Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCIMEIRE FERNANDES FERREIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FRANCIMEIRE FERNANDES FERREIRA
DATA : 30/04/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Sala virtual - convite será feito oportunamente ao membros via Google Meet
TÍTULO:

MORCEGOS FITÓFAGOS E RECURSOS ALIMENTARES: A RESPOSTA AO DESFLORESTAMENTO EM ESCALA DE
PAISAGEM ENTRE AMAZÔNIA-ECÓTONO-CERRADO


PALAVRAS-CHAVES:

diversidade, ecótono, interação, impactos, paisagem.


PÁGINAS: 75
RESUMO:

A compreensão dos padrões dos ciclos ecossistêmicos é fundamental para ecologia, uma vez
que boa parte dos ambientes naturais estão sendo fragmentados por fortes impactos no uso
inadequado da terra, como ocorre na extensa região ecotonal entre os biomas da Amazônia e
Cerrado. Quirópteros possuem alta diversidade nesses biomas e têm importante papel
ecológico, como os morcegos fítófagos que se alimentam de parte de plantas, garantindo a
polinização e dispersão de uma gama de espécies vegetais. Nossa pesquisa visa compreender
essa interação morcego-planta em uma escala geográfica entre Amazônia-Ecótono-Cerrado,
de forma a avaliar a diversidade vegetal associada aos morcegos, bem como as respostas à
fragmentação com base nos recursos vegetais, além da importância dos morcegos fitófagos na
germinação dessas espécies vegetais. Capturamos morcegos fitófagos em 24 remanescentes
florestais conectados e isolados e distribuídos no bioma Amazônico (n=8), Ecótono (n=8) e
Cerrado (n=8). Os morcegos foram capturados com redes de neblina e as fezes coletadas
foram triadas em laboratório e submetidas a experimentos de germinação. Análises
estatísticas foram realizadas para verificar as diferenças na distribuição das espécies vegetais
entre os biomas, bem como, para analisar os efeitos das características dos ambientes sobre a
distribuição das espécies vegetais encontradas nas fezes dos morcegos. Para verificar os
efeitos dos impactos do uso da terra sobre a distribuição de espécies vegetais encontradas nas
fezes de morcegos, verificaremos os impactos do desflorestamento sobre os recursos vegetais,
por meio de extração de métricas em conjunto com análises multivariadas. Para verificação do
papel dos morcegos fitófagos sobre o processo de dispersão de sementes, vamos concluir os
testes de germinação das sementes em diferentes tipos de tratamentos, com a construção de
um protocolo viável para estudos escatalógicos. A pesquisa já revela mais de 70 morfotipos
vegetais dispersas pelos morcegos fitófagos, e os resultados preliminares da germinação são
positivos. Isso denota a importância dos morcegos fitófagos no processo de regeneração
florestal em uma extensa região neotropical.



MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 888.812.616-34 - FREDERICO AUGUSTO GUIMARÃES GUILHERME - UFU
Interno - 996.005.011-49 - DIVINO VICENTE SILVÉRIO - UnB
Interno - 132029001 - EDDIE LENZA DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - CHRISTIANO PERES COELHO - UFJ
Notícia cadastrada em: 27/04/2021 10:58
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-01.applications.sig.oraclevcn.com.srv1inst1