Apresentação

O curso de Bacharelado em Ciência da Computação teve sua origem a partir do curso de  Licenciatura em Computação, sendo este implantado em 2001 com base no projeto aprovado pela Resolução  063/2001 – CONEPE, e a criação autorizada pela Resolução 018/2001 – CONSUNI/UNEMAT. O curso está  sediado no Câmpus Universitário de Alto Araguaia e iniciou a sua oferta no período matutino e com entrada anual, mas em virtude da demanda social, posteriormente, em 2005, teve a entrada semestral e, a partir de  2006, a oferta passou a ser no período noturno. 

Em 2005, o curso deixou de ser oferecido anualmente e passou a ser oferecido semestralmente,  mantendo-se o período matutino; neste mesmo ano foi publicado o primeiro artigo científico em evento  nacional, divulgando resultados de pesquisas realizadas no Departamento de Computação de Alto Araguaia. 

A partir de 2006 o curso passou a ser oferecido no período noturno. Nesse mesmo ano houve o  concurso público para docentes da UNEMAT e o Departamento de Computação foi contemplado com um  quadro de docentes com estabilidade profissional e alguns com titulação em nível de mestrado. Dessa forma, o  desenvolvimento de atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D) do Departamento foi impulsionado. 

Ainda em 2006, foi criado o primeiro grupo de pesquisas vinculado ao Departamento de Computação,  o Laboratório de Modelagem e Simulação Computacional de Alto Desempenho (LAMSCAD/DGP/CNPQ), o  qual congregou vários docentes em linhas de pesquisa afins. 

Em 2007, foi aprovado e oferecido o primeiro curso de Especialização em Computação que atendeu  vários egressos do curso de Licenciatura em Computação, além de professores da microrregião. Nesse mesmo  ano, motivados pelo sucesso do curso de pós-graduação lato sensu e pela colaboração estabelecida com  docentes dos Departamentos de Letras e Comunicação Social, foi criado o grupo de pesquisa multidisciplinar  chamado Grupo de Estudos sobre Novas Tecnologias Educacionais (GENTE). 

O primeiro projeto de pesquisa vinculado ao Departamento de Computação aconteceu a partir de  uma colaboração com o Departamento de Letras visto que, naquela época, o Departamento de Computação  não contava com professores efetivos - o referido projeto foi institucionalizado pela UNEMAT em 2005 e foi  concluído em 2008, após prorrogação homologada pela FACIEX e PRPPG. A prorrogação ocorreu devido a  quebra de contrato temporário do professor coordenador, ocorrendo a substituição do coordenador por  professor efetivo após a realização do concurso público de 2006. O projeto intitulava-se Linguagem: Educação  Matemática e Novas Tecnologias e foi financiado via FIDIPEX/UNEMAT. Posteriormente, esse projeto foi  vinculado ao Grupo de pesquisas GENTE, devido à natureza das pesquisas. 

Em 2008, o departamento já contava com outro projeto de pesquisa aprovado pela Fundação de  Amparo a Pesquisas do Estado de Mato Grosso (FAPEMAT). Esse projeto inaugurou a institucionalização de  projetos de pesquisas com financiamento externo vinculados ao Departamento de Computação, o projeto foi  intitulado Laboratório para Experimentos Virtuais em Engenharia (LExVE), e devido ao seu caráter voltado a  Aplicações da Computação em Engenharia, foi vinculado ao grupo de pesquisa LAMSCAD. 

A aprovação desse projeto possibilitou a realização de pesquisas da área de Ciência da Computação  e viabilizou a aquisição de equipamentos para pesquisa, bem como as primeiras bolsas de iniciação científica  na área de Ciência da Computação com financiamento externo. 

Nesse mesmo ano, outro projeto de pesquisa com financiamento externo foi aprovado pela  FAPEMAT, desta vez, vinculado ao grupo GENTE e envolvendo pesquisadores do Departamento de  Computação e Letras. Em 2009, surgiu outro projeto em colaboração entre os departamentos de Computação  e Letras aprovado pela FAPEMAT, também com financiamento externo e vinculado ao grupo GENTE. 

O sinergismo que envolveu o corpo docente impulsionou o engajamento de vários docentes nas  linhas de pesquisa dos grupos GENTE e LAMSCAD. Por meio de seminários de grupo e estudos dirigidos,  vários professores engajaram-se formando pequenos núcleos de cooperação, o que resultou nas primeiras  publicações científicas de pesquisas e que sinalizavam a consolidação das pesquisas institucionais  desenvolvidas no Departamento de Computação. Entre os anos de 2007 e 2010, de acordo com os dados do  Diretório de Grupos de Pesquisa no Brasil (DGP) do CNPQ relativos aos grupos GENTE e LAMSCAD e,  excetuando-se a produção de pesquisadores colaboradores externos, as produções bibliográficas dos  pesquisadores locais integrantes desses dois grupos de pesquisa somaram mais de 40 produções  bibliográficas.

