Dissertações/Teses

2024
Dissertações
1
  • JURANDIR ZEZOKIWARE
  • NARRATIVAS ORAIS EM SALA DE AULA: A HISTÓRIA E O CANTO DE KOKOTERO

  • Orientador : ALEXANDRE MARIOTTO BOTTON
  • Data: 12/01/2024

  • Mostrar Resumo
  •  

    A língua Haliti-Paresi pertence à família linguística Aruak, falada por um povo com o mesmo nome, no estado de Mato Grosso que fica a 500 km de Cuiabá. Atualmente os Paresí somam uma população de 3.000 pessoas, sendo 90% bilíngues em língua indígena e português. Na aldeia, entre si, se comunicam na língua materna, e com os não indígenas e outras etnias por meio da   língua portuguesa. Esta pesquisa visa apresentar aspectos relativos à história tradicional do povo Haliti chamada “Kokotero: a origem da mandioca” que narra as origens não só da mandioca, mas de outras plantas. A história narra que a mãe de Kokotero enterrou sua filha e dela nasceu a mandioca. Então, outras mulheres decidiram também enterrar suas filhas para ver se nascia mandioca: katyolalo enterrou sua filha e dela nasceu a katyola (mangaba), zohityalo enterrou sua filha e nasceu zohitya (cajuzinho), e zawacero enterrou sua filha e nasceu zawace/ ketewakolore (sem tradução). Essas frutas nativas se encontram no cerrado, no campo e na mata e essa história será investigada em diferentes contextos: cantada, narrada e nas bezenções. Por meio desta pesquisa da narrativa, serão analisados os aspectos semânticos das palavras homônimas, polissêmicas, sinônimos e as palavras que são mencionados no dia a dia, bem como, as palavras técnicas que serão averiguadas. Além disso, serão exploradas as diferentes espécies de mandioca que surgiram em um único pé, quantas ainda existem, quantas já foram extintas e quantas espécies de mandioca no total.  A partir da coleta de dados, os nomes das espécies serão registrados na língua materna Haliti, com versão em português. Toda a pesquisa será desenvolvida juntamente com os alunos do 5 a 9 ano da escola Municipal Indígena Formoso localizada no Município de Tangara da Serra MT, na Terra indígena Rio Formoso, aldeia Rio Formoso. Além de registrar os aspectos linguísticos dos textos, o registro da narrativa na língua materna, na íntegra, é de extrema importância para o fortalecimento da língua originária. As narrativas das histórias, como a de Kokotero, origem da mandioca apresentam muitas informações relevantes sobre a língua e a cultura do povo. Este estudo possibilitará a manutenção e fortalecimento da língua Haliti, contribuindo para a preservação da riqueza linguística e cultural que as línguas indígenas constituem.


  • Mostrar Abstract
  • The Haliti-Paresi language belongs to the Aruak linguistic family, spoken by a people with the same name, in the state of Mato Grosso, which is 500 km from Cuiabá. Currently, the Paresí have a population of 3,000 people, 90% of whom are bilingual in indigenous language and Portuguese. In the village, they communicate with each other in their mother tongue, and with non-indigenous people and other ethnic groups through Portuguese. This research aims to present aspects related to the traditional history of the Haliti people called “Kokotero: the origin of cassava” which tells the origins not only of cassava, but of other plants. The story narrates that Kokotero's mother buried her daughter and cassava was born from her. Then, other women also decided to bury their daughters to see if cassava would be born: katyolalo buried his daughter and katyola (mangaba) was born, zohityalo buried his daughter and zohitya (cashew) was born, and zawacero buried his daughter and zawace/ ketewakolore was born ( without translation). These native fruits are found in the cerrado, in the countryside and in the woods and this story will be investigated in different contexts: sung, narrated and in bezenções. Through this narrative research, the semantic aspects of homonymous, polysemous, synonyms and words that are mentioned in everyday life will be analyzed, as well as the technical words that will be investigated. In addition, the different cassava species that emerged from a single tree will be explored, how many still exist, how many have already become extinct and how many species of cassava in total. From the data collection, the names of the species will be recorded in the mother tongue Haliti, with a Portuguese version. All the research will be developed together with students from the 5th to 9th grade of the Municipal Indigenous School Formoso located in the Municipality of Tangara da Serra MT, in the Rio Formoso Indigenous Land, Rio Formoso village. In addition to recording the linguistic aspects of the texts, recording the narrative in the mother tongue, in its entirety, is extremely important for strengthening the original language. The narratives of the stories, such as Kokotero, the origin of cassava, present a lot of relevant information about the language and culture of the people. This study will enable the maintenance and strengthening of the Haliti language, contributing to the preservation of the linguistic and cultural richness that indigenous languages constitute.

2
  • LUCINDA DO CARMO SIRAYUP KAYABI
  • NARRATIVAS HISTÓRICAS DO POVO KAWAIWETÉ  EM JUARA-MT: UMA PRODUÇÃO NA EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA

  • Orientador : WALDINEIA ANTUNES DE ALCANTARA FERREIRA
  • Data: 11/03/2024

  • Mostrar Resumo
  • Este estudo faz uma reflexão de uma prática pedagógica com as narrativas históricas do povo kawaiwete do município de Juara MT. O objetivo é compreender as histórias Kawaiweté através da escuta, com os anciãos, junto com os alunos da escola, produzindo um espaço de contação de história e de produção de narrativas dessas histórias, permitindo fortalecimento da cultura, aprendizagem da escrita e do gênero textual narrativa. A metodologia da pesquisa é qualitativa, do tipo etnográfico e participante, os colaboradores são os anciãos e anciãs e os estudantes do 2º e 3º ano do ensino médio da Escola Estadual Indígena de Educação Básica Juporijup. Compreendo que desenvolver atividades pedagógicas que produzem o encontro de gerações em ambiências de diálogo e narrativa de histórias do povo é possibilitar o fortalecimento cultural ao mesmo tempo que auxilia que os estudantes do ensino médio pratiquem o exercício da escuta e da escrita, produzindo pela pesquisa literatura indígena.

     


  • Mostrar Abstract
  • This study reflects on a pedagogical practice with the historical narratives of the Kawaiwete people in the municipality of Juara MT. The objective is to understand the Kawaiweté stories through listening, with the elders, together with the school students, producing a space for storytelling and the production of narratives of these stories, allowing the strengthening of culture, learning of writing and the narrative textual genre . The research methodology is qualitative, ethnographic and participatory, the collaborators are elders and 2nd and 3rd year high school students at the Escola Estadual Indígena de Educação Básica Juporijup. I understand that developing pedagogical activities that bring generations together in environments of dialogue and storytelling of the people is to enable cultural strengthening at the same time as it helps high school students practice listening and writing, producing literature through research. indigenous.

3
  • REINALDO PAULO ROHDT
  • A ESCOLA COMO ESPAÇO DE LUTA, RESISTÊNCIA E IDENTIDADE  TERENA: Escola Estadual Indígena Guilhermina da Silva.


  • Orientador : RAIMUNDO NONATO CUNHA DE FRANCA
  • Data: 14/03/2024

  • Mostrar Resumo
  • Essa dissertação investiga a relação entre a Escola Estadual Indígena Guilhermina da Silva, na Aldeia Aldeinha de Anastácio, e a resistência e identidade indígena. Composta por sete capítulos, tem como objetivo geral compreender a atuação da escola como espaço de resistência e valorização cultural. Além disso, tem entre um dos objetivos específicos analisar e recriar o mito do surgimento dos Terena para desenvolver um produto educacional que contribua para a preservação e valorização da herança cultural Terena, por meio da escrita e desenhos ilustrativos. A pesquisa adota uma abordagem qualitativa, especificamente a metodologia autoetnográfica, visando compreender o papel da Escola Estadual Indígena Guilhermina da Silva na promoção da resistência e identidade Terena. O estudo ocorre na aldeia Aldeinha de Anastácio, Mato Grosso do Sul, Brasil, envolvendo alunos indígenas e não indígenas, professores, funcionários, líderes e pessoas relevantes na construção da escola. A coleta de dados inclui entrevistas semiestruturadas, gravadas com consentimento, e observação participante para compreender práticas interculturais. A metodologia autoetnográfica permite ao pesquisador incorporar sua própria experiência como indígena e professor Terena na análise. A análise dos dados é conduzida de forma indutiva e interpretativa, utilizando técnicas de análise de conteúdo para identificar temas e significados emergentes. O estudo segue princípios éticos, obtendo consentimento informado e garantindo privacidade. Ao final, os resultados serão compartilhados com a comunidade, proporcionando aos participantes o conhecimento dos achados da pesquisa.



  • Mostrar Abstract

  • This dissertation investigates the relationship between the Guilhermina da Silva Indigenous State School, in Aldeia Aldeinha de Anastácio, and indigenous resistance and identity. Composed of seven chapters, its general objective is to understand the role of the school as a space of resistance and cultural appreciation. Furthermore, one of the specific objectives is to analyze and recreate the myth of the emergence of the Terena to develop an educational product that contributes to the preservation and appreciation of the Terena cultural heritage, through writing and illustrative drawings. The research adopts a qualitative approach, specifically the autoethnographic methodology, aiming to understand the role of the Guilhermina da Silva Indigenous State School in promoting Terena resistance and identity. The study takes place in the village Aldeinha de Anastácio, Mato Grosso do Sul, Brazil, involving indigenous and non-indigenous students, teachers, staff, leaders and people relevant to the construction of the school. Data collection includes semi-structured interviews, recorded with consent, and participant observation to understand intercultural practices. The autoethnographic methodology allows the researcher to incorporate his own experience as an indigenous person and a Terena teacher into the analysis. Data analysis is conducted inductively and interpretively, using content analysis techniques to identify emerging themes and meanings. The study follows ethical principles, obtaining informed consent and ensuring privacy. At the end, the results will be shared with the community, providing participants with knowledge of the research findings.


4
  • ARAWANI TAPIRAPÉ
  • AS FUNÇÕES LINGUÍSTICAS E SOCIAIS QUE OCORREM NOS ESPAÇOS SAGRADOS DAS COMUNIDADES APYÃWA-TAPIRAPÉ

  • Data: 15/03/2024

  • Mostrar Resumo
  • RESUMO

     

     

     

    Essa Dissertação tem como objetivo investigar e compreender a importância e a função da língua Apyãwa em diferentes espaços, como na Takãra - casa cerimonial, no pátio da Takãra e nos lugares sagrados, para manutenção e fortalecimento da sabedoria linguística e cultural do povo Apyãwa, contribuindo com a renovação e a formação de lideranças cerimoniais  documentar os conhecimentos existentes e também aqueles que precisam ser mais praticados ou até mesmo os que não são mais praticados, Identificar caminhos para a retomada das práticas sociolinguísticas e culturais da comunidade; demonstrar a importância da língua como meio fundamental para interação sociocultural para manutenção e movimentação de conhecimentos linguísticos da comunidade Apyãwa nas escolas. Contribuir com os estudos linguísticos aprofundando conhecimentos e deslocamentos linguísticos no cenário atual no Brasil, de modo especial, sobre a língua Apyãwa.

     

     

     

     


  • Mostrar Abstract
  • Abstract

     

     

    This Dissertation aims to investigate and understand the importance and function of the Apyãwa language in different spaces, such as the Takãra - ceremonial house, the Takãra courtyard and sacred places, to maintain and strengthen the linguistic and cultural wisdom of the Apyãwa people, contributing with the renewal and training of ceremonial leaders, as well as documenting existing knowledge and also those that need to be more practiced or even those that are no longer practiced. We seek to identify ways for the resumption of the community's sociolinguistic and cultural practices, demonstrating the importance of language as a fundamental means for sociocultural interaction and for maintaining and moving linguistic knowledge of the Apyãwa community in schools, thus contributing to linguistic studies, deepening knowledge and linguistic shifts in the current scenario in Brazil, especially regarding the Apyãwa language.

     

     

5
  • IVANETE KRIXI
  • PEDAGOGIA APIAKÁ NA ALDEIA MAYROB DE JUARA MT: CONTRIBUIÇÕES NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO

  • Orientador : WALDINEIA ANTUNES DE ALCANTARA FERREIRA
  • Data: 02/04/2024

  • Mostrar Resumo
  •  

    Esta pesquisa é sobre a aprendizagem das crianças de alfabetização com a Pedagogia Apiaká. A pesquisa desenvolveu-se na aldeia Mayrob, na Escola Estadual Indígena de Educação Básica Leonardo Crixi Apiaká, no Território Apiaká Kayabi, em uma sala de aula multi, com 19 estudantes, sendo 06 da primeira fase, 08 da segunda fase e 05 da terceira fase. A pesquisa teve como metodologia qualitativa e participante com aplicação de atividades organizadas em unidades temáticas. As unidades temáticas foram trabalhadas com o acompanhamento pedagógico das aprendizagens das crianças. Assim, a pedagogia Apiaká contribui com o processo de alfabetização escolar porque a cultura, os costumes, as nossas vivências são inseridas no currículo escolar de um jeito que fazemos e vivemos na organização escolar um currículo que é intercultural, e específico.


  • Mostrar Abstract
  • This research is about children learning literacy with the Apiaká Pedagogy. The research was carried out in the Mayrob village, at the Leonardo Crixi Apiaká Indigenous State School of Basic Education, in the Apiaká Kayabi Territory, in a multi-classroom, with 19 students, 06 from the first phase, 08 from the second phase and 05 from the third. phase. The research had a qualitative and participatory methodology with the application of activities organized into thematic units. The thematic units were worked on with pedagogical monitoring of the children's learning. Thus, Apiaká pedagogy contributes to the school literacy process because culture, customs, our experiences are inserted into the school curriculum in a way that we create and live in the school organization a curriculum that is intercultural and specific.

6
  • VALDEVINO HARISON AMAJUNEPA
  • ENSINO DA LÍNGUA BALATIPONE: BRINCADEIRA XIRIPA COMO ESTRATÉGIA DIDÁTICO-PEDAGÓGICA

  • Orientador : REJANE CENTURION GAMBARRA E GOMES
  • Data: 12/04/2024

  • Mostrar Resumo
  • O objeto desta pesquisa é um trabalho de ensino da língua Balatiponé, cujo objetivo principal é procurar revitalizar a utilização desta língua em sala de aula com as crianças do próprio povo, alunos das séries iniciais da Escola Municipal Indígena Jula Paré, localizada na aldeia Umutina, no município de Barra dos Bugres - MT. A justificativa desta pesquisa é porque a língua Balatipone não está mais sendo falada, se encontrando em um estado de dormência profunda, sem uso. Então busca-se trabalhar com ela procurando revitalizá-la através do estudo do léxico e da sintaxe, a partir de um jogo lúdico. O trabalho foi desenvolvido com os alunos utilizando uma brincadeira tradicional em seu espaço habitual, e foi registrado através de filmagem, para coletar dados, palavras e frases. A partir disso, desenvolveram-se atividades sobre o estudo da língua Balatipone na perspectiva da palavra e da frase, por meio de diferentes atividades realizadas em sala de aula. As atividades foram divididas em 6 etapas e aconteceram entre os meses de março a junho do ano de 2023. Como referências deste trabalho temos Schmidt (1941), Schultz (1953), Lima (1995), Quezo (2010), Cruz (2012), Huare (2015) e anciões. Esta pesquisa proporcionou resultados bastante satisfatórios em sala de aula, através de atividades diversificadas produzidas pelos alunos, e fora da escola, também, através da continuidade da brincadeira xiripa nos córregos e rios do território, bem como em outros espaços da comunidade.


  • Mostrar Abstract
  • The object of this research is teaching the Balatiponé language, whose main objective is to seek to revitalize the use of this language in the classroom with the children of the people themselves, students in the initial grades of the Municipal Indigenous School Jula Paré, located in the Umutina village, in the municipality of Barra dos Bugres - MT. The justification for this research is because the Balatipone language is no longer being spoken, being in a state of deep dormancy, unused. So we seek to work with it, seeking to revitalize it through the study of lexicon and syntax, based on a playful game. The work was developed with the students using a traditional game in their usual space, and was recorded using film to collect data, words and phrases. From this, activities were developed on the study of the Balatipone language from the perspective of words and sentences, through different activities carried out in the classroom. The activities were divided into 6 stages and took place between March and June of the year 2023. As references for this work we have Schmidt (1941), Schultz (1953), Lima (1995), Quezo (2010), Cruz (2012), Huare (2015) and elders. This research provided very satisfactory results in the classroom, through diverse activities produced by students, and outside of school, also, through the continuity of xiripa games in the territory's streams and rivers, as well as in other spaces in the community.

7
  • PAREAYUP MATE IKPENG
  •  

     


    EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA E ALFABETIZAÇÃO DO POVO IKPENG: SABERES E PRÁTICAS


  • Orientador : CLÁUDIA LANDIN NEGREIROS
  • Data: 17/04/2024

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa trata da educação de casa e do processo próprio de ensino na Escola Estadual Indígena Central Ikpeng. Essa escola indígena é resultado de intensas reinvindicações do povo Ikpeng, pelo reconhecimento, legitimação e credenciamento pelo estado. Realizada com as comunidades das aldeias Arayó e Moygu, na Terra Indígena Xingu, no município de Feliz Natal, no estado de Mato Grosso, Brasil, esta investigação, de abordagem qualitativa, tem como objetivo principal caracterizar a educação Ikpeng. O produto pedagógico resultante é um material de alfabetização na língua materna, o qual deverá ser utilizado nas escolas Ikpeng, com o intuito de fortalecer a identidade e a cultura desse povo.

     


  • Mostrar Abstract
  • This research deals with home education and the teaching process itself at the Ikpeng Central Indigenous State School. This indigenous school is the result of intense demands by the Ikpeng people for recognition, legitimization and accreditation by the state. Carried out with the communities of the Arayó and Moygu villages, in the Xingu Indigenous Land, in the municipality of Feliz Natal, in the state of Mato Grosso, Brazil, this investigation, with a qualitative approach, has as its main objective to characterize Ikpeng education. The resulting pedagogical product is literacy material in the mother tongue, which should be used in Ikpeng schools, with the aim of strengthening the identity and culture of these people.

8
  • DINEVA MARIA KAYABI
  • LETRAMENTO: APRENDIZAGENS PELAS NARRAÇÕES DAS HISTÓRIAS KAWAIWETE
  • Orientador : CLÁUDIA LANDIN NEGREIROS
  • Data: 24/04/2024

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa se propôs a investigar o ensino e as aprendizagens por meio de narrativas Kawaiwete. Tem como objetivos específicos: compreender que a história do povo Kawaiwete é o que dá sentido à vida do povo; aprender sobre as histórias desse povo para poder passar para as outras gerações; registrar, não apenas na oralidade, mas também de forma escrita essas histórias. É uma pesquisa de abordagem qualitativa, do tipo participante, com todos da comunidade: pesquisadora, anciãos, lideranças, alunos e professores. Uma proposta decolonial de aprender aprendendo e pesquisando no interior dessa comunidade, e mesmo com o uso e o registro da língua portuguesa, os textos são sobre o povo Kawaiwete.

