Banca de QUALIFICAÇÃO: ROSANGELA GAMA STRUTZ

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ROSANGELA GAMA STRUTZ
DATA : 30/06/2020
HORA: 09:30
LOCAL: Universidade Federal de Mato Grosso/Campus Universitário do Araguaia- Pontal do Araguaia
TÍTULO:

Estrutura da comunidade zooplanctônica de riachos e veredas em regiões do Cerrado, Médio Araguaia, Brasil


PALAVRAS-CHAVES:

estrutura de comunidades, invertebrados, Cladocera, Rotifera, Copepoda.


PÁGINAS: 53
RESUMO:

Riachos e veredas são dois ecossistemas aquáticos que estão associados a duas importantes fitofisionomia do Bioma Cerrado brasileiro – as matas de galeria e as Veredas. Objetivo desse estudo foi preencher lacunas sobre o conhecimento das comunidades zooplanctônicas distribuídas nesses ecossistemas e comparar esses ecossistemas com relação à riqueza, densidade, diversidade, composição de táxons. Além disso, foi realizado um teste da influência das variáveis ambientais sobre a estrutura dessas comunidades. Foram utilizados dados coletados entre os anos de 2016 e 2017 de 25 riachos e 16 veredas na bacia do Médio rio Araguaia. A riqueza total observada em riachos foi de 75 táxons, sendo 52 táxons de Rotifera, 17 táxons de Cladocera e três ordens de Copepoda (Calanoida, Cyclopoida e Harpacticoida). Em veredas a riqueza total observada foi de 53 táxons, sendo 39 táxons de Rotifera, nove táxons de Cladocera e duas ordens de Copepoda (Cyclopoida e Harpaticoida). Os riachos e as veredas são similares com relação às variáveis ambientais, ambos ecossistemas apresentam águas ácidas e baixa condutividade. No entanto, a estrutura da comunidade zooplanctônica apresentou diferença com relação à riqueza, densidade, diversidade e composição de táxons. Em média os riachos possuem maior riqueza e densidade de táxons do que as veredas. As variáveis ambientais deste estudo não explicam a riqueza total e a densidade total de táxons zooplanctônicos nos riachos e nas veredas. Contudo, a variável temperatura foi uma variável importante para a composição dos táxons em veredas, apesar disso os táxons correlacionados com os valores de temperatura são táxons de ocorrência comuns em outros ecossistemas e em diferentes temperaturas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 068.877.126-28 - DILERMANDO PEREIRA LIMA JUNIOR - UEM
Externo à Instituição - LUCIANO BENEDITO DE LIMA - UFG
Externo à Instituição - DANIRA LETÍCIA PADILHA - UFMT
Notícia cadastrada em: 15/07/2020 09:24
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-01.applications.sig.oraclevcn.com.srv1inst1