Banca de DEFESA: JOSIENE NAVES CARRIJO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOSIENE NAVES CARRIJO
DATA : 22/04/2020
HORA: 14:00
LOCAL: UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO
TÍTULO:

Atributos Funcionais como Indicadores de Estartégias Ecológicas de Plantas Lenhosas de Formações Savânicas do Cerrado


PALAVRAS-CHAVES:

ajuste funcional, determinantes ambientais, estratégias adaptativas, espécies lenhosas, relação solo-planta


PÁGINAS: 48
RESUMO:

O funcionamento das comunidades vegetais em distintos habitats depende tanto do ambiente, atuando como filtro ambiental, quanto dos ajustes funcionais das distintas espécies às condições ambientais. Há grandes lacunas no conhecimento quanto aos ajustes funcionais da vegetação em nível de comunidade e específico. Por isso, determinamos aqui os atributos funcionais de plantas lenhosas de dois ambientes savânicos do Bioma Cerrado ocorrendo sobre distintos substratos: 1. Cerrado Aluvial (CA); 2. Cerrado Típico (CT). Hipostetizamos que os atributos funcionais da comunidade e das espécies diferem entre os dois ambientes, uma vez que os substratos desses ambientes diferem quanto à disponibilidade de água e nutrientes para as plantas. Nós amostramos seis atributos (LA, LT, SLA, SSD, Btrel e HTOT) de 101 espécies comuns ou exclusivas de cada ambiente. As plantas de Cerrado Aluvial possuem área foliar e espessura da casca menores, maior área foliar específica e densidade da madeira e menos espessura relativa da casca e altura máxima total. As espécies comuns a ambos os ambientes possuem elevada plasticidade fenotípica dos atributos. Dessa forma concluímos que: 1. As folhas menos espessas, com maior área foliar específica no Cerrado Aluvial, representam estratégia aquisitivas de recurso, permitindo a maximização da taxa fotossintética; 2. Plantas menores e com maior densidade possuem ajustes funcionais em reposta a menor disponibilidade de água; 3. Cascas mais grossas tornam as espécies arbustivas do Cerrado Típico mais resistentes às queimadas. Desse modo, a estruturação das comunidades lenhosas dos dois ambientes depende do ajuste funcional das plantas à disponibilidade hídrica e intensidade das queimadas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 996.005.011-49 - DIVINO VICENTE SILVÉRIO - UnB
Interno - 132029001 - EDDIE LENZA DE OLIVEIRA
Externo ao Programa - 295695001 - FABIANO CORRÊA
Externo à Instituição - MARINA CORRÊA SCALON - UFPR
Externo à Instituição - MARCO TÚLIO RODRIGUES FURTADO - IPAM
Notícia cadastrada em: 04/03/2020 16:58
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-01.applications.sig.oraclevcn.com.srv1inst1