     


  • Mostrar Abstract
  • This research aims to investigate teaching and learning through Kawaiwete narratives. Its specific objectives are: to understand that the history of the Kawaiwete people is what gives meaning to the lives of the people; learn about the stories of these people to be able to pass them on to other generations; record, not only orally, but also in writing these stories. It is a qualitative, participant-type research with everyone in the community: researcher, elders, leaders, students and teachers. A decolonial proposal to learn by learning and researching within this community, and even with the use and recording of the Portuguese language, the texts are about the Kawaiwete people.

9
  • Rozinete Zoizoquialo Amajunepa
  • PRÁTICAS DE ENSINO A PARTIR DO TRANÇADO DO ABANADOR (BARUKWA) COM OS ALUNOS DA ETNIA BALATIPONE

  • Orientador : ROSANE DUARTE ROSA SELUCHINESK
  • Data: 30/04/2024

  • Mostrar Resumo
  • O presente trabalho é resultado de um projeto de pesquisa desenvolvido no Programa de Pós Graduação de Ensino em Contexto Indígena Intercultural sobre saberes tradicionais do Povo Balatipone e os conhecimentos que podem ser articulados para prática pedagógica, em escolas indígenas. Teve como objetivo identificar e compartilhar possíveis conhecimentos sobre práticas de ensino escolares que podem estar presentes na confecção do abanador, objeto pertencente a cultura material e imaterial Balatipone. Essa pesquisa foi desenvolvida com alunos do quarto ano seriado da escola Municipal Indígena Jula Paré que fica no território Indígena Balatipone, aldeia Balatipone município de Barra do Bugres/MT. Para o desenvolvimento da pesquisa foi estabelecido com os alunos que o estudo trataria dos processos para realizar os trançados (Barukwa). Com base na metodologia de pesquisa participativa de cunho etnográfico, foram desenvolvidas etapas de observação e escuta dos anciões, coletada de material para o trançado, orientação para confecção dos trançados, e por fim os registros das atividades práticos-reflexivas sobre todo o processo desenvolvido. Nos dados obtidos identificamos que esta atividade que articulava práticas culturais com atividades escolares despertou muito interesse nos alunos. Foi possível observar que tanto na orientação da anciã e da professora, quanto no momento de coleta de material, bem como na confecção dos artefatos, os alunos ficaram muito interessados em aprender os trançados. Através desta pesquisa conseguimos estabelecer um diálogo intercultural e interdisciplinar que permitiu a identificação de conhecimentos sobre matemática, ciências, geografia e outros que se fizeram presentes durante a prática cultural.

     


  • Mostrar Abstract
  • O presente trabalho é resultado de um projeto de pesquisa desenvolvido no Programa de Pós Graduação de Ensino em Contexto Indígena Intercultural sobre saberes tradicionais do Povo Balatipone e os conhecimentos que podem ser articulados para prática pedagógica, em escolas indígenas. Teve como objetivo identificar e compartilhar possíveis conhecimentos sobre práticas de ensino escolares que podem estar presentes na confecção do abanador, objeto pertencente a cultura material e imaterial Balatipone. Essa pesquisa foi desenvolvida com alunos do quarto ano seriado da escola Municipal Indígena Jula Paré que fica no território Indígena Balatipone, aldeia Balatipone município de Barra do Bugres/MT. Para o desenvolvimento da pesquisa foi estabelecido com os alunos que o estudo trataria dos processos para realizar os trançados (Barukwa). Com base na metodologia de pesquisa participativa de cunho etnográfico, foram desenvolvidas etapas de observação e escuta dos anciões, coletada de material para o trançado, orientação para confecção dos trançados, e por fim os registros das atividades práticos-reflexivas sobre todo o processo desenvolvido. Nos dados obtidos identificamos que esta atividade que articulava práticas culturais com atividades escolares despertou muito interesse nos alunos. Foi possível observar que tanto na orientação da anciã e da professora, quanto no momento de coleta de material, bem como na confecção dos artefatos, os alunos ficaram muito interessados em aprender os trançados. Através desta pesquisa conseguimos estabelecer um diálogo intercultural e interdisciplinar que permitiu a identificação de conhecimentos sobre matemática, ciências, geografia e outros que se fizeram presentes durante a prática cultural.

10
  • ARISTOTELES MANIUMYTSA
  • A ROÇA TRADICIONAL DO POVO RIKBAKTSA

  • Orientador : JUSSARA DE ARAÚJO GONÇALVES
  • Data: 06/05/2024

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho faz um estudo sobre a organização e a importância da roça tradicional do povo Rikbaktsa, localizado a noroeste de Mato Grosso, nas margens dos Rios Juruena, Arinos e Rio do Sangue. A pesquisa aborda aspectos da cultura que trazem consigo a forma inerente de fazer as plantações, os rituais e organização social do povo. O objetivo geral da pesquisa foi descrever a organização e a importância da roça tradicional para a alimentação do povo Rikbaktsa. Para isso, a História Oral foi utilizada como metodologia de caráter qualitativo e determinou o caminho percorrido para a produção e análise dos dados, usando como técnica a entrevista direta, individual e realizada por meio de um questionário com perguntas semiestruturadas, tendo como instrumento para coletar os dados o gravador e o caderno de campo. Os anciãos, anciãs, mulheres e jovens entrevistados foram fundamentais para a estrutura da escrita, bem como a fundamentação teórica que se desenvolveu pela pesquisa bibliográfica, por meio de autores e obras que produziram informações sobre a temática investigada. A pesquisa foi realizada no período de abril a setembro de 2023, nas aldeias Primavera; Vale do Sol; Areia Branca e Aldeia Nova. Todas na Terra Indígena Erikpaktsa. Como resultado, foi desenvolvido o produto pedagógico em forma de calendário da Roça Ribaktsa, para ser utilizado na sala de aula, onde encontram-se informações sobre plantio, dos tempos, das luas e da variedade de produtos naturais que podemos produzir na roça e no quintal de casa. Trata-se de um calendário bilíngue que foi produzido em parceria com meus alunos da escola indígena sob a minha orientação. Apresento ainda como resultado a importância de continuar fazendo a roça de toco e a relevância dessa prática para manter viva a nossa cultura, pois o ato de produzir alimentos é também fonte de mitos, ritos e cerimônias que estimulam a preservação dos saberes originais e fazeres tradicionais que fazem do povo Rikbaktsa únicos nessa região da sub-bacia do Juruena. A partir dessa pesquisa e do conhecimento adquirido será possível incentivar o povo a continuar fazendo a roça de toco para que eles continuem cultivando alimentos naturais que beneficiam a saúde, deixando de lado os alimentos industrializados e o uso de agrotóxicos, preservando nesse ato de plantar a cultura viva e fortalecida, bem como o meio ambiente. 


  • Mostrar Abstract
  • This research focused on the organization and importance of the traditional farm of the Rikbaktsa people, located in the northwest of Mato Grosso, on the banks of the Juruena, Arinos and Blood Rivers. It addresses aspects of culture that bring with them the inherent way of planting crops, rituals and the social organization of the people. The main objective was to describe the organization and importance of the traditional routine, as well as the diet of the Rikbaktsa people. For this, Oral History was used as a qualitative methodology and determined the path taken for the production and analysis of data, using as a technique the direct, individual interview and carried out through a questionnaire with semi-structured questions, using as an instrument for collection the data a recorder and a notepad. The leaders, elders, women and young people interviewed were fundamental to the structure of the writing, as well as the bibliographic reference that was developed through literature research about the topic investigated. The research was carried out from April to September 2023, in the Primavera villages; Sun Valley; Areia Branca and Aldeia Nova. All in the Erikpaktsa Indigenous Land. As a result, the educational product in the form of a Roça Ribaktsa calendar was developed in order to be used in the classroom, where they will be able to find information about planting, seasons, moons and the variety of natural products that we can produce on the farm and in the backyard. It is a bilingual calendar that was produced in partnership with my students at the indigenous school under my guidance. I also present as a result the importance of continuing to do stump farming and the relevance of this practice to keep our culture alive, as the act of producing food is also a source of myths, rites and memories that encourage the preservation of original knowledge and traditional practices. which make the Rikbaktsa people unique in this region of the Juruena sub-basin. Based on this research and the knowledge acquired, it would be possible to encourage people to continue farming so that they can continue cultivating natural foods that benefit their health, leaving aside industrialized foods and the use of pesticides, preserving the culture in this act of planting. alive and strengthened, as well as the environment.

11
  • GESILENE AIKDAPA MARTINHO
  • O TRABALHO DA MULHER RIKBAKTSA E O SEU PAPEL NO MEIO SOCIAL

  • Orientador : LISANIL DA CONCEICAO PATROCINIO PEREIRA
  • Data: 10/05/2024

  • Mostrar Resumo
  • Este relatório de qualificação discute a importância do trabalho da mulher indígena Rikbaktsa, bem como as dificuldades encontradas nos trabalhos desenvolvidas por elas. A pesquisa se propõe a encontrar respostas as mudanças impostas as mulheres ao longo do tempo, assim como queremos entender como essas mudanças atingiram e atingem até hoje o desenvolvimento nas habilidades, obrigação referente aos trabalhos das mulheres do povo Rikbaktsa. O povo Rikbaktsa ainda preserva o meio ambiente, não vendem madeira e nem fazem a extração de minério. O meio ambiente para o povo Rikbaktsa é muito importante visto que é através dele que tiram o seu sustento como a caça, pesca e os material para produção de artesanato, tanto para homens e mulheres. A pesquisa tem como problema suleador como a mulher Rikbaktsa concilia o mundo moderno e a cultura do povo? Entender as regras de como é um cerimonial cultural e até aonde a mulher tem como obrigação e dever de participar, quais as suas atividades em cada cerimonial? Com a integração social, as mudanças acontecem no meio do povo e as mulheres e crianças fazem parte dessas metamorfoses cultural que dificilmente ser aceito. O povo Rikbaktsa ainda mantém as tradições culturais, e a mulher tem um papel fundamental nos trabalhos culturais e só ela pode fazer? A pesquisa tem como objetivo geral investigar o papel da mulher no meio social do nosso povo Rikbaktsa, as mudanças culturais e como elas desenvolvem as suas atividades. E tem como objetivos específicos: Investigar como com a integração social está mudando os costumes culturais do povo especificamente da mulher Rikbaktsa; Levantar a concepção da comunidade indígena sobre o desenvolvimento das jovens Rikbaktsa referente a educação tradicional; Registrar o trabalho do papel da mulher Rikbaktsa nomeio social e comparar até onde a escola pode contribuir para fortalecimento da cultura. Assim, estamos propondo o Produto Pedagógico que é uma cartilha que apresenta o trabalho da mulher e a sua importância para que esse conhecimento, possa ser valorizado pelas crianças e jovens para a preservação da cultura. A metodologia é a pesquisa bibliográfica e a pesquisa de campo via entrevista junto as mulheres da comunidade. A importância do trabalho é justamente para que nosso povo sobretudo os jovens possam valorizar o papel da mulher.                                        


  • Mostrar Abstract
  • This qualification report discusses the importance of the work of indigenous Rikbaktsa women, as well as the difficulties encountered in the work carried out by them. The research aims to find answers to the changes imposed on women over time, as well as we want to understand how these changes reached and still affect the development of skills, an obligation regarding the work of women of the Rikbaktsa people. The Rikbaktsa people still preserve the environment, they do not sell wood or extract minerals. The environment for the Rikbaktsa people is very important as it is through it that they obtain their livelihood, such as hunting, fishing and materials for the production of handicrafts, for both men and women. The research's guiding problem is how does the Rikbaktsa woman reconcile the modern world and the culture of the people? Understand the rules of what a cultural ceremony is like and to what extent the woman has the obligation and duty to participate, what are her activities in each ceremony? With social integration, changes happen among the people and women and children are part of these cultural metamorphoses that are difficult to accept. Do the Rikbaktsa people still maintain cultural traditions, and do women have a fundamental role in cultural work that only they can do? The research has the general objective of investigating the role of women in the social environment of our Rikbaktsa people, cultural changes and how they carry out their activities. And its specific objectives are: Investigating how social integration is changing the cultural customs of the people, specifically the Rikbaktsa woman; Survey the indigenous community's conception of the development of young Rikbaktsa women regarding traditional education; Record the work of the Rikbaktsa woman's role in the social environment and compare the extent to which the school can contribute to strengthening culture. Therefore, we are proposing the Pedagogical Product, which is a booklet that presents women's work and its importance so that this knowledge can be valued by children and young people for the preservation of culture. The methodology is bibliographical research and field research via interviews with women in the community. The importance of the work is precisely so that our people, especially young people, can value the role of women.

12
  • BISMAEL IPA'ARAMY TAPIRAPÉ
  • EDUCAÇÃO INY (KARAJÁ) NO CONTEXTO DOS SABERES MILENARES E DA INTERCULTURALIDADE: PRODUÇÃO ARTESANAL DA PANELA DE BARRO (WATXIWI)

  • Orientador : NEODIR PAULO TRAVESSINI
  • Data: 16/05/2024

  • Mostrar Resumo
  • Essa pesquisa é de caráter analítico e reflexivo, ou seja, trata-se de pesquisa qualitativa em que a abordagem dos conceitos necessários à construção teórica do objeto de estudo tem como referência obras, livros, e-book, artigos que abordam a temática da confecção de panelas de artesanal de barro nos moldes da cultura Iny Karajá. Em relação à pesquisa de campo serão entrevistados os anciãos e anciãs com vistas a explorar a sabedoria milenar destes sujeitos, tanto do ponto de vista da arte envolvida na produção de panela de barro artesanal, como também do ponto de vista da educação tradicional Iny Karajá. Assim, para dar conta de comparar os dados empíricos obtidos na pesquisa de campo com a análise teórica, e com vistas a delimitar o objeto de estudo aqui pesquisado, utilizarei o estudo de caso de modo a melhor compreender as especificidades. Serão realizadas entrevistas com os anciãos e anciãs com vistas a explorar a sabedoria milenar destes sujeitos, tanto do ponto de vista da arte envolvida na produção de panela de barro artesanal, como também do ponto de vista da educação tradicional Iny Karajá. O objetivo geral consite em compreender o papel/função da educação em sua dimensão tradicional no processo de confecção de panelas de barro artesal Iny Karajá. Foram definidos os seguintes objetivos especícos: conhecer o processo histórico/ancestral da confecção da panela de barro tradicional do povo Iny Karajá; definir as possibilidades e os limites do encontro entre a educação tradicional Iny Karajá e da educação intercultural de modo a não provocar o apagamento da cultura tradiconal Iny Karajá; especificar o passo a passo do processo de confecção da panela de barro tradicional Iny Karajá. Na condição de educador e praticante da nossa cultural milenar, almejo com minha pesquisa, contribuir no sentido de fortalecer a cultura tradicional Iny Karajá,  estabelecendo os  vínculos didático-pedagógicos entre as nossas práticas culturais e o processo ensino aprendizagem de caráter tradicional e intercultural. Nesse sentido, surge como resultado prático da pesquisa  o Produto Educacional impresso nas páginas da Cartilha Peddagógica contendo o passo a passo da produção da panela de barro tradicional Iny Karajá.


  • Mostrar Abstract
  • This research is of an analytical and reflective nature, that is, it is a qualitative research in which the approach to the concepts necessary for the theoretical construction of the object of study is based on works, books, e-books, articles that address the theme of making handmade clay pots along the lines of the Iny Karajá culture. Thus, in order to be able to compare the empirical data obtained in the field research with the theoretical analysis, and with a view to delimiting the object of study researched here, I will use the case study in order to better understand the specificities. Interviews will be carried out with the elderly men and women in order to explore the age-old wisdom of these subjects, both from the point of view of the art involved in the production of handmade clay pots, as well as from the point of view of traditional education Iny Karajá. The general objective is to understand the role/function of education in its traditional dimension in the process of making artisanal clay pots Iny Karajá. The following specific objectives were defined: to know the historical/ancestral process of making the traditional clay pot of the Iny Karajá people; define the possibilities and limits of the encounter between traditional Iny Karajá education and intercultural education so as not to cause the erasure of traditional Iny Karajá culture; specify the step-by-step process of making the traditional clay pot Iny Karajá. As an educator and practitioner of our millenary culture, i aim with my research to contribute towards strengthening the traditional Iny Karajá culture, establishing the didactic-pedagogical links between our cultural practices and the teaching-learning process of a traditional and intercultural. In this sense, as a practical result of the research, the Educational Product printed on the pages of the Pedagogical Booklet containing the step-by-step process of production the traditional clay pot Iny Karajá.

13
  • SAMARAH ROHDT SOARES
  • ENSINO DE LÍNGUA MATERNA TERENA NA ESCOLA DA ALDEIA ALDEINHA-MS: UMA PROPOSTA DIDÁTICO PEDAGÓGICA

  • Orientador : MARIA HELENA RODRIGUES PAES
  • Data: 28/05/2024

  • Mostrar Resumo
  • O Povo Terena pode ser considerado como último remanescente do Grupo Guaná, cuja palavra significa “muita gente”. Os Guaná se caracteriza como um povo formado por vários sub-grupos étnicos, habitantes da região sul da América do Sul, mais especificamente, nos Chacos entre Paraguai e Brasil. Caracterizando-se por serem exímios agricultores, acabaram sendo subservientes aos sub-grupos mais guerreiros e decidiram se deslocar para outras terras, chegando ao território que hoje se denomina Mato Grosso do Sul. Após a Guerra da Tríplice Aliança, muitos combatentes brasileiros não retornaram para seus locais de origem, permanecendo e invadindo terras dos Terena, sem que nenhuma autoridade defendesse o direito destes indígenas que tanto contribuíram para o Brasil nesta guerra que disputou e defendeu fronteiras. Falantes da língua materna do tronco Aruak, a maioria dos Terena vive em territórios descontínuos, cercados por grandes fazendas, espalhados por sete municípios sul mato-grossenses, entretanto, encontra-se pessoas Terena no Estado de São Paulo e na região norte de Mato Grosso. Na cidade de Anastácio-MS, a Aldeia Aldeinha se caracteriza como aldeia urbana, onde vivem cerca de 600 moradores, que tem na língua portuguesa sua forma principal de comunicação, sendo que poucos falam e compreendem a língua materna. Tendo em vista os projetos que visam a valorização da cultura tradicional a Escola Estadual Indígena Guilhermina da Silva oferta uma disciplina denominada de “Língua Materna”, deste modo, este trabalho tem o objetivo de apresentar uma proposta didático pedagógico para o trabalho com a Língua Materna com alunos do Ensino Fundamental. Buscando valorizar a cultura tradicional, para a construção da referida proposta, foi necessário a pesquisa bibliográfica para buscar textos publicados em língua materna dos Terena, bem como para construir o histórico do meu povo, bem como o da Aldeia Aldeinha. Trata-se de um trabalho de pesquisa de campo, tendo na entrevista uma forma de buscar dados em língua materna para construir pequenos diálogos e exercícios para compor o material didático pedagógico, o qual poderá ser utilizado em sala de aula nas diferentes áreas de conhecimento, considerando que o mesmo, além de atividades em língua materna, traz o histórico do Povo Terena e da Aldeia Aldeinha. Como aporte teórico, buscou-se autores referência que publicaram sobre os Terena em diversos aspectos, como Bittencourt e Ladeira (2000), Oliveira (1976), Pereira e Nascimento (2013), Reginaldo (2016), Sebastião (2016), entre outros. É um trabalho de suma importância, já que o formato do material didático pedagógico propõe que os alunos desenvolvam pequenos diálogos, de situações cotidianas, buscando, com o tempo, que a língua Terena seja tomada como prática da rotina da Aldeia Aldeinha.


