Banca de DEFESA: RODRIGO SILVA BENSI

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RODRIGO SILVA BENSI
DATA : 25/06/2020
HORA: 14:00
LOCAL: Nova Xavantina
TÍTULO:

PRODUÇÃO DE FRUTOS EM FLORESTAS INTACTAS E DEGRADADAS PELO FOGO NO SUL DA AMAZÔNIA


PALAVRAS-CHAVES:

amazônia, fogo, florestas de transição, frutificação, regeneração.


PÁGINAS: 33
RESUMO:

O fogo é um dos principais vetores de degradação florestal nos trópicos. A fragmentação de florestas tende a aumentar a vulnerabilidade de florestas ao fogo, podendo maximizar tal degradação. As florestas localizadas entre a Amazônia e o Cerrado são altamente vulneráveis à sinergia desses processos de degradação, visto que nessa região as taxas de desmatamento são altas e os incêndios florestais são comuns durante os períodos de seca. Aqui avaliamos os efeitos de incêndios florestais experimentais sobre a produção de frutos e sementes de 81 espécies arbóreas em uma floresta transição entre a Amazônia e o Cerrado. A área experimental compreende três parcelas (50 ha) de florestas primárias: uma Controle e duas parcelas queimadas anual (B1yr) e trienalmente (B3yr) entre 2004 e 2010, com exceção de 2008. Avaliamos também a recuperação da produção de frutos e sementes entre 2010 e 2018. Os resultados do estudo mostraram que não houve reduções substanciais na produção de frutos e sementes nas parcelas queimadas, mas observou-se uma redução no número de espécies produzindo frutos. Além disso, houve uma substancial mudança na abundância de espécies produzindo frutos e sementes nas parcelas queimadas em relação à parcela Controle. As maiores diferenças em diversidade na queda de frutos foram observadas na borda da floresta e após as queimadas de 2010, onde e quando os efeitos do fogo sobre a vegetação foram mais severos. Mesmo após oito anos após a passagem do fogo, a composição diferiu entre as parcelas queimadas e o Controle. Esses resultados indicam que em florestas transicionais da Amazônia, o fogo pode ter efeito importante sobre a dinâmica das florestas e sobre a disponibilidade de recursos para a fauna, podendo alterar substancialmente a produção de frutos e sementes.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 220.974.038-08 - PAULO MONTEIRO BRANDO - NENHUMA
Interno - 996.005.011-49 - DIVINO VICENTE SILVÉRIO - UnB
Externo à Instituição - LUCAS PAOLUCCI - UFV
Notícia cadastrada em: 18/06/2020 05:58
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-03.applications.sig.oraclevcn.com.srv3inst1