O projeto de pesquisa LExVE estabeleceu condições favoráveis para a manutenção da colaboração  em pesquisa e desenvolvimento envolvendo instituições renomadas, como o Departamento de Computação da  UNESP em São José do Rio Preto/SP e o Instituto de Estudos Avançados (IEAv) do CTA em São José dos  Campos/SP. Esse contexto impulsionou diversos professores a engajarem-se em programas de mestrado  nessas instituições, favorecendo assim, a cooperação em formação/qualificação de recursos humanos entre os  grupos. 

Em 2010 foi criado um segundo evento denominado Workshop de Computação, o qual teve o  seguinte tema em sua primeira edição: Computação e Sociedade, com o objetivo de criar um espaço para a  divulgação e discussão dos projetos de ensino, pesquisa e extensão articulados por professores do  Departamento de Computação e seus colaboradores. Foi neste mesmo ano que o curso teve o reconhecimento  renovado pelo Conselho Estadual de Educação CEE/MT por mais cinco anos. 

Em 2012, outro projeto de pesquisa foi aprovado pela FAPEMAT por professores do Departamento  de Computação vinculado ao grupo LAMSCAD, abordando Métricas em Engenharia de Software, incluindo também a alocação de bolsas de iniciação científica. Os grupos de pesquisa contam com um histórico de  vários projetos de pesquisa financiados pela FAPEMAT, compondo indicadores consistentes do processo de  consolidação das pesquisas desenvolvidas pelos grupos (GENTE e LAMSCAD) vinculados ao Departamento  de Computação. Essas pesquisas têm sido veiculadas em eventos nacionais e internacionais, livros, bem  como em revistas nacionais e internacionais qualificadas pela CAPES, como pode ser observada no rol de  produções bibliográficas dos docentes na plataforma de currículo Lattes.  

Ainda no ano de 2012 o projeto PIBID-Informática é iniciado com a participação de 22 bolsistas de  Iniciação à Docência (ID) e dois professores da Educação Básica. O PIBID-Informática contribuiu para que os  alunos fossem preparados para a docência ao longo do curso de licenciatura, e não somente no momento do  estágio. Contribuiu ainda para a integração entre universidade e escolas, ou melhor, para a integração entre  teoria e prática, forma e conteúdo. Um dos principais diferenciais do projeto foi o planejamento e a inserção de  modo pedagógico dos recursos digitais, em especial, recursos do Linux Educacional em sala de aula. O projeto  teve sua renovação no ano de 2014 para ser executado por mais 4 (quatro) anos. No ano de 2015 as  supervisoras (duas professoras da Educação Básica) e os IDs (alunos da UNEMAT) tiveram 4 (quatro)  trabalhos aprovados no XII Congresso Nacional de Educação realizado em Curitiba pela PUC-PR. 

Em 2013 foi criado o terceiro grupo de pesquisa vinculado ao Departamento de Computação, o  Processamento de Imagem, Visão Computacional e Aplicações Interativas (PIXEL/DGP/CNPQ), que conta com  docentes brasileiros e estrangeiros em linhas de pesquisa afins e mantém colaboração com docente da  Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto em Portugal. 

É importante mencionar que nesses últimos anos foram formados muitos alunos e convém destacar o  sucesso de alguns deles. Pode-se destacar que, dentre nossos egressos, alguns deles atuam como docentes  efetivos na Universidade do Estado de Goiás (UEG), no Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), e na  UNEMAT, além de outros que atuam em cargos de destaque no setor público e privado, como exemplo,  analistas de sistemas na Secretaria de Administração do Estado (SAD), UNEMAT, HP do Brasil e Petrobrás.  Em particular, destacamos também a inserção de três de nossos egressos em programas de mestrado, no  Instituto de Tecnologia Aeronáutica (ITA) em São José dos Campos/SP e na Universidade Federal de Goiás  em Goiânia/GO, além de um egresso no programa de doutoramento na Universidade Federal de Pernambuco. 

Além da formação de alunos, vale destacar também a efetivação de docentes do curso a partir do  segundo semestre de 2006, que a partir de 2014, passou a totalizar mais de 90% do seu corpo docente  composto com profissionais do quadro efetivo. Com a efetivação e a qualificação dos docentes, atualmente o  Departamento de Computação conta com 03 doutores e 10 mestres. 

A partir do primeiro semestre de 2014, foi extinto o Curso de Licenciatura Plena em  Computação do Campus Universitário de Alto Araguaia e criado o Curso de Bacharelado em Ciência da  Computação do Campus Universitário de Alto Araguaia da Universidade do Estado de Mato Grosso –UNEMAT. 