  • Mostrar Abstract
  • The Terena People can be considered the last remnant of the Guaná Group, whose word means “many people”. The Guaná are characterized as a people made up of several ethnic sub-groups, inhabitants of the southern region of South America, more specifically, in the Chacos between Paraguay and Brazil. Characterized by being excellent farmers, they ended up being subservient to the more warlike sub-groups and decided to move to other lands, reaching the territory that is today called Mato Grosso do Sul. After the War of the Triple Alliance, many Brazilian combatants did not return to their places of origin, remaining and invading Terena lands, without any authority defending the rights of these indigenous people who contributed so much to Brazil in this war that disputed and defended borders. Speakers of the mother tongue of the Aruak trunk, the majority of the Terena live in discontinuous territories, surrounded by large farms, spread across seven municipalities in the south of Mato Grosso, however, Terena people are found in the State of São Paulo and in the northern region of Mato Grosso . In the city of Anastácio-MS, Aldeia Aldeinha is characterized as an urban village, where around 600 residents live, whose main form of communication is Portuguese, with few speaking and understanding their mother tongue. In view of the projects aimed at valuing traditional culture, the Escola Estadual Indígena Guilhermina da Silva offers a subject called “Mother Tongue”, therefore, this work aims to present a didactic and pedagogical proposal for working with the Mother Tongue. with elementary school students. Seeking to value traditional culture, to build this proposal, bibliographical research was necessary to search for texts published in the mother tongue of the Terena, as well as to build the history of my people, as well as that of Aldeia Aldeinha. This is a field research work, with the interview being a way of searching for data in the mother tongue to build small dialogues and exercises to compose the pedagogical teaching material, which can be used in the classroom in different areas of knowledge, considering that, in addition to activities in the mother tongue, it brings the history of the Terena People and the Aldeia Aldeinha. As a theoretical contribution, we sought reference authors who published about the Terena in different aspects, such as Bittencourt and Ladeira (2000), Oliveira (1976), Pereira and Nascimento (2013), Reginaldo (2016), Sebastião (2016), among others. . It is a work of utmost importance, since the format of the pedagogical teaching material proposes that students develop small dialogues, from everyday situations, seeking, over time, for the Terena language to be adopted as a routine practice in Aldeia Aldeinha.

14
  • MARINHO ULUCO XERENTE
  • ENSINO DE LÍNGUA MATERNA POR MEIO DE GÊNEROS TEXTUAIS NA ESCOLA ESTADUAL KURÂ BAKAIRI

  • Orientador : LUCIMAR LUISA FERREIRA
  • Data: 21/06/2024

  • Mostrar Resumo
  •  Esta pesquisa trata do ensino da língua materna do povo Bakairi da aldeia Pakuera, município de Paranatinga MT. O objetivo é investigar sobre o ensino de línguas por meio de gêneros textuais e desenvolver uma proposta de ensino de língua materna na escola Kurâ Bakairi, usando várias estratégias de leitura e produção de textos. A metodologia de ensino de língua proposta parte do tema gerador “Ritual das Iakuigady”- Ritual das Máscaras Sagradas do povo Bakairi, com o desenvolvimento de três sequências didáticas em sala de aula. As sequências didáticas são propostas a partir de três gêneros textuais: entrevistas, cantos e receitas culinárias tradicionais. Os gêneros textuais abordados fazem parte da investigação sobre o Ritual das Máscaras. O Produto Educacional é um livro organizado com os textos produzidos pelos alunos nas três sequências didáticas. O estudo é fundamentado em bibliografias de autores que discutem o ensino de línguas e os gêneros textuais. A metodologia é qualitativa (Minayo, 2001), nos moldes da pesquisa-ação.  Acreditamos que fazer uma pesquisa sobre uma nova metodologia de ensinar a língua materna pode proporcionar maior estímulo para os estudantes nas aulas e pode servir também para professores e até mesmo para futuros pesquisadores Bakairi que se interessam pelo tema.


  • Mostrar Abstract
  • This research deals with teaching the mother tongue of the Bakairi people from the Pakuera village, municipality of Paranatinga MT. The objective is to investigate language teaching through textual genres and develop a proposal for teaching mother tongue at the Kurâ Bakairi school, using various reading and text production strategies. The proposed language teaching methodology is based on the generating theme “Ritual of Iakuigady” - Ritual of the Sacred Masks of the Bakairi people, with the development of three didactic sequences in the classroom. The didactic sequences are proposed from three textual genres: interviews, songs and traditional culinary recipes. The textual genres covered are part of the investigation into the Mask Ritual. The Educational Product will be a book with texts produced by students in the three didactic sequences. The study is based on bibliographies of authors who discuss language teaching and textual genres. The methodology is qualitative (Minayo, 2001), along the lines of action research. We believe that carrying out an in-depth investigation of a new methodology for teaching the mother tongue can provide greater stimulation for students, teachers and even future Bakairi researchers who are interested in the topic.

2023
Dissertações
1
  • MAKATO TAPIRAPÉ
  • As pinturas corporais na cosmologia do povo Apyãwa Tapirapé

  • Data: 20/03/2023

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa foi feita na Aldeia Tapi’itãwa, Terra Indígena Urubu Branco, Município de Confresa, MT. Nosso principal objetivo foi investigar o uso das pinturas corporais do povo Apyãwa/Tapirapé, articulado às explicações cosmológicas referentes às origens e à classificação por faixa etária e pelo gênero das pessoas. Através desta pesquisa, podemos contribuir com o meu povo no sentido de interagir a escola e os idosos, para que ensinem corretamente a nossa juventude cada uso das pinturas corporais Apyãwa/Tapirapé. Quero destacar, ainda, através do registro escrito e visual, as pinturas corporais, as suas origens e as explicações cosmológicas para contribuir na preservação de nossa memória e de nossos saberes. A minha grande preocupação é sobre a aprendizagem delas na prática. Por isso, é muito importante produzir nosso material didático adequado à nossa realidade, enquanto ainda permanecem pessoas que sabem ensinar, tanto na teoria como na prática, para cada família Apyãwa/Tapirapé da nossa nova geração, para conhecer melhor a maneira verdadeira do uso das sequências das nossas pinturas corporais adequadas acada faixa etária. Para fazer este trabalho, pedi a ajuda dos mais velhos que entendem melhor sobre as pinturas corporais. Esta pesquisa propõe, então, de forma bem clara, uma retomada do papel importantíssimo na aprendizagem corretado uso de cada pintura na Educação Tradicional. O produto pedagógico, resultado desta pesquisa, é a produção de um livro e áudio visual para ser usado nas escolas Apyãwa/Tapirapé.


  • Mostrar Abstract
  • This research was carried out in Aldeia Tapi’itãwa, Urubu Branco Indigenous Land, Municipality of Confresa, MT. Our main objective was to investigate the use of body paintings by the Apyãwa/Tapirapé people, linked to cosmological explanations regarding the origins and classification by age group and gender of people. Through this research, we can contribute with my people in order to interact with the school and the elderly, so that they can correctly teach our youth each use of Apyãwa/Tapirapé body paintings. I also want to highlight, through written and visual records, body paintings, their origins and cosmological explanations to contribute to the preservation of our memory and our knowledge. My big concern is about learning them in practice. Therefore, it is very important to produce our didactic material suited to our reality, while there are still people who know how to teach, both in theory and in practice, for each Apyãwa/Tapirapé family of our new generation, to know better the true way of using the sequences of our body paintings suitable for each age group. To do this work, I asked the help of the elders who understand better about body painting. This research proposes, then, in a very clear way, a resumption of the very important role in the correct learning of the use of each painting in Traditional Education. The pedagogical product, the result of this research, is the production of a book and visual audio to be used in Apyãwa/Tapirapé schools.

     
    Ícone "Verificada pela comunidade"
     
2
  • Edna Monzilar
  • MEMÓRIAS E HISTÓRIAS: PATRIMÔNIO MATERIAL E IMATERIAL DO POVO BALATIPONÉ-UMUTINA

  • Orientador : WALDINEIA ANTUNES DE ALCANTARA FERREIRA
  • Data: 12/04/2023

  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação de mestrado “Memórias e histórias: patrimônio material e imaterial do povo Balatiponé-Umutina, relata parte da cultura material e imaterial milenar dos nossos antepassado trazendo nossa história. Tem como objetivo compreender as relações pedagógicas e a inclusão da cultura material e imaterial do povo Balatiponé no currículo escolar da escola Julá Paré. Para a realização dela assumimos a abordagem da pesquisa qualitativa, participante registrando os relatos dos anciãos da comunidade, a liderança e a participação dos alunos na semana cultural que é o momento que foi trabalhado bastante os patrimônios materiais e imateriais do meu povo. Não podemos deixar no esquecimento os saberes e afazeres da nossa ancestralidade, que historicamente muito sofreram com a colonização, com isso apresento aqui a vivência, de ser Balatiponé, o cotidiano, a memória, a espiritualidade do povo, e também as atividades da Semana Cultural. A sistematização em produção de textos e desenhos tem a participação dos alunos, nossos estudantes participam da pesquisa, das atividade, dos estudos, e da sistematização, aprendem junto com as pessoas experiente da comunidade, esse elo de estar junto é muito importante no processo ensino aprendizagem dos nossos estudante e pelo que a escola vem trabalhando na valorização da cultura comum toda. A pesquisa mostra a observação e o olhar dos próprios estudante com relação a transformação de algumas técnicas na confecção de alguns objeto, a valorização da matéria prima do nosso território, reconhecendo a importância de manter viva a cultura material e imaterial independente de qualquer introdução de elemento que venha ser inserido em algumas confecção ou maneira de fazer, viver e fazer as práticas culturais. A escuta dos mais velhos, a vivência na semana cultural ajuda a reconhecer o nosso ´patrimônio material e imaterial uma forma de não perdermos nossas raízes e ter um olhar indígena com muita sabedoria como viveram nos antepassado mesmo em meio a tantas transformações. Trabalhar os saberes e fazeres Umutina na escola é fortalecer a identidade Balatiponé.


  • Mostrar Abstract
  • This master's dissertation “Memories and histories: material and immaterial heritage of the Balatiponé-Umutina people, reports part of the millenary material and immaterial culture of our ancestors bringing our history. Its objective is to understand the pedagogical relationships and the inclusion of the material and immaterial culture of the Balatiponé people in the school curriculum of the Julá Paré school. To carry it out, we took the approach of qualitative research, participant recording the reports of the elders of the community, the leadership and the participation of the students in the cultural week that is the moment that the material and immaterial patrimonies of my people were worked a lot. We cannot forget the knowledge and tasks of our ancestry, which historically suffered a lot with colonization, with that I present here the experience, of being Balatiponé, the daily life, the memory, the spirituality of the people, and also the activities of the Cultural Week . The systematization in the production of texts and drawings has the participation of students, our students participate in research, activities, studies, and systematization, they learn together with experienced people in the community, this bond of being together is very important in the teaching process learning of our students and for what the school has been working on in valuing the whole common culture. The research shows the observation and the look of the students themselves regarding the transformation of some techniques in the making of some objects, the valorization of the raw material of our territory, recognizing the importance of keeping alive the material and immaterial culture regardless of any introduction of element. that comes to be inserted in some production or way of doing, living and doing the cultural practices. Listening to our elders, living in the cultural week helps to recognize our 'material and immaterial heritage, a way of not losing our roots and having an indigenous look with great wisdom as our ancestors lived even in the midst of so many transformations. Working on Umutina knowledge and practices at school is to strengthen the Balatiponé identity.

     

3
  • Txapina Juruna
  • VARIAÇÃO E MUDANÇAS NA LÍNGUA INDÍGENA YUDJA E O ENSINO NA ESCOLA KAMADU

  • Data: 05/05/2023

  • Mostrar Resumo
  • RESUMO

     

    Este trabalho de mestrado foi elaborado na aldeia Tuba Tuba (Território Indígena do Xingu) e discute as práticas de Variações e Mudanças na Língua Indígena Yudja e o ensino na escola Kamadu, com a participação da comunidade da aldeia e os alunos do ensino médio na parte das entrevistas. O objetivo deste trabalho consiste em registrar esse tema tão importante na cultura e identidade Yudja e discutir as práticas sociais da linguagem, enfatizando as variações e mudanças na língua falada por jovens e adultos. A metodologia do trabalho se baseou em entrevistas com anciões e jovens que foram gravadas e, na medida da necessidade, algumas partes foram transcritas em língua materna e posteriormente traduzidas para a língua portuguesa. Este trabalho cumpre com o propósito didático científico de se tornar para as comunidades como uma fonte de pesquisa para os alunos das Escolas Yudja. E, em um âmbito mais geral, a pesquisa também cumpre com o papel de oportunizar uma melhor compreensão de como estão ocorrendo as variações na língua Yudja e o ensino na escola Kamadu por parte das pessoas que irão ler este trabalho. Para conferir caráter de maior confiabilidade das informações contidas neste trabalho de Dissertação, do ponto de vista metodológico, fiz o uso constante da voz dos consultores nativos da comunidade bem como dialoguei com as obras de Fargetti (2008, 2011), Calvet (2002) e Tarallo (1990) para enriquecer a temática constante da pesquisa neste meu trabalho. E como resultado desta pesquisa, elaborei um produto pedagógico para ser trabalhado nas escolas do povo Yudja, que focaliza a questão das variações presentes na nossa língua.

     

     Palavras-Chave: Povo Yudja, variações, mudanças, língua indígena.

     

     


     


  • Mostrar Abstract
  • ABSTRACT
    This master's work was carried out in the Tuba Tuba village (Xingu Indigenous Territory) and discusses the practices of Variations and Changes in the Yudja Indigenous Language, with the participation of the village community and high school students in the part of the interviews. The objective of this work is to register these important themes in the Yudja culture and identity and to discuss the different practices in the language spoken by young people and adults. The methodology of the work was based on interviews with elders and young people that were recorded and, as necessary, some parts were transcribed in Mother Tongue and later translated into Portuguese. This work fulfills the scientific didactic purpose of becoming for the communities a source of research for the students of the Yudja Schools. And, in a more general scope, the research also fulfills the role of providing a better understanding of how the variations in the Yudja language are occurring, on the part of the people who will read this work. In order to give a more reliable character to the information contained in this Dissertation work, from a methodological point of view, I made constant use of the voice of the native consultants of the community to enrich the constant content during the research in this work of mine.


4
  • JAIRTON KUPODONEPÁ
  • A Roça Tradicional do Povo Balatiponé-Umutina e a Etnomatemática

  • Orientador : WALDINEIA ANTUNES DE ALCANTARA FERREIRA
  • Data: 05/06/2023

  • Mostrar Resumo
  • Nesta dissertação de mestrado, “A Roça Tradicional do Povo Balatiponé-Umutina e a Etnomatemática”, relato a história de uma cultura que os nossos antepassados sempre tiveram para sustentar suas famílias, mas que tem pouco interesse por parte dessa nova geração. Esse trabalho tem o objetivo de mostrar a importância de ter sua própria roça com produtos mais saudáveis que beneficiam a nossa saúde e, assim, não depender dos alimentos industrializados que contêm produtos tóxicos, bem como, a aprendizagem da etnomatemática. Utilizo a pesquisa qualitativa para visitar e conhecer as roças de toco existentes no território Umutina e, também, a pesquisa etnográfica porque faço parte dessa comunidade. Além disso, busquei conhecer ainda mais os trabalhos na lavoura do nosso povo, registrando os relatos dos anciãos donos da roça, momento em que fiz as imagens de todo processo, desde a roçada até o plantio e a participação dos estudantes nesse processo de aprendizagem. Os desenhos e ilustrações foram imprescindíveis para o nosso trabalho pedagógico. Apresento ainda a minha trajetória acadêmica e profissional, a escola no passado e presente, dando ênfase à experiência de trabalhar essa atividade com os estudantes e professores, a partir dos ensinamentos dos anciãos. Enfatizo a roça do passado e a situação que se encontra atualmente, considerando os avanços da tecnologia que passou a fazer parte da nossa cultura. Com isso, os jovens perderam o interesse de dar continuidade a essa prática cultural, fundamental para nosso povo.


  • Mostrar Abstract
  • In this master's thesis, "The Traditional Farm of the Balatiponé-Umutina People and Ethnomathematics", I tell the story of a culture that our ancestors always had to support their families, but which has little interest from this new generation. This work has the objective of showing the importance of having our own farm with healthier products that benefit our health and, thus, not depending on industrialized foods that contain toxic products, as well as, the learning of ethnomathematics. I use qualitative research to visit and get to know the stump crops existing in the Umutina territory, and also ethnographic research because I am part of this community. Furthermore, I tried to get to know even better the work done in the fields of our people, recording the reports of the elders who own the fields, at which time I took images of the whole process, from cutting to planting and the participation of the students in this learning process. The drawings and illustrations were indispensable for our pedagogical work. I also present my academic and professional trajectory, the school in the past and present, emphasizing the experience of working this activity with students and teachers, based on the teachings of the elders. I emphasize the farmland of the past and the situation it is in today, considering the advances of technology that have become part of our culture. As a result, young people have lost interest in continuing this cultural practice, which is fundamental to our people.

