Banca de QUALIFICAÇÃO: DOUGLAS DA COSTA SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DOUGLAS DA COSTA SANTOS
DATA : 28/05/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Nova Xavantina/Remotamente
TÍTULO:

Flutuações Sazonais e Variação Espaço-Temporal da Comunidade de Trichoptera em Córrego Intermitente


PALAVRAS-CHAVES:

Sazonalidade, Transição Cerrado-Amazônia, Intermitência, Condições ambientais, Mudanças climáticas. 

 


PÁGINAS: 25
RESUMO:

As variações nas condições ambientais ao longo do espaço e tempo podem afetar a estrutura da comunidade de Trichopteros. Dessa maneira, estudos que visam verificar as flutuações sazonais e a variação espaço-temporal, são capazes de indicar mudanças que ocorrem no ambiente devido as variações que essa comunidade apresenta, principalmente frente o atual quadro das mudanças climáticas em curso. O objetivo do nosso trabalho foi de avaliar o efeito de variações temporais/sazonais e limnológicas sobre comunidade imatura de Trichoptera ao longo de gradiente longitudinal. Com a hipótese de que tanto a estrutura da comunidade quanto as variáveis limnológicas são afetadas pelas variações ambientais. Este estudo foi realizado no córrego Bacaba, localizado no município de Nova xavantina-MT, em uma área de transição entre Cerrado e Floresta Amazônica. As coletas foram realizadas durante o período de cinco anos (2011 a 2016), com coletas trimestrais na seca e chuva. Coletamos em três porções do contínuo do córrego (nascente, intermediária e foz). Para isso foi estabelecido uma transecção linear de 100m subdividido em 20 segmentos de 5m, onde foi passado um coador de 18cm de diâmetro coletando amostras de substrato das margens. A comunidade de Trichoptera foi afetada tanto pelas variações longitudinais (Nascente, Intermediário e Foz), temporais (2011 a 2016) quanto pela sazonalidade (Seca e Chuva). A abundância se mostrou diferente entre todos os pontos de coleta bem como entres os períodos de seca e chuva. A riqueza apresentou diferença entre a nascente e foz, sendo também diferente entre as estações. A composição também foi diferente entre os anos, sendo o ano de 2016 o menos rico e abundante. De maneira geral o ponto com menor riqueza e abundância foi registrado no ponto da foz, durante todos os anos amostrados e estações, indicando que a comunidade foi afetada pela degradação ambiental presente nesse ponto. A estrutura da comunidade foi afetada pela sazonalidade, sendo o período da seca o mais rico e abundante, indicando que a composição de Trichoptera é afetada pela homogeneização do ambiente devido o carreamento de substrato causado pelas mudanças sazonais. Tanto a riqueza quanto abundância apresentaram relação positiva com Oxigênio Dissolvido e negativa com Amônia. Dessa maneira, nossos resultados indicam que a comunidade imatura de Trichoptera é afetada pelas variações longitudinais, temporais e sazonais que podem ser acentuadas devido as alterações ambientais que afetam os ambientes aquáticos, fornecendo informações para a elaboração de políticas efetivas de conservação dos ambientes aquáticos da área de Transição Cerrado-Amazônia.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 114819007 - RICARDO KEICHI UMETSU
Externo ao Programa - 295695001 - FABIANO CORRÊA
Externo à Instituição - NUBIA FRANÇA DA SILVA GIEHL - UFMG
Notícia cadastrada em: 14/05/2020 10:38
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-03.applications.sig.oraclevcn.com.srv3inst1