No ano de 2014, no período de 24 a 28 de novembro, aconteceu a primeira Semana de Computação  (SECOMP) com o tema: “Computação Científica”. A I SECOMP teve como objetivo promover a atualização  tecnológica e científica dos acadêmicos dos cursos de Ciência da Computação e Licenciatura em Computação  do Campus Universitário de Alto Araguaia, bem como divulgar os cursos nos municípios vizinhos (Mineiros-GO,  Santa Rita do Araguaia-GO, Alto Taquari-MT, Alto Garças-MT, Araguainha-MT e Portelância-GO). O evento  teve como diferencial uma programação específica para alunos do Ensino Médio das escolas da Educação  Básica dos municípios de Alto Araguaia-MT e Santa Rita-GO. Este novo formato substituiu a antiga Semana de  Licenciatura em Computação (SELCOMP). Desde 2014 o evento é realizado ininterruptamente no segundo  semestre de cada ano letivo. 

Os indicadores até aqui apresentados sugerem que os docentes do Departamento de Computação  de Alto Araguaia vêm cumprindo sua missão com excelência, demonstrando competência para formar bons  profissionais em nível superior na área de Computação, aptos a serem inseridos no mercado de trabalho, em  setores competitivos do cenário nacional, em cargos de ampla concorrência tradicionalmente ocupados por  Cientistas da Computação e Analistas de Sistemas. Pode-se conjecturar que esses fatores sugerem que uma  sólida formação na área de Computação foi propiciada pelo curso de graduação (Licenciatura em  Computação), ministrado pelos professores do Departamento de Computação.  

A descrição do presente histórico de atuação revela que nesses últimos anos o departamento de  computação amadureceu sua atuação em ensino, pesquisa e desenvolvimento, demonstrando habilidades  relevantes para a produção de conhecimento em Ciência da Computação e Aplicações, bem como para  formação de recursos humanos. A demanda por acadêmicos que origina dessas intensas atividades de  pesquisa e desenvolvimento, despertou o interesse no corpo docente por discentes com uma formação mais  sólida em Ciência da Computação para melhor contribuírem nas atividades de pesquisa e desenvolvimento  conduzidas pelos professores do Departamento e suas colaborações. Por fim, a aquisição de equipamentos e adequação de salas, do Centro de Pesquisas de Alto Araguaia (CEPAIA) potencializará as realizações em  pesquisa e desenvolvimento que já vem ocorrendo. 

No ano de 2016, considerando o interesse do Governo Municipal de Rondonópolis-MT em atender a  demanda de profissionais graduados em Ciência da Computação nesse município, iniciaram-se as tratativas  entre a Coordenação do Curso de Ciência da Computação, a Diretoria do Campus Universitário de Alto  Araguaia, e o referido governo municipal para a oferta do curso de Bacharelado em Ciência da Computação na  modalidade diferenciada. 

Assim, por meio do Conselho Universitário – CONSUNI da UNEMAT (RESOLUÇÃO Nº 033/2017 –CONSUNI) criou-se o Núcleo Pedagógico de Rondonópolis vinculado ao Câmpus Universitário de Alto  Araguaia. Em decorrência disso, o Curso de Ciência da Computação do Câmpus Universitário de Alto  Araguaia ofertará as suas oitenta vagas anuais dividindo-as com o Núcleo Pedagógico de Rondonópolis por  um período determinado, a saber: (i) quatro turmas, com entrada anual para 40 vagas, no Núcleo Pedagógico  de Rondonópolis, a partir do semestre letivo 2017/2, decisão acordada por meio do Convênio de Colaboração  Educacional nº 24/2017, entrada por meio de vestibular próprio da Unemat; (ii) três turmas, com entrada anual  para 40 vagas, no Câmpus Universitário de Alto Araguaia, a partir do semestre 2018/1, por meio do Sistema de  Seleção Unificada.

Coordenação do Programa: ADRIANA DE OLIVEIRA DIAS

Telefone/Ramal:

E-mail: Nenhum conteúdo disponível até o momento

Título do Profissional: BACHAREL EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Área de Conhecimento CNPQ: Ciências Exatas e da Terra Convênio Acadêmico : CONTÍNUA Modalidade de Curso: Presencial
Calendário Fique por dentro dos eventos relacionados ao nosso Calendário Acadêmico.
  • 15/01/2024 - 22/01/2024 · Matrícula para o período 2024.1.
  • 26/02/2024 · Início do período letivo 2024.1.
  • 09/07/2024 - 15/07/2024 · Matrícula para o período 2024.2.
Notícias Veja abaixo as noticias referentes ao nosso Curso.
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2024 - UNEMAT - sig-application-02.applications.sig.oraclevcn.com.srv2inst1