5
  • PAIMU MUAPEP TRUMAI TXUCARRAMAE
  • REVISÃO DA FONOLOGIA DA LÍNGUA MẼBÊNGÔKRE (JÊ) FALADA PELO POVO MẼTYKTIRE E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA O ENSINO DA ESCRITA

  • Orientador : MONICA CIDELE DA CRUZ
  • Data: 29/06/2023

  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação trata da revisão da fonologia da língua Mẽbêngôkre falada pelo povo Mẽtyktire, conhecido como Kayapó, cujo território está localizado no município de Peixoto de Azevedo, em Mato Grosso. O trabalho partiu da observação e análise da grafia percebida na escrita dos alunos dos anos iniciais da escola Rojkore na aldeia Kapôt, TI Capoto-Jarina. Assim, por mais que esses registros sobre a língua e a cultura Mẽbêngôkre tenham seu valor histórico, a atualização se faz necessária para que sejam difundidos dentro e fora de nossas comunidades indígenas como parte estratégica de resistência do povo Mẽtyktire para a manutenção e vitalidade de sua língua e cultura. A escolha para trabalhar esse tema se deu de fato pela falta de consenso quanto ao uso da grafia padronizada entre as variedades da língua Mẽbêngôkre para a prática pedagógica do ensino na escola e, até mesmo, dentro de uma mesma comunidade. A revisão da fonologia da língua Mẽbêngôkre  é importante, principalmente, para os professores alfabetizadores que são os responsáveis pelo ensino da escrita para as crianças. Conscientes de como os fonemas da língua funcionam, eles poderão ter mais segurança na resolução de possíveis dúvidas em relação à forma de escrever certas palavras, contribuindo, assim, para a ampliação das práticas de letramento próprias da cultura Mẽbêngôkre.  Para a análise fonológica segmental da língua, nos fundamentamos nos princípios da Fonêmica proposta por Pike (1971), estabelecemos as relações de contraste/oposição distintiva, pares mínimos e análogos, variação livre e condicionada, na identificação de fonemas e alofones. Também dialogamos com Mickey Stout e Ruth Thomson (1974), um dos primeiros trabalhos sobre a fonêmica txukahamẽi, e ainda com Salanova ( 2001 ) que escreveu sobre nasalidade e vozeamento na fonologia Mẽbêngôkre. Em relação ao aspecto pedagógico da pesquisa, por se tratar de um mestrado profissional, voltado para o ensino, nos reportamos às orientações do Referencial Curricular Nacional para as escolas indígenas (RCNEI) Brasil (1998), Franco (2016), entre outros autores que tratam sobre o ensino de língua materna na escola, considerando que essa revisão fonológica contribuirá para a alfabetização em escolas do nosso povo Mẽbêngôkre. Vale destacar que a ação pedagógica se desenvolveu por meio de uma oficina de estudo e discussão sobre a fonologia e escrita da língua, com alunos do ensino médio e professores, que resultou num  produto pedagógico/educacional. Foram produzidas diversas palavras de diferentes aspectos semânticos, com a descrição segmental das vogais e consoantes na língua materna Mẽbêngôkre. Esse material auxiliará, sobretudo, os professores no processo de alfabetização de crianças Mẽtyktire, assim como no ensino de língua materna para alunos dos anos finais (Fundamental II) e ensino médio das escolas Mẽtyktire.


  • Mostrar Abstract
  • This dissertation deals with the review of the phonology of the Mẽbêngôkre language spoken by the Mẽtyktire people, known as Kayapó, whose territory is located in the municipality of Peixoto de Azevedo, in Mato Grosso. The work started from the observation and analysis of the spelling perceived in the writing of students in the early years of the Rojkore school in Kapôt village, IL Capoto-Jarina. Thus, as much as these records about the Mẽbêngôkre language and culture have their historical value, updating is necessary so that they can be disseminated inside and outside our indigenous communities as a strategic part of the resistance of the Mẽtyktire people for the maintenance and vitality of their language and culture. The choice to work on this theme was actually due to the lack of consensus regarding the use of standardized spelling among the varieties of the Mẽbêngôkre language for the pedagogical practice of teaching at school and even within the same community. Reviewing the phonology of the Mẽbêngôkre language is important, especially for literacy teachers who are responsible for teaching children to write. Aware of how the phonemes of the language work, they will be able to be more confident in resolving possible doubts regarding the way of writing certain words, thus contributing to the expansion of literacy practices typical of the Mẽbêngôkre culture. For the segmental phonological analysis of the language, we base ourselves on the principles of Phonemics proposed by Pike (1971), we establish the relations of contrast/distinctive opposition, minimal and analogous pairs, free and conditioned variation, in the identification of phonemes and allophones.We also dialogued with Mickey Stout and Ruth Thomson (1974), one of the first works on txukahamẽi phonemics, and also with Salanova (2001), who wrote about nasality and voicing in Mẽbêngôkre phonology. Regarding the pedagogical aspect of the research, as it is a professional master's degree, focused on teaching, we refer to the guidelines of the National Curricular Reference for Indigenous Schools (RCNEI) Brazil (1998), Franco (2016), among other authors who deal with the teaching of the mother tongue at school, considering that this phonological review will contribute to literacy in schools of our Mẽbêngôkre people. It is worth mentioning that the pedagogical action was developed through a study and discussion workshop on the phonology and writing of the language, with high school students and teachers, which resulted in a pedagogical/educational product. Several words of different semantic aspects were produced, with the segmental description of vowels and consonants in the mother tongue Mẽbêngôkre. This material will help, above all, teachers in the literacy process of Mẽtyktire children, as well as in teaching the mother tongue to students in the final years (Fundamental II) and high school in Mẽtyktire schools

6
  • ROSENILDO PEREIRA
  • HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO ESCOLAR E PRÁTICA PEDAGÓGICA INTERCULTURAL:

     ESCOLA ESTADUAL INDÍGENA TERENA KOMOMOYEA KOVÔERO (MT)          

         

  • Orientador : CARLOS EDINEI DE OLIVEIRA
  • Data: 10/07/2023

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa trata da História da educação escolar e prática pedagógica intercultural, na Escola Estadual Indígena Terena Komomoyea Kovôero. Esta pesquisa foi realizada com a comunidade que mora na aldeia Terena Kuxonety Poke, na Terra indígena Terena do Iriri Novo, no município de Matupá, no estado de Mato Grosso. Diante disso a pesquisa tem como objetivo investigar como ocorreu a instalação e desenvolvimento da Escola Estadual Indígena Terena Komomoyea Kovôero. A escola indígena é resultado de intensas reinvindicações do povo Terena, como garantia de seus direitos, porém a maior conquista foi a área de terra no Estado de Mato Grosso.  A presença da escola indígena e sua existência de maneira intercultural, agregando Terena e outros povos indígenas e não indígenas é a condição para o fortalecimento da cultura Terena e a concretização da luta do povo Terena em busca do seu território em Mato Grosso.  A dissertação apresenta o movimento de migração de parte do povo Terena do estado de Mato Grosso do Sul para o estado de Mato Grosso. Essa pesquisa é resultado de leituras bibliográficas, de entrevistas realizadas com os professores indígenas, da análise de documentos escolares. Além da dissertação apresentada, o resultado da pesquisa produziu um produto pedagógico, em forma de linha do tempo sobre a trajetória histórica da luta pela terra em Mato Grosso realizada pelo povo Terena. Esse produto pedagógico, deverá ser utilizado nas escolas Terena, com o objetivo do fortalecimento da identidade e da cultura Terena e serve como material historiográfico sobre o povo Terena.


  • Mostrar Abstract
  • The present research presented here deals with the history of school education and intercultural pedagogical practice at the indigenous state school Terena Komomoyea Kovoero. This research was carried out with the community that lives in the region of Matupá -MT of the Terena do Iriri Novo indigenous land, in the north of Mato Grosso in the village Terena Kuxonety poke´e. In view of this, the research aims to investigate how the installation and development of an intercultural pedagogy occurred, seeking a way to understand the historical process of the implementation of the school through the intense claims of the Terena people in guaranteeing their rights to indigenous school education, as well as , the guarantee of the land as part of their greatest struggle, starting with the migration from the state of Mato Grosso do Sul to the state of Mato Grosso. In this way, teachers were interviewed and documents that are part of the school institution were analyzed, seeking to clarify matters about the history of struggle of the Terena people, as well as the implementation of the Komomoyea Kovoero school and its importance for the Terena people in the training of students who seek to enroll in this school unit. The dissertation has as an appendix as a pedagogical product a timeline on the historical trajectory of the struggle for land in Mato Grosso carried out by the Terena people.

7
  • OSVALDO COREZOMAÉ MONZILAR
  • PRÁTICAS PEDAGÓGICAS COM A ROÇA TRADICIONAL DO POVO UMUTINA

  • Orientador : LISANIL DA CONCEICAO PATROCINIO PEREIRA
  • Data: 07/08/2023

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa teve o objetivo de compreender como a construção da roça tradicional Umutina contribue com o aprofundamento dos saberes indígena e os saberes milenares do povo Balatiponé Umutina. Trata-se de uma pesquisa participante à medida que o trabalho acontece na escola em que trabalhamos e desenvolvemos a prática docente e da pesquisa. É uma pesquisa que se justifica pela importância que a roça de toco tradicional do povo Umutina tem para a comunidade e como a Escola Estadual Indígena Julá Paré trabalha esse saber no Projeto Político Pedagógico e na sala de aula. O povo Umutina ao longo dos anos enfrentou vários processos de educação colonial, desde o primeiro contato. Assim, os resultados deste trabalho expressa: sabedoria, concepções, práticas e conhecimento tradicional e filosófico próprios que são transmitidos e que vai enriquecendo a cada geração dos jovens estudantes e a comunidade Umutina.


  • Mostrar Abstract
  • This research aimed to understand how the construction of the traditional Umutina swidden contributes to the deepening of indigenous knowledge and the millenary knowledge of the Balatiponé Umutina people. It is a participatory research as the work takes place at the school where we work and develop the teaching and research practice. It is a research that is justified by the importance that the traditional stump swidden of the Umutina people has for the community and how the Julá Paré Indigenous State School uses this knowledge in the Pedagogical Political Project and in the classroom. The Umutina people over the years faced several processes of colonial education, from the first contact. Thus, the results of this work express: wisdom, conceptions, practices and traditional and philosophical knowledge that are transmitted and that enriches each generation of young students and the Umutina community.
8
  • DIONÍSIO MAIRAIUP
  •  A CASTANHA DO BRASIL NA PERSPECTIVA DO POVO KAYABI-KAWAIWETE

  • Orientador : ROSANE DUARTE ROSA SELUCHINESK
  • Data: 25/09/2023

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho é resultado de um projeto de pesquisa desenvolvido no Programa de Pós Graduação em Ensino em Contexto Indígena Intercultural. O objetivo deste trabalho é desenvolver estratégias de ensino nas áreas de Matemática, Ciências Naturais, Linguagem e Ciências Sociais, que são áreas previstas na Base Nacional Comum Curricular. Para o desenvolvimento destas estratégias de ensino foi preciso estabelecer um tema gerador, que neste trabalho é a presença da Castanha do Brasil na cultura do Povo Kayabi-Kawaiwete. A metodologia utilizada para que o trabalho tivesse a participação de toda a comunidade foi a etnografia e a pesquisa participante. A área onde a pesquisa foi feita é a Terra Indígena Apiaká-Kayabi, localizada no município de Juara, estado de Mato Grosso, Brasil. Os resultados obtidos tanto com a pesquisa que levantou conhecimentos de coletores, anciões, mulheres e crianças sobre o manejo e os usos da castanha, quanto dos alunos que realizaram atividades pedagógicas sobre estes processos demonstraram que a castanha é fundamental para todos. Neste sentido é possível concluir que este estudo trouxe informações relevantes sobre aspectos culturais, ambientais e sociais sobre a castanha. E que este exercício contribuiu significativamente para a elaboração de uma proposta de ensino com atividades didático pedagógicas que tem como premissa um currículo diversificado, cuja função é valorizar as manifestações sociais, culturais e econômicas regionais e das comunidades onde as escolas estão localizadas.


  • Mostrar Abstract
  • This work is the result of a research project developed in the Graduate Program Degree in Teaching in Intercultural Indigenous Context. The goal of this work is developing teaching strategies in the areas of Mathematics, Natural Sciences, Language and Social Sciences, which are areas provided for in the Common National Curricular Base. For the development of these teaching strategies, it was necessary to establish a central theme, which in this work is the presence of Brazil nuts in the culture of the Kayabi-Kawaiwete people. The methodology used for the work to have the participation of the entire community was ethnography and participant research. The area where the research was made is the Apiaká-Kayabi Indigenous Land, it located in Juara, a small county in state of Mato Grosso, Brazil. The results obtained both with the research that raised knowledge of collectors, elders, women and children about the management and uses of the nut, as the students who performed pedagogical activities on these processes, demonstrated that the nut is fundamental for all. In this sense it is possible to conclude that this study brought relevant information on Cultural, environmental and Social Aspects of Chestnut. And that this exercise contributed significantly to the development of a teaching proposal with pedagogical didactic activities that has as premise a diversified curriculum, whose function is to value social manifestations, Regional Cultural and Economic and Communities Where Schools are located.

9
  • Roberto Luciano Ortiz da Silva
  • OS PROCESSOS E DESAFIOS DA EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA NA TERRA INDÍGENA – PORTAL DO ENCANTADO  - MATO GROSSO – BRASIL

  • Orientador : RAIMUNDO NONATO CUNHA DE FRANCA
  • Data: 30/09/2023

  • Mostrar Resumo
  • Esse trabalho tem o fundamento analisar descrever e analisar os desafios e processos que os Chiquitano – enfrentaram para a implantação da escola específica e diferenciada, portanto, sendo uma das formas de organizar esses dados sobre observação de pesquisa qualitativa, observação participante. Podendo ter noção das diante dessas lutas, encontramos o espaço de construção no fator da educação diferenciada, visando melhoria na educação escolar indígena, que ao mesmo tempo nos auxilia para o enfrentamento com a sociedade não indígena. Esta pesquisa possui caráter teórico metodológico sob os pressupostos do Programa de Pós-Graduação em Ensino em Contexto Indígena Intercultural – sob o contexto formativo da Educação Escolar Indígena no Território – Portal do Encantado/MT. Dentre as quais  realizamos diálogos com os informantes dos povos originários (os Chiquitano), de como organizaram em seus cotidianos, para que obtesse a implantação da unidade escolar na comunidade que por vez foi e continua sendo o espaço de transformação aos Chiquitano. Nesse sentido, olhar aos desafios que foram encontrados ao longo das lutas e acreditar na transformação educativa que o ambiente escolar proporciona são momentos de significados que apenas os que estiveram à frente dessas construções de uma sociedade justa, igualitária e coletiva sabe o quanto essa etapa é fundamental no ciclo da vivência de uma comunidade indígena. 


  • Mostrar Abstract
  • This research has a thoeretical methodological character under the assumptions of the postugraduate program in teaching in an intercultural indigenous context – under the formative context of insdigenous school education in the Portal Territory of Enchanted/MT. Among which we held dialogues with the informants of the native peoples of the Chiquitano, on how they organized in their daily livres, só that it obtains the implantation of the school unit in the community that were and continues to be the space of transformation for the Chiquitano. In this sense, look at the challenges that were encountered during the struggles and believe in educational transformation that the school environment provides are moments of significados that only those who were in charge of these constructions of a just, egalitarian and collective knows how fundamental this stage is in the cycle of a communitv’s experience indigenous. This work has the foundation/objective to register, describle the challenges and processes that the Chiquitano faced for the implementation of the specific and differentiated school, therefore, being one of the ways to organize this data on research observation qualitative, participant observation. Being able to get a sense of these struggles, we find the construction space in the differentiated education factor, aiming at improving education indigenous school, which at the same time helps us to face society indigenous.

10
  • TAROKO EDIMUNDO TAPIRAPÉ
  • DESENHO E ESCRITA NO MUNDO DA CRIANÇA APYÃWADE 1º CICLO, 1º ANO

  • Orientador : ALCEU ZOIA
  • Data: 23/10/2023

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho é o fruto da pesquisa no Mestrado em ENSINO EM CONTEXTO INDÍGENA INTERCULTURAL, na linha Ensino e Linguagem em Contexto Intercultural, que tem como tema o DESENHO E ESCRITA NO MUNDO DA CRIANÇA APYÃWA DE 1º CICLO, 1º ANO, que busca desenvolver uma reflexão referente a construção de uma nova forma mais colaborativa para alfabetizar as crianças Apyãwa por meio de Desenho e da Escrita, fortalecendo o contexto da escola Apyãwa, facilitando o ensino e a aprendizagem da criança da nossa comunidade. Nesse sentido foi fundamental estudar obras de autores e autoras que trabalharam sobre o processo de letramento e aquisição da escrita como Freire (1989), ABAURRE (1997), PAULA (1997, 2001), VYGOSTSKY (1984), essas pesquisas foram ponto principal para compreender o fato de a criança ser sujeito do seu próprio processo de alfabetização, constituindo uma alfabetização e um letramento social. Nessa perspectiva, buscamos uma metodologia de ensino para ficar de acordo com processo educativo sociocultural do nosso povo Apyãwa, constituindo, através disso, uma alfabetização que se preocupe e atenda às necessidades da criança Apyãwa. Através da análise dos dados coletados, desenvolvemos e construímos uma proposta voltada à nossa realidade para atender a demanda de alfabetização de qualidade, proporcionando a superação das dificuldades encontradas no processo de ensino e de aprendizagem da nossa criança.

     


  • Mostrar Abstract
  • This work is the result of research in the Master's Degree in teaching in an intercultural indigenous context, in the line of Teaching and Language in an Intercultural Context, which has as its theme drawing and writing in the world of apyãwa children from 1st cycle, 1st year, which seeks to develop a reflection regarding the construction of a new, more collaborative way to teach Apyãwa children literacy through Drawing and Writing, strengthening the context of the Apyãwa school, facilitating teaching and learning for children in our community. In this sense, it was essential to study works by authors who worked on the literacy process and acquisition of writing such as Freire (1989), ABAURRE (1997), PAULA (1997, 2001), VYGOSTSKY (1984), these researches were the main point for understand the fact that the child is the subject of their own literacy process, constituting literacy and social literacy. From this perspective, we seek a teaching methodology to be in line with the sociocultural educational process of our Apyãwa people, thereby constituting literacy that concerns and meets the needs of the Apyãwa child. Through the analysis of the data collected, we developed and built a proposal aimed at our reality to meet the demand for quality literacy, enabling us to overcome the difficulties encountered in our children's teaching and learning process.

11
  • ROSELI MANEPÁ IPAQUERI
  • A CONFECÇÃO DE ARTEFATOS DA CULTURA TRADICIONAL BALATIPONÉ COMO ESTRATÉGIA PARA O ENSINO DA LÍNGUA MATERNA EM ESCOLAS INDÍGENAS NO TERRITÓRIO BALATIPONÉ-MT.

