Banca de DEFESA: LUÍS AUGUSTO MAGALHÃES ANTONIACOMI

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUÍS AUGUSTO MAGALHÃES ANTONIACOMI
DATA : 21/02/2022
HORA: 08:00
LOCAL: Campus Cáceres/Vídeo conferência
TÍTULO:

Cultivo hidropônico de girassol de corte em solução nutritiva refrigerada. 


PALAVRAS-CHAVES:

hidroponia, plantas ornamentais, Helianthus annuus L.


PÁGINAS: 46
RESUMO:

O cultivo hidropônico fornece uma série de benefícios, tais como redução de tempo de produção, padronização de plantas e economia de água e nutrientes. Um dos principais empecilhos para a produção hidropônica em climas quentes é a temperatura da solução, o que pode afetar a absorção de nutrientes pela planta, além disso, o cultivo hidropônico de Girassol para flor de corte não é usual, carecendo de trabalhos na área. O objetivo do presente trabalho foi determinar a temperatura ideal da solução nutritiva, assim como a influência do fator adensamento de plantas, para cultivo hidropônico, em sistema N.F.T., da cultivar “Girassol de Jardim Amarelo Alto”, ISLA®. O experimento foi instalado em casa de vegetação, com sombreamento de 70%, na Universidade do Estado de Mato Grosso, campus Cáceres. O delineamento experimental foi o inteiramente casualisado, contendo 4 tratamentos (temperaturas de solução nutritiva de 20°C, 25ºC, 30ºC e temperatura não controlada), 3 repetições, contendo 7 plantas por parcela, em 2 adensamentos (15 plantas/m² e 30 plantas/m²). As plantas foram dispostas em canaletas de PVC de 75 mm, em furos de 40 mm. O fornecimento de solução se deu de forma intermitente (15 minutos ligado, 15 minutos desligado), com fluxo de 0,5 l/h. A solução nutritiva adotada foi a padrão de cultivo da fabricante Hidrogood®. Os dados ambientais, e temperatura das soluções nutritivas, foram monitorados e armazenados em um datalogger Arduino. As variáveis analisadas foram: altura de planta; diâmetros da haste, diâmetro interno, e externo da flor; número de folhas, número de botões e flores; massas seca e fresca de raiz, massas seca e fresca da parte aérea e ciclo de cultivo. Ao final os dados foram submetidos ao teste de análise de variância, no software estatístico Sisvar. Para os tratamentos térmicos, a análise de variância não apresentou diferenças significativas entre os tratamentos, para o fator espaçamento foram verificadas diferenças estatísticas para as variáveis de diâmetro externo do capítulo; diâmetro interno do capítulo; diâmetro da haste; diâmetro do caule; massa fresca da parte aérea; massa fresca da haste; massa seca da parte aérea; massa seca da haste e massa seca da raiz, onde em todas essas variáveis, o plantio menos adensado, de 15 plantas/m², apresentou médias de características fisiológicas mais robustas e vistosas.

 

 

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 141365001 - PETTERSON BAPTISTA DA LUZ
Externo ao Programa - 200072006 - DANIELA SOARES ALVES CALDEIRA
Externo à Instituição - PAULO ROBERTO CORRÊA LANDGRAF - UNIFENAS
Notícia cadastrada em: 28/01/2022 15:03
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-02.applications.sig.oraclevcn.com.srv2inst1