Banca de DEFESA: DANIEL VASCONCELOS DE ARRUDA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DANIEL VASCONCELOS DE ARRUDA
DATA : 11/11/2021
HORA: 09:00
LOCAL: Google Meet
TÍTULO:

A IMPLEMENTAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA JOVENS E ADULTOS NA EDUCAÇÃO DO CAMPO: O PROTAGONISMO DOS SUJEITOS DO CAMPO AO LONGO DA HISTÓRIA NACIONAL A PARTIR DE UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 


PALAVRAS-CHAVES:

Educação do Campo - Políticas Públicas – Educação para Jovens e Adultos.


PÁGINAS: 214
RESUMO:

Esta pesquisa é resultado do processo de formação vivenciado no Programa de Pós-Graduação em Educação – PPGEdu – UNEMAT, durante os anos de 2019 a 2021, insere-se na Linha de Pesquisa, “Educação e Diversidade”, intitula-se, “A implementação de políticas públicas para jovens e adultos na educação do campo: o protagonismo dos sujeitos do campo ao longo da história nacional, a partir de uma revisão bibliográfica”, e busca responder a seguinte questão problema: O que revelam os referenciais teóricos e os documentos legais, voltados à implementação das políticas públicas para jovens e adultos, na educação do campo ao longo da história nacional e qual o papel dos sujeitos do campo na construção destas políticas? Tem como objetivo geral, compreender a implementação das Políticas Públicas para a Educação de Jovens e Adultos no contexto da educação do campo e o papel dos sujeitos do campo na construção destas políticas ao longo da história nacional. O trabalho em si apresenta reflexões sobre as políticas públicas de Educação do Campo, a partir de seu contexto histórico indicando o processo evolutivo da Educação de Jovens e Adultos (EJA), ao mesmo tempo em que problematiza as ações governamentais direcionadas aos sujeitos e as escolas do campo. A pesquisa caracteriza-se como bibliográfica e documental e foram adotados como instrumentos de coleta de dados, teses, dissertações, artigos, e documentos legais, gerais e específicos para a educação brasileira, a EJA e a Educação do Campo. O estudo reforça a importância da EJA, e da Educação do Campo e de seus sujeitos como agentes de mudança. Indica uma evolução, ao considerar a construção de políticas específicas para a educação do campo, e para Educação de Jovens e Adultos (EJA), nos últimos anos, que têm sido alvo de muitas ações e programas governamentais. Evidenciou a importância das lutas e das reinvindicações dos sujeitos que vivem e resistem no campo, e das mobilizações dos movimentos sociais, nestas conquistas, pois são resultados do protagonismo desses sujeitos e dos movimentos na construção das políticas públicas, voltadas tanto para a EJA, quanto para a educação do campo. 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 82415001 - LORIEGE PESSOA BITENCOURT
Externo à Instituição - MÁRCIA REIS PENA - UFAM
Presidente - 38929001 - ODIMAR JOAO PERIPOLLI
Notícia cadastrada em: 01/11/2021 08:17
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-04.applications.sig.oraclevcn.com.srv4inst1