  • Orientador : MARIA HELENA RODRIGUES PAES
  • Data: 20/11/2023

  • Mostrar Resumo
  • O Povo Balatiponé, principalmente na primeira metade do século XX, viveu intenso e violento processo de contato com a sociedade envolvente, quando foi impedido de praticar sua cultura tradicional, inclusive impedido de falar a língua materna, a qual, com o tempo, passou a ser substituída pela língua portuguesa. Este projeto tem o objetivo de fortalecer as práticas de revitalização da língua materna no território Balatiponé, de forma que, em atividades escolares, seja ofertada oportunidade de confecção de artesanatos da cultura tradicional, destacando suas nomenclaturas na língua materna. Para tal intento, foi preciso levantar quais artesanatos (masculinos e femininos) e são característicos da cultura tradicional. Trata-se de pesquisa de campo, participativa, sendo a entrevista, a busca bibliográfica e a observação as ferramentas de coleta de dados. Foi buscado informações com pessoas da comunidade que conhecem a tradição cultural, bem como investigado livros, artigos e reportagens já publicadas que versam sobre a tradição cultural Balatiponé, em especial, sobre os adornos corporais. Este levantamento, em especial, também privilegiou informações acerca da nomenclatura em língua materna destes artefatos culturais, bem como dos materiais utilizados para sua confecção. A partir dos dados levantados, os alunos foram levados à campo para coleta, na natureza, de matérias-primas, que servem para confeccionar os artesanatos. Com os dados coletados, no espaço escolar, foram ofertadas oficinas, para os alunos e comunidade, para a confecção dos artesanatos, destacando as nomenclaturas em LM. Os autores consultados, entre outros, são os que já publicaram sobre os Balatiponé Umutina ao longo do tempo, como os escritos de Schimidt (1941), Schultz (1952), Lima (1995), Cruz (2012), Quezo (2006), Tan Huare (2016), entre outros. Ao final, foi produzido um material pedagógico apresentando os artesanatos trazendo os nomes em LM, bem como sugere-se atividades para execução dos alunos das escolas do território dos Balatiponé.


  • Mostrar Abstract
  • The Balatiponé People, mainly in the first half of the 20th century, experienced an intense and violent process of contact with the surrounding society, when they were prevented from practicing their traditional culture, including being prevented from speaking their mother tongue, which, over time, came to be replaced by the Portuguese language. This project aims to strengthen practices for revitalizing the mother tongue in the Balatiponé territory, so that, in school activities, an opportunity is offered to make handicrafts from traditional culture, highlighting their nomenclatures in the mother tongue. For this purpose, it was necessary to identify which handicrafts (male and female) are characteristic of traditional culture. This is field research, participatory, with interviews, bibliographical research and observation being the data collection tools. Information was sought from people in the community who know the cultural tradition, as well as investigated books, articles and published reports that deal with the Balatiponé cultural tradition, in particular, on body adornments. This survey, in particular, also favored information about the nomenclature in the mother tongue of these cultural artifacts, as well as the materials used for their manufacture. From the collected data, the students were taken to the field to collect, in nature, raw materials, which are used to make handicrafts. With the collected data, in the school space, workshops were offered, for students and the community, for the making of handicrafts, highlighting the nomenclatures in LM. The authors consulted, among others, are those who have already published about the Balatiponé Umutina over time, such as the writings of Schimidt (1941), Schultz (1952), Lima (1995), Cruz (2012), Quezo (2006), Tan Huare (2016), among others. In the end, pedagogical material was produced presenting the handicrafts with the names in LM, as well as suggested activities for students from schools in the Balatiponé territory.

12
  • CRISTINA LEITE TUKUMÃ
  • O ENSINO DA LÍNGUA APIAKÁ AOS ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL

  • Data: 30/11/2023

  • Mostrar Resumo
  • Essa pesquisa traz como desafio um tema e um problema inquietante para o povo Apiaká. O tema é o fortalecimento da língua materna no cotidiano da comunidade Mayrob Apiaká. O problema a ser investigado é que não há falantes da língua materna nesta comunidade, então as questões que pairam no ar e nas falas de muitas pessoas é, qual é a importância para o povo Apiaká registrar textos escritos em sua própria língua? Mas como e com quem da comunidade desenvolver essa pesquisa? Como trabalhar a alfabetização das crianças se não há falantes da língua? O maior objetivo, portanto, é conhecer e construir, meios de revitalizar a língua falada e escrita como possibilidades de alfabetizar as crianças na língua Apiaká. Nesse sentido o trabalho será realizado com a participação da comunidade, com os estudantes da fase final do Ensino Fundamental e Médio para as ações da pesquisa. Os procedimentos metodológicos seguirão uma metodologia aberta, entrevista a alguns idosos e idosas da comunidade para levar adiante os passos da pesquisa e a sua intenção. Leitura de livros escrito na língua Apiaka para o enriquecimento de vocábulos. Trabalhar com letras de músicas na língua. Escutar e cantar com as crianças as músicas na língua Apiaka para treinar a sonoridade musical da língua Apiaka. Organizar pequenos textos a partir da oralidade da língua Apiaká. Espera-se com a pesquisa o despertar da importância da língua para um povo e a alfabetização da língua como instrumento de educação libertadora.


  • Mostrar Abstract
  • This research brings as a challenge a theme and a disturbing problem for the Apiaká people. The theme is the strengthening of the mother language in the daily life of the community Mayrob Apiaká. The problem to be investigated is that there are no speakers of the mother language in this community. Thus, the questions that are in the minds and voices of many is: what is the importance for the Apiaká people to register written texts in their own language? But how and with whom from the community could this research be developed? How can children’s literacy be achieved if there are no speakers of the language? The greatest goal, therefore, is to find and build, means to revitalize the spoken and written forms of the language as possibilities of teaching children to read and write in Apiaká. In this way, the work will be carried out with the participation of the community, involving in the research students that are in the final years of elementary and high school. The procedures will follow open methodology, as well as interviews with some older men and women in the community, to take forward the steps of the research and its intention. The Steps are: reading of books in the Apiaka language for vocabulary enrichment; working with song lyrics; listening to and singing songs in Apiaka to practice intonation and sonority of the language; learning everyday words that stem from fruit consumed by the community; and organizing small texts based on oral information given in the Apiaká language. We hope this research awakens the importance of the literacy of the language for this people as a tool of a liberating education.

13
  • Mauricio Mattar
  • O TEMPO DE FAZER E O FAZER DO TEMPO DO POVO KAMAYURA

  • Orientador : ADAILTON ALVES DA SILVA
  • Data: 07/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • O povo Apyap Kamayura (Tronco linguístico Tupi Guarani) habita tradicionalmente a margem sul da lagoa Ypawu, na Terra Indígena do Xingu, numa região denominada Alto Xingu, Município de Gaúcha do Norte, MT. Os Apyap/Kamayura observam a natureza para saber em que época do ano está, pois, para eles, os sinais da natureza indicam o tempo. Desde a sua existência, esse povo utiliza as fases dos astros, o céu, o sol, a lua e as fases astronômicos como marcadores do tempo. O calendário tradicional, ou seja, os sinais da natureza do nosso povo é usado para marcar a fase da seca e da chuva, o tempo de plantação das roças, a época de começar e fazer as colheitas, a floração e frutificação das árvores, a realização das festas e rituais na aldeia, as pescarias coletivas do nosso povo, as queimadas das roças, a passagem de um ano para o outro, entre outras atividades. Dentre os marcadores do tempo, o mais importante é o uso das fases das estrelas. Todas as estrelas que marcam o tempo, as florações das plantas têm um nome na língua Kamayura. Quando uma estrela aparece no horizonte, a leste, o povo observa e sabe o sinal que determinará a realização das atividades da aldeia, ou seja, cada  surgimento de sinal da natureza está relacionada a uma determinada época do ano e com as atividades realizadas na comunidade. O objetivo dessa pesquisa foi registrar as informações sobre o marcadores dos tempos Kamayura por meio do estudo. Especificamente pretendeu-se: (a) identificar o período de aparecimento de cada estrela; (b) registrar os nomes das principais os sinais da natureza que marcam o tempo; (c) identificar as atividades realizadas na comunidade de acordo com o aparecimento das estrelas indicadoras; (d) registrar o conhecimento dos anciãos para repassar para as futuras gerações. Esse trabalho faz parte da pesquisa do curso de mestrado. O trabalho é importante porque nunca foi estudado e registrado. Além disso, pretende-se com essa pesquisa fortalecer o uso do calendário tradicional e ainda divulgar a pesquisa para outras sociedades indígenas e não indígenas do Brasil.


  • Mostrar Abstract
  • The Apyap Kamayura people (Tupi Guarani linguistic trunk) traditionally inhabit the south bank of the Ypawu lagoon, in the Xingu Indigenous Land, in a region called Alto Xingu, in the municipality of Gaúcha do Norte, MT. The Apyap/Kamayura observe nature to find out what time of year it is, because, for them, nature's signs indicate the time. Since their existence, these people have used the phases of the stars, the sky, the sun, the moon and astronomical phases as markers of time. The traditional calendar, that is, the signs of our people's nature, is used to mark the phase of drought and rain, the time to plant the fields, the time to start and harvest the crops, the flowering and fruiting of the trees, the carrying out festivals and rituals in the village, the collective fishing of our people, the burning of the fields, the passage from one year to the next, among other activities. Among time markers, the most important is the use of star phases. All the stars that mark time, the flowering of plants have a name in the Kamayura language. When a star appears on the horizon, to the east, the people observe and know the sign that will determine the realization of activities in the village, that is, each appearance of a sign of nature is related to a certain time of year and with the activities carried out in the community. . The objective of this research was to record information about the Kamayura time markers through the study. Specifically, it was intended: (a) to identify the period of appearance of each star; (b) record the names of the main signs of nature that mark time; (c) identify the activities carried out in the community according to the appearance of the indicator stars; (d) record the knowledge of the elders to pass on to future generations. This work is part of the master's course research. The work is important because it has never been studied and recorded. In addition, this research intends to strengthen the use of the traditional calendar and also disseminate the research to other indigenous and non-indigenous societies in Brazil.

14
  • TRINHO PAIVA TRUJILHO
  •  

    MITOS BANIWA: O universo mítico na Escola Municipal Indígena Pe. Ezequiel

  • Orientador : NEODIR PAULO TRAVESSINI
  • Data: 07/12/2023

  • Mostrar Resumo
  •  

    Esta pesquisa tem caráter etnográfico e foi realizada junto aos povos Baniwa do tronco linguístico Aruak, localizados na região do rio Içana, afluente do rio Negro, no município de São Gabriel da Cachoeira estado do Amazonas, região tri fronteiriça Brasil, Colômbia e Venezuela. Trata-se de pesquisa denominada observação participante, na qual o pesquisador, membro pertencente da comunidade indígena Juivitera se fez presente in loco. Quanto aos procedimentos é de natureza qualitativa na medida que propõe uma descrição pormenorizada da realidade vivenciada pelo povo Baniwa com suas narrativas mitológicas prenhes de uma simbologia ancestral e milenar.  Do ponto de vista da coleta dos dados que alicerçam esta investigação foi empregada a técnica de pesquisa de campo, em que foram realizados registros fotográficos, escuta de narrativas, conversas informais, entrevistas semiestruturadas com professores, anciãos, lideranças, relatando suas experiências e vivências alicerçadas na cultura Baniwa e Coripaco.  As narrativas que dão sustentação ao arcabouço teórico metodológico desta dissertação têm como base fundante a versão da ancestralidade da Fratria Onça/Dzawinai contada na voz dos assim denominados consultores nativos Liedawieni: Roberto Paiva, Maximiano Paiva, Valentim Mandú (inmemorian), Vigico Juarez, Graciliano Paiva, bem como em obras escritas por Luciano (2013), Weigel (2000), Garnelo (2003), em que são descritos os territórios sagrados Baniwa, suas moradas eternas, seus rios, cachoeiras, igarapés, e as suas relações sociais e matrimoniais próprias, enfim seus rituais e cerimônias, que fazem referência aos tempos primordiais do nascimento da humanidade. O objetivo geral da pesquisa consiste em registrar e aprofundar os conhecimentos (saberes) milenares (ancestrais) Baniwa no contexto da educação tradicional Baniwa em suas relações com conhecimento não indígena que transita no contexto da educação intercultural escolarizada (formal). Os objetivos específicos consistem em compreender o conceito e a importância dos mitos para vida dos povos Baniwa na sua vivencia cotidiana na face terrestre; analisar em que medida as escolas Indígenas Baniwa valorizam os conhecimentos Indígenas. Avalio que a contribuição em termos de consolidação da pesquisa, consiste na elaboração do material pedagógico elaborado a partir das narrativas colhidas junto aos anciões e anciãs do clã Liedawieni da fratria Onça (Dzawinai) da comunidade indígena Juivitera/Paitsipe, alunos, professor da escola Indígena Municipal Pe. Ezequiel e alunos e professores da escola Indígena municipal Jerusalém na comunidade Itacoatiara Mirim km 10 na estrada de Camanaus e professores Baniwa. 


  • Mostrar Abstract
  • This research is ethnographic in nature and was carried out with the Baniwa peoples of the Aruak linguistic trunk, located in the region of the Içana river, a tributary of the Negro river, in the municipality of São Gabriel da Cachoeira, state of Amazonas, tri-border region between Brazil, Colombia and Venezuela. This is a research called participant observation, in which the researcher, a member of the Juivitera indigenous community, was present in loco. As for the procedures, it is of a qualitative nature as it proposes a detailed description of the reality experienced by the Baniwa people with their mythological narratives pregnant with an ancestral and millenary symbology. From the point of view of data collection that underpins this investigation, the field research technique was used, in which photographic records were made, listening to narratives, informal conversations, semi-structured interviews with teachers, elders, leaders, reporting their experiences and grounded experiences in the Baniwa and Coripaco culture. The narratives that support the theoretical and methodological framework of this dissertation are based on the version of the ancestry of the Fratria Onça/Dzawinai told in the voice of the so-called Liedawieni native consultants: Roberto Paiva, Maximiano Paiva, Valentim Mandú (inmemorian), Vigico Juarez, Graciliano Paiva, as well as in works written by Luciano (2013), Weigel (2000), Garnelo (2003), in which the sacred Baniwa territories are described, their eternal dwellings, their rivers, waterfalls, creeks, and their social and marriage relationships their own, finally their rituals and ceremonies, which make reference to the primordial times of the birth of humanity. The general objective of the research is to register and deepen the ancient (ancestor) Baniwa knowledge (knowledge) in the context of traditional Baniwa education in its relations with non-indigenous knowledge that transits in the context of schooled (formal) intercultural education. The specific objectives are to understand the concept and importance of myths for the lives of the Baniwa people in their daily lives on Earth; To analyze the extent to which Baniwa Indigenous schools value Indigenous knowledge. I believe that the contribution in terms of research consolidation consists in the elaboration of the pedagogical material elaborated from the narratives collected from the elders and elders of sib Liedawieni from the Onça phratry (Dzawinai) of the Juivitera/Paitsipe indigenous community, students, teacher of the Indigenous school Municipal Fr. Ezequiel and students and teachers from the Jerusalem municipal Indiegna school in the Itacoatiara Mirim community km 10 on the road to Camanaus and Baniwa teachers.

15
  • Karin Juruna
  • PEIXES NA LÍNGUA YUDJA: DOS SABORES E SABERES TRADICIONAIS ÀS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NA ESCOLA

  • Orientador : MONICA CIDELE DA CRUZ
  • Data: 13/12/2023

  • Mostrar Resumo
  • O objetivo desta pesquisa é realizar um estudo sobre os peixes do rio Xingu, a partir de uma prática pedagógica, com alunos do ensino médio, que possa contribuir para fortalecer o conhecimento do povo Yudja sobre as espécies de peixes existentes no Território Indígena na região do Baixo Xingu-MT. O enfoque será o estudo dos peixes comestíveis utilizados pelo povo Yudja, de uma maneira pedagógica, pois a nossa finalidade é valorizar o nosso jeito de ensinar, a partir de nossos saberes tradicionais.  Este é um estudo inédito e colabora com o maior conhecimento da cultura alimentar xinguana, com estudos de uma das línguas do tronco Tupi e com o desenvolvimento de material de didático em língua Yudja para a comunidade, produzido por nós.  Para nosso diálogo, trazemos outros autores que têm estudos sobre o nosso tema, como Freire (2013), Fargetti, Lima, Berto (2013), entre outros estudiosos. Também, nos reportamos ao Referencial Curricular Nacional para as escolas indígenas – RCNEI, Brasil (1998) e Quezo (2022).Nesse sentido, busco descrever um tipo de conhecimento tradicional para, juntamente com a comunidade e a escola, encontrar meios de manter as nossas práticas de conhecimento vivas e fortes, assim motivando as gerações mais jovens compreenderem a ciência tradicional do próprio povo. O trabalho foi desenvolvido a partir do levantamento de informações com os alunos sobre suas práticas de pescaria, conversas com a comunidade sobre o tema, conversas com pescadores especialistas e pessoas mais velhas, leituras teóricas e discussão com a orientadora. Durante esse percurso didático-pedagógico, elaboramos, juntamente com os alunos, um produto educacional na língua Yudja sobre nosso tema de pesquisa, que servirá como material didático para as escolas indígenas, especialmente, para as escolas do povo Yudja.


  • Mostrar Abstract
  • The objective of this research is to carry out a study on the fish of the Xingu River, based on a pedagogical practice, with high school students, which can contribute to strengthening the knowledge of the Yudja people about the fish species existing in the Indigenous Territory in the region of Lower Xingu-MT. The focus will be on studying the edible fish used by the Yudja people, in a pedagogical way, as our purpose is to value our way of teaching, based on our traditional knowledge. This is an unprecedented study and contributes to greater knowledge of the Xingu food culture, with studies of one of the Tupi languages and with the development of teaching material in the Yudja language for the community, produced by us. For our dialogue, we bring other authors who have studies on our topic, such as Freire (2013), Fargetti, Lima, Berto (2013), among other scholars. We also refer to the National Curricular Reference for indigenous schools – RCNEI, Brazil (1998) and Quezo (2022).In this sense, I seek to describe a type of traditional knowledge so that, together with the community and the school, we can find ways to keep our knowledge practices alive and strong, thus motivating younger generations to understand the traditional science of their own people. The work was developed by collecting information from students about their fishing practices, conversations with the community on the topic, conversations with expert fishermen and older people, theoretical readings and discussion with the advisor. During this didactic-pedagogical journey, we developed, together with the students, an educational product in the Yudja language on our research topic, which will serve as teaching material for indigenous schools, especially for the schools of the Yudja people.

     

     

2022
Dissertações
1
  • PEDRO NAZOKEMAI
  • ARQUITETURA INDÍGENA HATI: A casa Haliti Paresi na comunidade como forma de fortalecimento da identidade

  • Orientador : LISANIL DA CONCEICAO PATROCINIO PEREIRA
  • Data: 28/07/2022

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa aborda o tema da arquitetura indígena e a sua inserção no currículo da educação escolar indígena Haliti Paresí. Trata das discussões sobre a inserção dos saberes indígenas nos currículos das escolas tomando como referência para a reflexão e produção os conhecimentos relacionados a casa tradicional ou Hati. Os Haliti Paresí são falantes de uma língua da família Aruak e atualmente vivem em cerca de 64 aldeias distribuídas em seis terras indígenas já demarcadas e em outras três em processo de demarcação. Anunciar o produto pedagógico Assim, pensamos nos seguintes produtos pedagógicos Seminário com a comunidade, Organização de um Ebook com em torno de 30 a 50 fotos.


