaram-se Pourouma minor Benoist (214 registros), Cheiloclinium cognatum (Miers) A.C.Sm. (174), Jacaranda copaia (Aubl.) D.Don (170), Myrcia splendens (Sw.) DC (160) e Siparuna guianensis Aubl. (144). Obtivemos 2.738 espécies ocorrentes apenas na Amazônia e/ou Cerrado, representando 46,49% do total das espécies presentes no banco de dados. Esse ecótono, por ter grande área territorial, propicia habitats diversificados, possibilitando  a ocorrência de espécies dos biomas adjacentes. Com o NeoTropTrans esperamos possibilitar uma melhor utilização dos dados disponibilizados nas plataformas de biodiversidade para a transição entre as maiores regiões biogeográficas do Neotrópico.



MEMBROS DA BANCA:
Interno - 253812001 - PEDRO VASCONCELLOS EISENLOHR
Interno - 253995001 - VINICIUS AUGUSTO MORAIS
Externo ao Programa - 132029001 - EDDIE LENZA DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - CASSIA BEATRIZ RORIGUES MUNHOZ - UnB
Externo à Instituição - MÔNICA APARECIDA CUPERTINO EISENLOHR - UFMT
Notícia cadastrada em: 13/05/2022 09:26
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-02.applications.sig.oraclevcn.com.srv2inst1