  • Mostrar Abstract
  • The present research approaches the theme of indigenous architecture and its insertion in the curriculum of indigenous education in Haliti Paresí. It deals with the discussions on the insertion of indigenous knowledge in the curricula of schools, taking as a reference for reflection and production the knowledge related to the traditional house or Hati. The Haliti Paresí are speakers of an Aruak family language and currently live in about 64 villages spread over six indigenous lands that have already been demarcated and another three in the process of being demarcated

2
  • SATURNINA URUPE CHUE
  • A ESCOLA ESTADUAL INDIGENA CHIQUITANO JOSE TURIBIO NA ALDEIA VILA NOVA BARBECHO: LUTAS, CONQUISTAS E DESAFIOS DE UMA EDUCAÇÃO ESCOLAR INDIGENA ESPECIFICA E DIFERENCIADA.

  • Data: 28/07/2022

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa visa analisar o processo de acesso à educação Escolar Indígena específica e diferenciada pelos Chiquitano da/na Aldeia Vila Nova Barbecho, como um processo de luta, resistência, onde situo-me como membro integrante deste processo. Busca identificar e descrever os caminhos percorridos para a realização do anseio coletivo de construção e implementação da Escola Estadual Indígena Chiquitano José Turíbio na Aldeia Vila Nova Barbecho – Porto Esperidião/MT. Busca também identificar e descrever a implementação de práticas culturais realizados na escola pelos professores e estudantes, de modo a fortalecer a comunidade Chiquitano, identificando, no processo, o fazer/saber/ser da educação indígena específica, diferenciada e intercultural.  Para o levantamento e a coleta de dados foram realizadas uma pesquisa bibliográfica referente ao tema, com uma busca em documentos e arquivos sobre a história da escola, além de entrevistas com os professores, alunos e lideranças da aldeia, pessoas que participaram do processo histórico da luta pelo acesso à educação escolar diferenciada. Como produto pedagógico, foi produzida uma Cartilha Pedagógica para ser utilizada como material didático pelos professores e estudantes. A pesquisa revela os desafios enfrentados e também as conquistas efetivadas com a implementação da escola, entre elas o fortalecimento da cultura, a retomada da língua chiquitano e o reconhecimento do direito ao território ancestral.


  • Mostrar Abstract
  • The present research aims to analyze the process of access to specific and differentiated Indigenous School education by the Chiquitano from/in Vila Nova Barbecho Village, as a process of struggle, resistance, where I place myself as an integral member of this process.It seeks to identify and describe the paths taken to fulfill the collective desire to build and implement the Chiquitano José Turíbio Indigenous State School in Vila Nova Barbecho Village – Porto Esperidião/MT.It also seeks to identify and describe the implementation of cultural practices carried out at school by teachers and students, in order to strengthen the Chiquitano community, identifying, in the process, the doing/knowing/being of specific, differentiated and intercultural indigenous education.For the survey and data collection, a bibliographic research on the subject was carried out, with a search in documents and files about the history of the school, in addition to interviews with teachers, students and village leaders, people who participated in the historical process of the school. struggle for access to differentiated school education. As a pedagogical product, a Pedagogical Booklet was produced to be used as teaching material by teachers and students.The research reveals the challenges faced and also the achievements made with the implementation of the school, among them the strengthening of the culture, the resumption of the Chiquitano language and the recognition of the right to the ancestral territory.

3
  • POMERQUENPO TXICAO
  • TRAJETÓRIA DO POVO IKPENG PARA A REGIÃODO ALTO XINGU

  • Orientador : CARLOS EDINEI DE OLIVEIRA
  • Data: 24/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação apresenta um registro preliminar, na visão dos Ikpeng, sobre transferência do meu do povo (Ikpeng) do território tradicional Jatobá, para território indígena do Xingu, sua terra atualmente. Foram transferidos da região que habitavam, nas margens do Rio Jatobá, localizado no atual município de Paranatinga – MT, em 1967. Uma transferência forçada pelos sertanistas irmãos Villas Boas, Claudio Villas Boas e Orlando Villas Boas. Fomos transferidos para região do alto Xingu. Na época, os Villas Boas estavam em contato com os povos do alto   Xingu: Waura, Mehinaku e Matipu e outros. Depois, por meio de avião, conseguiram localizar a aldeia do nosso povo e fizeram primeiro sobrevoo sobre a aldeia soltando os presentes e rapaduras. Os Ikpeng, inicialmente chamaram a rapadura de coco do avião. Tiveram vários sobrevoos na região, só depois, pousaram no campo próximo aldeia dos Ikpeng. Quando o meu povo teve primeiro contato com os irmãos Villas Boas, eles já tinham contato com os aventureiros, garimpeiros que passavam na região onde os Ikpeng moravam. Os garimpeiros iam de canoa pelo rio Jatobá. Primeiro os Ikpeng tiveram contato com os garimpeiros e depois com os sertanistas. Para apresentar a trajetória do povo Ikpeng para o Alto Xingu na visão dos anciãos, a pesquisa foi realizada nas aldeias onde residem os anciãos. Foram entrevistados, três anciãos, Kampot Ikpeng na aldeia Moygu , Oyope Ikpeng na aldeia  Kurure e Yakuma Txicao na aldeia Pavuru. As entrevistas foram gravadas no aparelho de celular, depois forma traduzidas do Ikpeng para o português. Para completar a produção da dissertação foram realizadas leituras sobre meu povo produzidas por antropólogos e, pesquisas em vídeos documentários disponíveis na internet.


  • Mostrar Abstract
  • This dissertation presents a preliminary record, in the view of the Ikpeng, about the transfer of my of the people (Ikpeng) from the traditional Jatobá territory, to the Xingu indigenous territory, their land today. They were transferred from the region they inhabited, on the banks of the Jatobá River, located in the current municipality of Paranatinga - MT, in 1967. A forced transfer by the sertanistas brothers Villas Boas, Claudio Villas Boas, and Orlando Villas Boas. We were transferred to the upper Xingu region. At the time, the Villas Boas were in contact with the peoples of the upper Xingu: Waura, Mehinaku and Matipu and others. Then, by plane, they managed to locate the village of our people and first flew over the village dropping gifts and brown sugar. The Ikpeng, initially called the coconut sugar from the plane. They had several overflights in the region, only later, they landed in the field near the village of the Ikpeng. When my people first had contact with the Villas Boas brothers, they already had contact with the adventurers, miners who passed through the region where the Ikpeng lived. The garimpeiros went by canoe down the Jatobá River. First the Ikpeng had contact with the garimpeiros and later with the sertanistas. To present the trajectory of the Ikpeng people to the Upper Xingu in the view of the elders, the research was carried out in the villages where the elders reside. Three elders were interviewed, Kampot Ikpeng in Moygu village, Oyope Ikpeng in Kurure village and Yakuma Txicao in Pavuru village. The interviews were recorded on the cell phone, then translated from Ikpeng into Portuguese. To complete the production of the dissertation, readings about my people produced by anthropologists and research in documentary videos available on the internet were carried out.

4
  • NARAIEL PAITER SURUI
  • PRÁTICAS DE LEITURA, ESCRITA E GRAMÁTICA  NO ENSINO DA  LÍNGUA PAITER NA ESCOLA ESTADUAL INDÍGENA SERTANISTA APOENA MEIRELLES

     

  • Orientador : MONICA CIDELE DA CRUZ
  • Data: 25/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação traz como tema o ensino de língua materna na escola indígena Escola Estadual Indígena Sertanista Apoena Meirelles, município de Rondolândia-MT. O trabalho  tem como objetivo discutir e desenvolver uma proposta didático-metodológica para o ensino da língua Paiter-Suruí nas escolas indígenas da TI Sete de Setembro, com foco no ensino da escrita e da gramática, especialmente, de verbos na língua. Além desse objetivo, queremos, também, contribuir para o fortalecimento e manutenção de nossa língua materna em nossas aldeias, por meio da escola, que tem um papel muito importante no trabalho com  a modalidade escrita da língua. A escolha para se trabalhar esse tema se deu pelo fato de nossas escolas não possuírem produções didáticas autorais específicas para o ensino da língua Paiter-Surui. Nossas reflexões estarão fundamentadas em autores que tratam sobre o assunto, tais como (PAULA,.2018), (PIMENTEL DA SILVA), (BANIWA), além das orientações do Referencial Curricular Nacional  para as escolas indígenas (RCNEI,.1998), dentre outros textos da legislação pertinentes à educação escolar indígena. A metodologia do meu trabalho se compõe, por um lado, de pesquisa bibliográfica, com o aprofundamento no estudo das obras já mencionadas e a busca de bibliografia complementar para a escrita da dissertação, acerca do tema proposto. E como se trata de um Mestrado Profissional, o foco está na ação pedagógica e na proposta de um produto pedagógico/educacional. A ação pedagógica consiste no percurso didático-metodológico, durante o qual conduzi, como mediador, todo o processo de ensino-aprendizagem voltado para língua materna, trabalhando, a partir de uma narrativa mítica do povo, a leitura, a produção escrita e alguns verbos da língua. Foram produzidos diferentes textos na língua materna, realizadas atividades de leitura e compreensão textual, atividades sobre a concordância do pronome com verbos da língua Paíter. Todo esse percurso didático-pedagógico  resultou num caderno de atividades como produto educacional para as duas  escolas  de nossa aldeia.


  • Mostrar Abstract
  • This dissertation has as its theme the teaching of mother tongue in the indigenous school Escola Estadual Indígena Sertanista Apoena Meirelles, in Rondolândia-MT. The objective of this work is to discuss and develop a didactic-methodological proposal for the teaching of the Paiter-Suruí language in indigenous schools of the Sete de Setembro TI, focusing on the teaching of writing and grammar, especially verbs in the language. In addition to this objective, we also want to contribute to the strengthening and maintenance of our mother tongue in our villages, through the school, which plays a very important role in working with the written modality of the language. The choice to work on this theme was due to the fact that our schools do not have specific authorial didactic productions for teaching the Paiter-Surui language. Our reflections will be based on authors who deal with the subject, such as (PAULA,.2018), (PIMENTEL DA SILVA), (BANIWA), in addition to the guidelines of the National Curricular Reference for indigenous schools (RCNEI,.1998), among other legislation relevant to indigenous school education. The methodology of my work is composed, on the one hand, of bibliographical research, with the deepening of the study of the works already mentioned and the search for complementary bibliography for the writing of the dissertation, on the proposed theme. And as it is a Professional Master's, the focus is on the pedagogical action and on the proposal of a pedagogical/educational product. The pedagogical action consists of the didactic-methodological course, during which I conducted, as a mediator, the entire teaching-learning process focused on the mother tongue, working, from a mythical narrative of the people, reading, written production and some verbs. of the language. Different texts were produced in the mother tongue, reading and textual comprehension activities were carried out, activities on the agreement of the pronoun with verbs from the Paíter language. All this didactic-pedagogical course resulted in a notebook of activities as an educational product for the two schools in our village.

5
  • KAVISGO TXICÃO
  • HABITAR E SER HABITADO NO PARQUE NACIONAL DO XINGU:

    as alterações ambientais e suas interferências nas práticas culturais do Povo Ikpeng

  • Orientador : RAIMUNDO NONATO CUNHA DE FRANCA
  • Data: 26/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • A sociedade Ikpeng é um povo falante do tronco linguístico da família karib, atualmente estão localizadO na Terra Indígena do Xingu MT, especificamente na região que abrange o médio Xingu, divididos em seis aldeias,  quatro aldeias: Moygu, Arayo, Paranoá, Kurure estão localizadas no município de Feliz Natal MT; já no município de nova Ubiratã se localiza a aldeia Pïrino; e, em Nova Ubiratã, a aldeia Rawo  e no município de Paranatinga. Todas estas aldeias Ikpeng são atendidas na assistência de  atendimento à saúde, assistência social, educação e outras demandas pelo CTL PAVURU ( Coordenação Técnica Local Pavuru (CTL PAVURU). Atualmente a sua população é de aproximadamente 626 indivíduos conforme o sensu da DISEI XINGU .

    Este trabalho aborda a temática que há muito tempo vem sendo discutidos pelos pesquisadores não indígenas, na qual se refere as mudanças climáticas, e como se adaptar a este novo tempo? O que esta mudança tem causada nos fenômenos da natureza que influenciam diretamente nos marcadores do tempo que regem o Ccalendário Tradicional do Ppovo Ikpeng?. Na qual aborda como o povo Ikpeng vem se adaptando a esse tempo, tempo este que é considerado de difícil compreensão para os anciões Ikpeng e todo os seu povo..

    O objetivo geral deste trabalho é analisar quais alterações nos fenômenos da natureza influenciaram no calendário tradicioal e na organização social do povo Ikpeng.


  • Mostrar Abstract
  • The Ikpeng society is a people speaking of the linguistic trunk of the karib family, are currently located in the Indigenous Land of the Xingu MT, specifically in the region that covers the middle Xingu, and are divided into six villages, the four villages that are: Moygu, Arayo, Paranoá, Kurure, which are located in the municipality of Merry Christmas MT, and in the municipality of nova Ubiratã is located the village Pïrino,  in Nova Ubiratã, and the rawo village, and in the municipality of Paranatinga.

6
  • LUIZINHO ARIABO QUEZO
  • O LÉXICO  NA CATALOGAÇÃO DE ESPÉCIES DE PEIXES DOS RIOS DO TERRITÓRIO BALATIPONÉ

  • Orientador : MONICA CIDELE DA CRUZ
  • Data: 26/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação está relacionada ao projeto da Escola Indígena Jula Paré sobre revitalização étnica, cultural e linguística do povo Balatiponé. Ele vem contribuir para o fortalecimento da formação dos profissionais da educação intercultural indígena, assim como, para a própria educação escolar na aldeia e para a revalorização da cultura indígena Balatiponé. Nossas reflexões estão pautadas em estudos referentes ao léxico, especialmente, em autores indígenas Balatiponé, autores que tratam sobre o ensino de língua materna, como (BIDERMAN, 2001), (ANTUNES, 2012), (PAULA, 2018),além do Referencial Curricular Nacional para as escolas indígenas (RCNEI), entre outros autores que tratam sobre o tema desse trabalho. Nosso objetivo principal é realizar a catalogação, em idioma materno, das espécies de peixes existentes nos rios Paraguai e Bugres do território da nação indígena Balatiponé. Além disso, propõe-se a ampliar a noção cultural e identitária, incentivar e manter registrados os nomes dessa espécie animal com o intuito principal de repercussão social junto à comunidade de falantes e o povo como um todo. Dentre os objetivos específicos, destaca-se como produto educacional, resultado de todo esse processo pedagógico, um catálogo ilustrado, com pequenas descrições, na língua Balatiponé (léxico e pequenas frases), sobre as espécies de peixes existentes nos córregos e nos principais afluentes do território Umutina, produzido juntamente com meus alunos e alunas do 1º ano do Ensino Médio, da  Escola Estadual de Educação Indígena Jula Paré.


  • Mostrar Abstract
  • This dissertation is related to the project of the Jula Paré Indigenous School on the ethnic, cultural and linguistic revitalization of the Balatiponé people. It contributes to strengthening the training of professionals in indigenous intercultural education, as well as to school education in the village and to the revaluation of the Balatiponé indigenous culture. Our reflections are based on studies related to the lexicon, especially in Balatiponé indigenous authors, authors who deal with the teaching of the mother tongue, such as (BIDERMAN, 2001), (ANTUNES, 2012), (PAULA, 2018), in addition to the Curricular Reference National for Indigenous Schools (RCNEI), among other authors who deal with the subject of this work. Our main objective is to carry out the cataloging, in the mother tongue, of the fish species existing in the Paraguay and Bugres rivers of the territory of the Balatiponé indigenous nation. In addition, it proposes to expand the cultural and identity notion, encourage and keep registered the names of this animal species with the main purpose of social repercussion with the community of speakers and the people as a whole. Among the specific objectives, an illustrated catalog, with short descriptions, in the Balatiponé language (lexicon and short sentences), about the fish species existing in the streams and in the main tributaries of the Umutina territory, produced together with my 1st year high school students, from the Jula Paré State School of Indigenous Education.

7
  • JONES DE ADENILSON MANHUARI CRIXI
  • O ENSINO DA LÍNGUA MONJOROKO ATRAVÉS DOS CÂNTICOS:

    Uma possível metodologia para o fortalecimento linguístico e cultural

  • Data: 29/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa é sobre o ensino da Língua Monjoroko, tendo como enfoque os cânticos tradicionais. Acreditamos que seja uma possibilidade de ensino-aprendizagem para o fortalecimento da Língua Originária escrita e oral. A marca que a história nos deixou do extermínio e as diversas violências praticadas contra os indígenas, gerou, entre os grupos sobreviventes, estratégias, organizadas ou não, de permanência e perpetuação. Essas seriam operacionalizadas por meio do silenciamento, da negociação, da fuga ou da rebelião, a depender do momento histórico e do contexto em questão. A cultura e as adaptações resultantes das relações interétnicas ocorridas causaram mudanças, ao longo dos séculos, entre os diferentes povos indígenas sobreviventes nessas áreas de colonização. Antigas tradições políticas de resistência indígena são rememoradas, atualizadas, ressignificadas e operacionalizadas a cada ameaça que se coloca para essas populações.  E, nós, indígenas precisamos lutar para nos fortalecermos, pois a política brasileira vem a cada ano ameaçando a vida. Buscamos, neste movimento, preservarmos nossas raízes ancestrais e a busca incansável para aprendermos aquilo que não aprendemos e rememorar aquilo que está adormecido em nossa memória da Língua Originaria como os cânticos do povo Munduruku.  


  • Mostrar Abstract
  • This research is about the teaching of the Munduruku mother tongue focusing 
    on traditional songs, we believe that it is a possibility of teaching and learning to strengthen 
    the written and orally written mother tongue. The mark that history left us with the extermination 
    and the various forms of violence practiced against the indigenous people generated, 
    among the surviving groups, strategies, organized or not, of permanence and perpetuation.
     These would be operationalized through silencing, negotiation, flight or rebellion, 
    depending on the historical moment and context in question. The culture and adaptations resulting 
    from interethnic relations have shaped, over the centuries, among the different surviving indigenous peoples 
    in these areas of ancient colonization political traditions of indigenous resistance that are rescued, updated, 
    resignified and operationalized with each threat that is posed to these populations. . And we indigenous people 
    need to fight to strengthen ourselves, every year Brazilian politics threatens the lives of the indigenous 
    population, we seek in this movement to preserve our ancestral roots and the mother tongue is one 
    of the objectives that we need to strengthen and preserve.
8
  • MARCELO MANHUARI MUNDURUKU
  • EMPRÉSTIMO LINGUÍSTICO NA LÍNGUA FALADA PELO POVO MUNDURUKU DE MATO GROSSO.

  • Data: 29/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • A presente pesquisa visa analisar o processo de introdução de palavras da Língua Portuguesa na Língua Munduruku, na Aldeia Nova Munduruku, no município de Juara/MT, com abordagem do processo histórico de contato de nosso povo, o contexto de ocupação do território, a trajetória sociolinguística até o momento. Busca, também, identificar e descrever iniciativas de fortalecimento das práticas culturais e sua implementação realizada por pessoas e instituições. Diante das informações coletadas a partir desses objetivos, proponho a produção de um Glossário Ilustrado com palavras usadas na Língua Munduruku provenientes de palavras da Língua Portuguesa. Esse glossário é o produto pedagógico resultante da pesquisa desenvolvida e poderá ser utilizado para a alfabetização na Língua Munduruku. Para o levantamento e a coleta de dados, foi realizada pesquisa bibliográfica referente ao tema, com busca em documentos e arquivos da história de nosso povo, além de entrevistas com professores, alunos e lideranças da aldeia, pessoas que participaram do processo histórico de criação da Nova Munduruku. Os resultados trazem as comparações da estrutura da Língua Portuguesa e da Língua Munduruku, para se chegar a um entendimento plausível sobre o funcionamento desses empréstimos. A pesquisa revelou os desafios enfrentados e também as conquistas efetivadas com a implementação da Escola Estadual Indígena Krixi Barompô e Instituto Munduruku para o fortalecimento da cultura, a retomada da Língua Munduruku e o reconhecimento das diversas formas de se entender a realidade do uso da Língua Munduruku.


  • Mostrar Abstract
  • This work is the result of a research carried out in the Nova Munduruku village, in the municipality of Juara Mato Grosso, on linguistic borrowing from the Portuguese language to the Munduruku language, as a way of producing didactic material, such as an illustrated dictionary of the most used borrowings for the literacy in the Munduruku language, which had the participation of several people from that village, and as a means of production the University of the State of Mato Grosso UNEMAT, Campus of Barra do Bugres-MT, and the Postgraduate Program Stricto Sensu Professional Master in Teaching in Intercultural Context, carried out by FAINDI- Faculdade Indígena Intercultural, a work of great relevance to the Munduruku community, bringing with it a little of the historical context and contact of the Munduruku People, and also the forms of relationship that our ancestors had, in this period, because this was the purpose of this work, which would be the collection of information from people in the village as well as from records historical, for an enrichment of this material, because it always had the need to have a more specific subject, in the classes of traditional language, and that this work comes to supply in a strategic way this demand, taking into account the context that the Munduruku People are inserted in a since we are from the state of Pará, region of the Tapajós River basin, highlighting the main points of our arrival in this place and the reasons why we created ties in this region such as the Arinos River valley, describing the difficulties and facilities we had until the foundation of this village, the process of involvement with the other indigenous peoples of this region, and especially the sociolinguistic situation, the projects developed with the purpose of strengthening language policies in this place, and what led us to come to this region with details of how the life of the indigenous people was in this period, and the people who are still in our midst who took part in coming to this place r, we also highlight the situation of the grammatical structures of the Munduruku language comparing the Portuguese language, and its segments, in order to reach a plausible understanding, about the functioning of these loans, which are spoken and which are growing in the Nova Munduruku village, bringing narratives from both young people and people who are in formation process in the school of this village, and their opinions that serve as indicators to be have a forecast of their perspectives for this community when and if they become leaders, and for the citations I had as a basis for the research the “Linguistic loan” to be to have reference material that could support the points of view developed during the research, and to find concepts for the deepening of such questions, with regard to lexicons and the loan itself, but which provided a basis for curiosity was the response of the people who were interviewed, because from them I obtained information that, even being from this community, was imperceptible in some behavior and way of to understand the reality of the use of the Munduruku language, in the village and for the production of the material.

9
  • Nilce Zonizokemairô
  • ZERATI, O CANTO HALITI PARESI NO CONTEXTO PEDAGÓGICO

  • Orientador : WALDINEIA ANTUNES DE ALCANTARA FERREIRA
  • Data: 31/08/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta dissertação de mestrado está relacionada com o tema do currículo da educação escolar indígena. Propõe-se a discutir a inserção da música tradicional dos Haliti/Paresi no contexto das escolas das aldeias da Terra Indígena Paresi. Tem como objetivo contribuir para a construção de um currículo indígena,  considerando os saberes tradicionais sobre o Cântico Haliti/Paresi (Zerati) no contexto pedagógico e mostrar a importância dele para a nossa espiritualidade e fortalecimento da nossa essência como povo Haliti/Paresi. A metodologia se insere dentro da pesquisa qualitativa participante com realização de oficinas pedagógicas,  tendo como elemento central os cânticos tradicionais junto com os alunos da Escola Municipal Indígena Zozoiterô e da Escola Estadual Indígena Malamalali na aldeia Rio Verde. A pesquisa apontou que a inclusão dos cânticos tradicionais no currículo escolar é fundamental para a valorização da cultura e fortalecimento de um currículo específico e diferenciado próprio da pedagogia Haliti/Paresi. Ainda possibilitou a produção de materiais pedagógicos importantes para o ensino e aprendizagem, em reflexão, acerca dos saberes tradicionais sobre o Zerati.


  • Mostrar Abstract
  • This master's dissertation is related to the theme of the curriculum of indigenous school education. It proposes to discuss the insertion of the traditional music of the Haliti/Paresi in the context of the schools of the villages of the Paresi Indigenous Land. It aims to contribute to the construction of an indigenous curriculum, considering traditional knowledge about the Haliti/Paresi Song (Zerati) in the pedagogical context and showing its importance for our spirituality and strengthening our essence as a Haliti/Paresi people. The methodology is part of qualitative participatory research with pedagogical workshops, having as a central element the traditional songs together with the students of the Zozoiterô Indigenous Municipal School and the Malamalali Indigenous State School in the Rio Verde village. The research pointed out that the inclusion of traditional chants in the school curriculum is fundamental for the appreciation of culture and strengthening of a specific and differentiated curriculum proper to the Haliti/Paresi pedagogy. It also enabled the production of important pedagogical materials for teaching and learning, in reflection, about traditional knowledge about Zerati.

10
  • ROMERO MOPIDAPENEN PAITER SURUÍ
  • A FUNÇÃO SOCIOPOLÍTICA E CULTURAL DA DOCÊNCIA INDÍGENA

  • Orientador : HELOISA SALLES GENTIL
  • Data: 09/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho trata da docência na educação escolar indígena dos Paiter Suruí face ao desafio da responsabilidade em relação à cultura tradicional e os conhecimentos não indígenas. A legislação nacional garante o direito a uma educação específica e diferenciada e também o acesso às informações, conhecimentos técnicos, científicos e culturais da sociedade nacional e demais sociedades indígenas e não-indígenas. Compete ao professor, com a devida formação e orientações, trabalhar em prol da efetivação desses direitos, o que envolve a comunidade escolar, seus tempos e espaços e as relações com as instituições de ensino. O objetivo deste trabalho é problematizar o entendimento da função sociopolítica e cultural da docência indígena no contexto da Educação Escolar Indígena da aldeia Apoena Meireles, localizada no estado de Rondônia. A pesquisa é qualitativa e teve como procedimentos estudos bibliográficos e entrevistas com pessoas da comunidade para colher as informações; foram feitas também análises de documentos que instituem as bases legais para uma educação específica e diferenciada como é a educação indígena. Os resultados indicam necessidade de diálogo constante com a comunidade e com órgãos responsáveis pela educação escolar a fim de garantir a especificidade da educação indígena tal como manifesta na legislação e também nas características próprias da docência indígena


  • Mostrar Abstract
  • This paper looks after the teaching in the Paiter Suruí indigenous school due to the challenge of the non-indigenous knowledge and the traditional culture. The national legislation guarantees the right to specific and differentiated education and also access to technical, scientific information, and cultural knowledge of the national society, other indigenous societies, and non-indigenous societies. The teacher is responsible for properly managing and guiding the work towards the fulfillment of these rights, which involves the school community, its times and spaces, and the relationships with educational institutions. The objective of this study is to problematize the sociopolitical and cultural function of indigenous teaching in the context of Indigenous School Education understanding. The interview with people from the community is the procedure adopted to collect the information, and the analyses were based on bibliographic studies and documents that establish the legal bases of this education.

11
  • EDICLÉIA PARESI
  • A LIDERANÇA DE DANIEL MATENHO CABIXI E JOÃO ARREZOMÃE: CONTRIBUIÇÕES PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES HALITI PARESI

  • Orientador : MARIA HELENA RODRIGUES PAES
  • Data: 12/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • Daniel Matenho Cabixi e João Arrezomae foram dois grandes líderes do povo Halliti Paresi e sempre estiveram preocupados com a formação escolar das crianças, temendo que a escola pudesse fazer os alunos esquecerem a sua cultura. Para eles, a escola deveria trabalhar a favor do Povo e não a favor da sociedade envolvente. Estas lideranças participaram de muitas reuniões em Prefeituras, Funai e até em Brasília para defender uma escola que pudesse valorizar a cultura Halliti Paresi. Este trabalho tem o objetivo de refletir e discutir sobre Formação Continuada de Professores para a educação escolar Haliti Paresi, usando os pensamentos e propostas para a educação escolar indígena destas duas grandes lideranças. Para construir este trabalho trazemos breves informações caracterizando a etnia, bem como alguns apontamentos sobre a educação escolar em contexto das aldeias Paresi. Em especial, trazemos uma seção sobre Formação Continuada de Professores Indígenas, bem como a importância de focar o trabalho pedagógico nas práticas e tradições culturais. Para discutir a importância da cultura e dos valores sagrados para os Haliti Paresi na rotina da Escola, vamos buscar vários artigos que foram publicados por Daniel Matenho Cabixi, entrevistas em jornais, de Daniel e João Arrezomae, assim como buscaremos documentos nas instâncias governamentais que indicam as reivindicações destas lideranças sobre a escola específica e diferenciada. Assim, FUNAI e Secretaria Municipal de Educação de Tangará da Serra serão procuradas para buscar documentos e atas de cursos que estes dois líderes participaram e falaram de suas ideias sobre educação escolar nas aldeias. Também serão entrevistados anciãos e professores que participaram de reuniões e cursos em que estas lideranças falaram da educação escolar, bem como sobre os conselhos que ouviam de Daniel Cabixi e João Arrezoae Então, esta pesquisa será bibliográfica, documental e de campo. As questões que podem ser discutidas para construir este trabalho são: como montar um material de apoio para Formação Continuada de Professores Haliti Paresi usando as ideias de lideranças da cultura? Quais propostas Daniel e João Arrezomae faziam para que a escola fosse mais próxima da cultura do Povo Haliti Paresi? Buscando valorizar estas duas lideranças, este trabalho vai ser concluído com a produção de um material de apoio (pode ser em forma de E-BOOK) específico para a formação de professores Haliti Paresi de modo a valorizar e engrandecer a cultura tradicional do nosso povo na rotina da educação escolar.


  • Mostrar Abstract
  • Daniel Matenho Cabixi and João Arrezomae were two great leaders of the Halliti Paresi people and were always concerned with the schooling of children, fearing that the school could make students forget their culture. For them, the school should work in favor of the People and not in favor of the surrounding society. These leaders participated in many meetings in City Halls, Funai and even in Brasília to defend a school that could value the Halliti Paresi culture. This work aims to reflect and discuss on Continuing Teacher Training for Haliti Paresi school education, using the thoughts and proposals for indigenous school education of these two great leaders. To build this work we bring brief information characterizing the ethnicity, as well as some notes on school education in the context of Paresi villages. In particular, we bring a section on Continuing Education of Indigenous Teachers, as well as the importance of focusing pedagogical work on cultural practices and traditions. In order to discuss the importance of culture and sacred values for the Haliti Paresi in the routine of the School, we will look for several articles that were published by Daniel Matenho Cabixi, interviews in newspapers, by Daniel and João Arrezomae, as well as we will look for documents in government bodies that indicate the claims of these leaders about the specific and differentiated school. Thus, FUNAI and the Municipal Department of Education of Tangará da Serra will be contacted to look for documents and minutes of courses that these two leaders participated in and spoke about their ideas about school education in the villages. Elders and teachers who participated in meetings and courses in which these leaders spoke about school education will also be interviewed, as well as about the advice they heard from Daniel Cabixi and João Arrezoae So, this research will be bibliographic, documentary and field. The questions that can be discussed to build this work are: how to assemble a support material for Continuing Education of Haliti Paresi Teachers using the ideas of cultural leaders? What proposals did Daniel and João Arrezomae make for the school to be closer to the culture of the Haliti Paresi People? Seeking to value these two leaders, this work will be concluded with the production of support material (it can be in the form of an E-BOOK) specific to the training of Haliti Paresi teachers in order to value and enhance the traditional culture of our people in school education routine.

12
  • KOXAWIRI TAPIRAPÉ
  • ALFABETIZAÇÃO DAS CRIANÇAS APYÃWA E LETRAMENTO EM LÍNGUA MATERNA 

  • Data: 15/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • Este texto apresenta os resultados da minha pesquisa de Mestrado em Ensino em Contexto Indígena Intercultural, concretizada a partir da experiência e convivência junto com o meu povo Apyãwa, da Terra Indígena Urubu Branco, situada na região Nordeste do estado de Mato Grosso no Médio Araguaia, com o objetivo de construir uma reflexão sobre um novo paradigma de alfabetização das crianças Apyãwa, para fortalecer o contexto escolar da nossa sociedade. As reflexões surgiram a partir do tema Alfabetização das Crianças Apyãwa e Letramento em Língua Materna e, neste sentido, a metodologia de alfabetização na língua materna da criança Apyãwa se adequa ao processo educativo sociocultural da nossa comunidade. O método utilizado foi a análise dos dados coletados, através dos quais poderemos desenvolver e construir uma proposta voltada a nossa realidade para atender a demanda da nossa comunidade, possibilitando a superação das dificuldades encontradas no processo de ensino e de aprendizagem em língua materna. Para esta pesquisa, foram realizadas observações das salas de aulas, das aulas de campo com os professores e foram realizadas entrevistas com sábios Apyãwa na aldeia Tapi’itãwa. Espero que os resultados dessa pesquisa possam possibilitar as reflexões feitas em contexto para formação dos professores Apyãwa em ensino contextualizado no âmbito escolar.     


  • Mostrar Abstract
  • This text presents the results of my Master's research in Teaching in an Intercultural Indigenous Context, based on the experience and coexistence with my Apyãwa people, from the Urubu Branco Indigenous Land, located in the Northeast region of the state of Mato Grosso in the Middle Araguaia, with the objective of building a reflection on a new literacy paradigm for Apyãwa children, to strengthen the school context of our society. The reflections emerged from the theme Apyãwa Children's Literacy and Mother Tongue Literacy and, in this sense, the literacy methodology in the Apyãwa child's mother tongue fits the sociocultural educational process of our community. The method used was the analysis of the collected data, through which we will be able to develop and build a proposal aimed at our reality to meet the demand of our community, making it possible to overcome the difficulties encountered in the teaching and learning process in the mother tongue. For this research, observations were made in classrooms, field classes with teachers and interviews were carried out with Apyãwa sages in the Tapi’itãwa village. I hope that the results of this research can make possible the reflections made in context for the training of Apyãwa teachers in contextualized teaching in the school environment.

13
  • NIVALDO KORIRA'I TAPIRAPÉ
  • T A K Ã R A - A Casa da Sapiência Apyãwa

  • Orientador : ADAILTON ALVES DA SILVA
  • Data: 22/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • Essa Dissertação tem como objetivo investigar a importância da Takãra como espaço central para vitalização, manutenção e fortalecimento da epistemologia sociocultural do povo Apyãwa. Como diz o Korako, “Takãra  aoxekato raka’e xanewe Apyãwa ramõ kwewiwe, maryn maryn xane kaãwa ramõ, tarywa rerekaãwa ramõ, xepaanogãwa rerekaãwa ramõ”. ‘A Takãra é insubstituível, essencial desde á sua origem para vitalização das práticas culturais, de saberes tradicionais e religiosas do povo Apyãwa’. Essa pesquisa traz reflexões importantes para que se possa valorizar e fortalecer ainda mais a Takãra, oportunizando a renovação e formação intelectual de lideranças cerimoniais das novas gerações. Nesse sentido, pretende-se produzir maior impacto nas discussões das escolas, nas reuniões e assembleias possibilitando que possam ser interessantes para todos e principalmente para os jovens Apyãwa. Com isso, esperamos que a pesquisa traga mais incentivo para a continuidade dos trabalhos desenvolvidas na escola junto com as crianças e jovens Apyãwa apoiando a iniciativa das práticas socioculturais milenares da comunidade. Para a concretização dessa pesquisa, contamos com parcerias valiosas dos (as) anciões (ãs) “biblioteca vivas” do meu povo Apyãwa, que tem muito conhecimento sobre o tema, além das pesquisas bibliográficas e etnográficas do povo Apyãwa – Tapirapé. Os principais métodos utilizados foram, participação nas atividades culturais nas aldeias, atividades escolares, participação das conversas noturnas na Takãra (Casa Cerimonial) e entrevistas semiabertas com anciãos/anciãs.


  • Mostrar Abstract
  • This dissertation aims to investigate the importance of Takara as a central space for vitalization, maintenance and strengthening of the sociocultural epistemology of the Apyãwa people. As the Korako says, “Takãra aoxekato raka’e xanewe Apyãwa ramõ kwewiwe, maryn maryn xane kaãwa ramõ, tarywa rerekaãwa ramõ, xepaanogãwa rerekaãwa ramõ”. ‘Takãra is irreplaceable, essential since its origin for the vitalization of cultural practices, traditional and religious knowledge of the Apyãwa people’. This research brings important reflections so that Takãra can be valued and strengthened even more, providing opportunities for the renewal and intellectual formation of ceremonial leaders of the new generations. In this sense, it is intended to have a greater impact on school discussions, meetings and assemblies, enabling them to be interesting for everyone and especially for Apyãwa youth. With this, we hope that the research will bring more incentive for the continuity of the work developed at the school with the Apyãwa children and young people, supporting the initiative of the millenary sociocultural practices of the community. To carry out this research, we have valuable partnerships with the “living library” of my Apyãwa people, who have a lot of knowledge on the subject, in addition to the bibliographic and ethnographic research of the Apyãwa people – Tapirapé. The main methods used were participation in cultural activities in the villages, school activities, participation in night conversations at Takãra (Casa Ceremonial) and semi-open interviews with elders.

     
14
  • ENEIDA KUPODONEPÁ
  • A interculturalidade presente nos conhecimentos tradicionais e conhecimentos científicos da pesca com o timbó do povo Balatiponé Umutina.

  • Orientador : JUSSARA DE ARAÚJO GONÇALVES
  • Data: 28/09/2022

  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo tem como objetivo principal registrar e divulgar a interculturalidade sobre os Conhecimentos Tradicionais envolvidos na Pesca com o timbó do povo Balatiponé/Umutina e os conhecimentos Científicos organizado pela escola Jula Paré. Quando a comunidade escolar compreendeu a importância dos saberes tradicionais e pensou esses saberes como saberes escolarizáveis ela desenvolveu o modelo da interculturalidade que tem a ver como que este povo pensam sobre o que é ser intercultural e o que é uma escola intercultural em uma aldeia multiétnica. Os conhecimentos tradicionais relacionados a pesca com o timbó abordam, por exemplo, as regras que envolvem o ritual, armazenamento dos peixes capturados, entre outros aspectos. Já os conhecimentos científicos estão relacionados ao efeito de paralisia dos peixes, provocados pelas substâncias liberadas pelo cipó ao ser batido na água. O estudo visa também discutir algumas mudanças no que se refere à cultura, os quais acontecerem no decorrer dos anos e que estão sendo rememorados atualmente pela comunidade, em especial pela escola Indígena Jula Paré, cujos ensinamentos buscam valorizar os conhecimentos locais e tradicionais do povo. Para tanto, recorreu-se à estudos teóricos e a campo, com uma abordagem qualitativa e caracterizada pela pesquisa participante, sendo realizado no 1º semestre do ano de 2021. Os dados foram coletados por meios de desenhos, entrevistas individuais com 22 pessoas entre estudantes, professores e lideranças de diversas aldeias do território. As fontes, em sua maioria constituídas por conhecimentos orais, contaram as experiências vivenciadas pelo povo quanto a prática da pesca.  As anotações dos dados foram feitas no caderno de campo e pelo celular (na maioria) devido à pandemia do COVID-19. Esses estudos contribuíram significativamente para o meu amadurecimento intelectual, além de possibilitar conhecimentos relacionados aos rituais presente na pescaria, as narrativas e memórias orais vivenciadas pelo meu povo e que ainda não tinham sido registradas, entre outros saberes. Essas práticas proporcionam o encontro entre os diferentes saberes que também faz parte da Interculturalidade. As exposições dos estudantes sobre essa pesca evidenciaram que os conhecimentos sobre o assunto não ficam distante da vida cotidiana de cada um, visto que faz parte do costume do povo. O presente trabalho será de suma importância para povo Balatiponé/Umutina, pois contribuirá como material de apoio pedagógico específico, diferenciado e intercultural nas escolas e para professores e estudantes indígenas no sentido da valorização, revitalização e ressignificação dos conhecimentos locais e tradicionais deste meu povo.

     


  • Mostrar Abstract
  • This work aims to register and disseminate through writing the traditional knowledge related to the traditional fishing of the Balatiponé/Umutina people, known as fishing with the timbó, whose knowledge addresses, for example, the rules that involve the ritual, storage of fish captured, etc. It is also wanted to register changes that have taken place over the years and how it is currently being organized by the community, especially by the Jula Paré Indigenous School, whose teachings seek to value the local and traditional knowledge of the people. In order to do so, bibliographic and field research studies were carried out with a qualitative approach that contemplated the stories and experiences by the interviewees. The sources also, for the most part, were oral knowledge, told and lived by the local people. Interviews and activities were carried out with some of the students of the school and also with some parents of students and leaders of the territory. Data registers were made in the field notebook and by cell phone (mostly) due to the COVID-19 pandemic. And, most importantly, it was approached from the point of view and perspective made by an indigenous teacher who works at the Jula Paré Indigenous Education school and belongs to the Balatiponé/Umutina people.

15
  • MICAEL TURI RONDON
  • HISTÓRIA EM QUADRINHOS NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA NA ESCOLA KOMOMOYEA KOVOÊRO – TERENA MT

  • Orientador : LUCIMAR LUISA FERREIRA
  • Data: 03/10/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa trata dos desafios dos professores da Escola Estadual Indígena Terena de Komomoye Kovoêro para ensinar a língua portuguesa aos alunos Terena e Mebêngôkre (Kayapó). Considerando o contexto multilíngue da Escola Estadual no qual são faladas três línguas (Terena, Kayapó e Português), foram desenvolvidas experiências de ensino de português, a partir da leitura e da produção de histórias em quadrinhos. O estudo teve como objetivo fomentar uma discussão/reflexão sobre recursos metodológicos que podem contribuir com o ensino da língua portuguesa para alunos Terara e Mebêngôkre (Kayapó). Esta proposta de pesquisa possui caráter qualitativo (MINAYO, 2001). As práticas pedagógicas aplicadas ocorreram através do recurso Sequência Didática (SCHNEUWLY; DOLZ, 2004). O recurso utilizado possibilitou interagir com as realidades desses povos indígenas em questão, pois foram através das histórias em quadrinhos que as ações pedagógicas foram desenvolvidas. As histórias em quadrinhos foram escolhidas em virtude desses gêneros textuais em quadrinhos permitirem práticas que abrangem diversas áreas de conhecimento e variadas faixas etárias de estudantes. Como instrumento de registro, além das atividades desenvolvidas em sala, foram usadas também anotações de diário de campo, observações, bem como relatos dos alunos e pessoas da comunidade após a conclusão da ação didática. A pesquisa está fundamentada teoricamente em autores tais como: BARBOSA; RAMOS; MARCUSCHI; TRAVAGLIA entre outros. O presente trabalho pode ser uma fonte de pesquisa sobre metodologia de ensino de línguas para os professores Terena MT e outros que se deparam com situações similares.


  • Mostrar Abstract
  • This research deals with the challenges faced by teachers at the Terena Indigenous State School of Komomoye Kovoêro to teach the Portuguese language to students Terena and Mebêngôkre (Kayapó). Considering the multilingual context of the State School in which three languages are spoken (Terena, Kayapó and Portuguese), Portuguese teaching experiences were developed, based on the reading and production of comics. This research proposal has a qualitative character (MINAYO, 2001). The pedagogical practices applied occurred through the Didactic Sequence resource (SCHNEUWLY; DOLZ, 2004). The resource used made it possible to interact with the realities of these indigenous peoples in question, as it was through the Comics that the actions were developed. The comics were chosen because these textual genres in comics allow pedagogical practices that cover different areas of knowledge and different age groups of students. As a recording instrument, the activities developed in the classroom, field diary notes, observations in the classroom, as well as reports from students and people from the community were collected after the completion of the didactic action. The work is theoretically based on authors such as: BARBOSA; BRANCHES; MARCUSCHI; TRAVAGLIA among others. The result of the present work makes it possible to be a methodological source for Terena MT teachers and in other realities that face the same situation in this vast field of cultural wealth.

16
  • EDIVALDO LOURIVAL MAMPUCHE
  • O CÉU DO POVO MANOKI E SEUS ENSINAMENTOS SOBRE A TERRA

     

     

  • Orientador : JOÃO SEVERINO FILHO
  • Data: 23/11/2022

  • Mostrar Resumo
  • Este trabalho trata-se de uma investigação sobre os marcadores de tempo Manoki e faz um registro etnográfico de histórias, aprendizados, observações, rituais e festas culturais para a compreensão do universo Manoki e sua localização do espaço. Por meio de estratégias de registro podem-se relacionar as concepções sobre tempo, espaço e ritual, percebendo como os Manoki através da observação do céu e da natureza se orientam e como consequência de aprendizados sobre as histórias ouvidas olham para o céu à noite e consegue fazer uma leitura de compreensão de tudo que precisa para viver no tempo e espaço. Esta análise leva a consideração da perspectiva nativa dos Manoki e as transformações em seu mundo e o papel que esses registros podem ter para esse povo. Este trabalho visa fortalecer os saberes e fazeres tradicionais e que estes consolidem entre os jovens para o fortalecimento da identidade do próprio povo. Através disso podemos trabalhar a as áreas do conhecimento nas diversas formas dos saberes reais, seja ela na observação das estrelas, do céu e o tempo de fazer as construções das casas e das roças. Existem além de marcadores de tempo os códigos de sinais aprendidos, esses são percebidos pelo canto de uma ave ou a lua ou sol com um arco íris ao seu redor, ou ainda um sol amarelado no final da tarde, esses códigos em muitas vezes para os Manoki são agouros, alguém pode ficar doente ou alguém do povo pode ir à morte.  


  • Mostrar Abstract
  • This work is an investigation of Manoki time markers and makes an ethnographic record of stories, learning, observations, rituals and cultural festivals for the understanding of the Manoki universe and its location in space. Through recording strategies, conceptions about time, space and ritual can be related, realizing how the Manoki, through observation of the sky and nature, orient themselves and, as a consequence of learning about the stories heard, look at the sky at night and manage to make an understanding reading of everything you need to live in time and space. This analysis takes into account the Manoki's native perspective and the transformations in their world and the role these records may have for this people. This work aims to strengthen traditional knowledge and practices and that these consolidate among young people to strengthen the identity of the people themselves. Through this we can work the areas of knowledge in the various forms of real knowledge, whether in the observation of the stars, the sky and the time to make the constructions of the houses and the gardens. In addition to time markers, there are learned signal codes, these are perceived by the song of a bird or the moon or sun with a rainbow around it, or even a yellowish sun in the late afternoon, these codes in many times for the Manoki are omens, someone could get sick or one of the people could die.

17
  • CAIMI WAIASSÉ XAVANTE
  •  

     

     

    A INFLUÊNCIA DA TECNOLOGIA AUDIOVISUAL NO JEITO DE FALAR  DAS GERAÇÕES XAVANTES MAIS JOVENS

  • Orientador : NEODIR PAULO TRAVESSINI
  • Data: 28/11/2022

  • Mostrar Resumo
  •  

    Esta pesquisa está sendo realizada na Terra Indígena Pimentel Barbosa, aldeia Ẽtênhiritipá, municípios de Canarana e Ribeirão Cascalheira-MT. O interesse pelo tema de pesquisa  surgiu quando comecei a observar a presença de termos da Língua Portuguesa na fala das pessoas da comunidade. O objetivo consiste em investigar e analisar os empréstimos das palavras da Língua Portuguesa para a língua Xavante, tendo como mote a influência da tecnologia audiovisual, a televisão e o celular, etc, no cotidiano das pessoas. Como base teórica, consultei os seguintes autores:  Carvalho (2009); Alves (1994) e Quintino (2012) que me possibilitaram explorar tais fenômenos sociais. Para a coleta de dados, apliquei um formulário bilíngue aos jovens da Escola Estadual Indígena de Educação Básica Samuel Sahutuwẽ, contendo questões sobre o uso de tecnologia. Também fiz anotações no caderno de campo durante as entrevistas com os anciões e com estudantes. As respostas dos participantes foram transformadas em dados que me permitiram conhecer sobre empréstimo de palavra da Língua Portuguesa; como as pessoas estão se comportando e pensando na aldeia. Também observei, nos seus cotidianos, principalmente, ouvindo as suas falas tanto nas aldeias, quanto nas cidades de Canarana e Água Boa, nos anos de 2020 a 2021. A partir da pesquisa, observei que essas tecnologias estão colocando em risco os nossos costumes ancestrais de dar nomes, na língua materna, aos objetos que vêm da sociedade ocidental. Os empréstimos de palavras da Língua Portuguesa vêm transformando rapidamente o jeito de falar do povo Xavante da aldeia Ẽtênhiritipa.


  • Mostrar Abstract
  • This research is being carried out in the Pimentel Barbosa Indigenous Land, Ẽtênhiritipá village, located in Canarana and Ribeirão Cascalheira-MT. The interest on this research topic arose when I began to observe the presence of Portuguese terms in the oral language of people in this community. The objective is to investigate and analyze the borrowings of words from the Portuguese language to the Xavante language, having as a motto the influence of audiovisual technology, television and cell phones, etc., in people's daily lives. As a theoretical basis, I consulted the following authors: Carvalho (2009); Alves (1994) and Quintino (2012) that allowed me to explore such social phenomena. For data collection, young people from the Samuel Sahutuwẽ Indigenous State School of Basic Education answered a bilingual form with questions about the use of technology. I also did field notes during interviews with elder people and students. The participants' answers were transformed into data that allowed me to learn about borrowing words from the Portuguese language; how people are behaving and thinking in the village. I also observed their routine interaction, mainly, listening to their speeches both in the villages and in the cities of Canarana and Água Boa, in 2020 and 2021. From the research, I observed that these technologies are putting our ancestral customs at risk, for instance, to give names to things, in our mother tongue. Instead, objects are being named according to the vocabulary of western society. Thus, the borrowings of words from the Portuguese language have been rapidly transforming the way of the Xavante people of Ẽtênhiritipa village speak.

18
  • MARIA SIRIA RUPE
  • ENSINO DA LÍNGUA CHIQUITANO E O REGISTRO DE GÊNEROS TEXTUAIS ORAIS

  • Orientador : LUCIMAR LUISA FERREIRA
  • Data: 12/12/2022

  • Mostrar Resumo
  • Esta pesquisa trata de ensino de língua Chiquitano e de gêneros textuais. O objetivo é desenvolver uma proposta de ensino da língua Chiquitano, fazendo o registro de gêneros textuais orais que estão na memória do povo. Para isso, a experiência de ensino de língua materna ancestral foi realizada com a utilização de sequências didáticas e a postagem em um blog, criado para este fim. Nessas sequências, foram trabalhados os cumprimentos, narrativas tradicionais e cantos com alunos do Ensino Médio da Escola Estadual Indígena Chiquitano. Nas sequências didáticas, houve a participação do ancião falante da língua materna ancestral tanto na gravação dos vídeos quanto em atividades práticas na sala de aula. Os vídeos, produzidos, gravados com o ancião e os alunos na sala de aula, foram editados e postados no blog Língua Chiquitano, possibilitando o acesso da comunidade e outras pessoas interessadas no assunto. O que se espera deste trabalho é que o registro dos gêneros textuais orais possa proporcionar o fortalecimento das práticas orais da língua indígena Chiquitano.


  • Mostrar Abstract
  • This research deals with teaching the Chiquitano language and textual genres. The objective is to develop a proposal for teaching the Chiquitano language, recording oral textual genres which are in the memory of the people. For this, the ancestral mother tongue teaching experience was carried out with the use of didactic sequences and the post on a blog, created for this purpose. In these sequences, greetings, traditional narratives and songs were worked with high school students from the Chiquitano Indigenous State School. In the didactic sequences, there was the participation of the elderly speaker of the ancestral mother tongue both in the recording of the videos and in practical activities in the classroom. The videos, produced and recorded with the elder and the students in the classroom, were edited and posted on the Lingua Chiquitano blog, providing access to the community and other people interested in the subject. What is expected from this work is that the recording of oral textual genres can provide the strengthening of oral practices of the Chiquitano indigenous language.

     

19
  • WARAXOWO'I MAURICIO TAPIRAPÉ
  • Ensino de palavras masculinas e femininas na língua Apyãwa: resistência cultural e linguística

  • Orientador : REJANE CENTURION GAMBARRA E GOMES
  • Data: 15/12/2022

  • Mostrar Resumo
  • O propósito deste trabalho é apresentar a importância de uso das palavras masculinas e femininas para manutenção das epistemologias linguísticas Apyãwa, como símbolo da resistência cultural e linguística da comunidade, no que diz respeito aos saberes e sobre organização social, cantos, comunicação, festas tradicionais, rituais e conexão com o mundo sobrenatural, segundo explicação cosmológica Apyãwa. Pretende, pois, investigar as metodologias utilizadas pelos professores Apyãwa para os estudantes de série diferenciada, para criar um caminho que atenda à demanda de inclusão do ensino das palavras masculinas e palavras femininas na Escola Indígena Estadual “Tapi’itãwa”, e assim recuperar o fortalecimento e valorização da identidade própria do saber, e do povo Apyãwa, no contexto de uso de língua materna. Como dizem os sábios (as) da comunidade, na concentração dos nossos saberes, está o conhecimento que partilhamos e vivenciamos, de modo especial, durante todos os períodos da nossa vivência em uma relação com os nossos saberes milenares. A comunicação entre os Apyãwa gira em torno da movimentação dos saberes, que ocorre por meio de sinais e manifestações simbólicas, interpretados por nós como linguagens cósmicas. São linguagens que, de certo modo, garantem a identidade própria dos sexos masculino e feminino, com o ser Apyãwa. Este trabalho traz, portanto, um conjunto de reflexões sobre o uso da palavra masculina e feminina, sobre os conhecimentos linguísticos, interpretados a partir do fluxo do discurso social Apyãwa, que expressa conhecimentos produzidos mediante diferentes modos de viver. Foram realizadas entrevistas com sábios (as), com alguns professores das aldeias Apyãwa, além da participação em algumas oficinas e seminários, também em atividades culturais na aldeia, atividades escolares, participação das conversas noturnas na Takãra, onde são abordados assuntos e problemas relacionados ao povo e seus conhecimentos como Apyãwa. Foi feita uma documentação de palavras masculinas e femininas da língua materna Apyãwa “Tapirapé”, que são ensinadas pelos pais, e dentro da família, a qual será disponibilizada para uso exclusivo da escola da comunidade, como o produto pedagógico de ensino, voltado ao fortalecimento das palavras distintas Apyãwa. O referido produto traz ilustrações feitas pelos alunos, com diversas situações de uso envolvendo pessoas dos sexos masculino e feminino.  


  • Mostrar Abstract
  • The purpose of this work is to present the importance of using masculine and feminine words to maintain Apyãwa linguistic epistemologies, as a symbol of the cultural and linguistic resistance of the community, with regard to knowledge and about social organization, songs, communication, traditional festivals, rituals and connection with the supernatural world, according to Apyãwa cosmological explanation. As the sages of the community say, in the concentration of our knowledge, there is the knowledge that we share and experience, in a special way, during all the periods of our experience in a relationship with our millenary knowledge. Communication among the Apyãwa revolves around the movement of knowledge, which occurs through signs and symbolic manifestations, interpreted by us as cosmic languages. These are languages that, in a way, guarantee the identity of the male and female sexes, with the Apyãwa being. This work therefore brings a set of reflections on the use of the masculine and feminine word, on linguistic knowledge, interpreted from the flow of the Apyãwa social discourse, which expresses knowledge produced from different ways of living. Interviews were carried out with wise men, with some teachers from the Apyãwa villages, in addition to participating in some workshops and seminars, also in cultural activities in the village, school activities, participation in night conversations at Takãra, where subjects and problems related to the people and their knowledge as Apyãwa. A documentation of masculine and feminine words of the Apyãwa mother tongue "Tapirapé" will be made, which are taught by parents, and within the family, which will be made available for the exclusive use of the community school, as the pedagogical teaching product, aimed at strengthening of the masculine and feminine words Apyãwa. This research intends, therefore, to investigate the methodologies used or approached by the Apyãwa teachers for the students of different grades, to create a path that meets the demand of inclusion of the teaching of masculine words and feminine words in the State Indigenous School "Tapi'itãwa", and thus recover the strengthening and valorization of the own identity of knowledge, and of the Apyãwa people, in the context of the use of the mother tongue.

     

SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2024 - UNEMAT - sig-application-03.applications.sig.oraclevcn.com.srv3inst1