Banca de DEFESA: LEONICIA GOULART DE OLIVEIRA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LEONICIA GOULART DE OLIVEIRA SILVA
DATA : 26/01/2021
HORA: 08:00
LOCAL: Sinop
TÍTULO:

Agrobiodiversidade de assentamentos na Amazônia matogrossense; caracterização da fenologia e fisico-quimica dos frutos de quiabo-de-metro (Trichosanthes cucumerina)


PALAVRAS-CHAVES:

recursos genéticos vegetais, valor nutricional, PANCs.


PÁGINAS: 75
RESUMO:

A agrobiodiversidade é a parte agrícola da biodiversidade, constituido por um conjunto de espécies de acordo com o interesse das pessoas, decorrente da relação do ser humano com a natureza. Este estudo teve como objetivo mapear a agrobiodiversidade de 40 quintais de assentamentos de Nova Guarita, Mato Grosso,  e calcular a diversidade de espécies e classifica-las mediante consulta bibliográfica em familias botânicas e origem; bem como caracterizar a fenologia do quiabo-de-metro com a escala de Fournier,  caracterizar a biometria dos frutos e sementes e determinar os constituintes funcionais da polpa dos frutos.Quanto a agrobiodiversidade, dos 40 informantes, 30 eram do sexo feminino e 10 do sexo masculino, com faixa etária entre 20 e 70 anos, sendo a maioria  oriundos da região Centro-Oeste (37,5%). Foram identificadas 134 espécies (média de 59,1) das quais 63% das plantas  estão no quintais, 17,93% as roças, 2,03 % espécies nas matas. O Índices de Shannon obteve a media 1,72. Das espécies observadas, 67% são  exóticas e 33% nativas. No total, 47 famílias botanicas foram identificadas, com predominancia das Cucurbitaceae (12). Quanto à fenologia do quiabo-de-metro (plantio ocorreu em XXX), e os maiores picos de botões florais e flores em antese foram nos meses de junho (80%) e julho (94%).  As menores intensidades foram nos meses de maio (33%) e agosto (22%). A intensidade frutificação foi gradativa, junho, julho e agosto foi de 72%, 80%, 70%, respectivamente. A maior intensidade de frutos maduros foi no mês de agosto (94%). As média biométricas dos frutos foram comprimento (86,11 cm), e das sementes (XX). O teor de constituintes funcionais foram: 0,50 a 0,60 ºBrix (frutos maduros) e 0,40 (imaturos). Referente a Acidez (TTA) foi de (1,28 e 1,41 mg/100g) e  para frutos maduros (1,97 e 2,259 mg/100g). O teor médio de licopeno foi de 1,057(mg/100g) para frutos maduros e 0,089 para imaturos. A atividade antioxidante fenólica apresenta boa concentração, e o  teor de vitamina C variou entre o minimo 12,11  e 18,16mg/100ml. A diversidade das espécies mantidas pelos assentamentos estudados é considerado elevado, e possui importancia na segurança alimentar e economica. A maioria das espécies estão nos quintais e a Curcubitacea é a principal familia botanica. A fenologia do quiabo-de-metro indica que os frutos possuem maturação gradativa, sendo um boa característica visado o consumo e venda. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 607.835.671-20 - EULÁLIA SOLER SOBREIRA HOOGERHEIDE - USP
Interno - 131995001 - CELICE ALEXANDRE SILVA
Interno - 32143004 - ANA APARECIDA BANDINI ROSSI
Externo à Instituição - SÍLVIA DE CARAVLHO CAMPOS BOTELHO - EMBRAPA
Externo à Instituição - JOYCE MENDES ANDRADE PINTO - EMBRAPA
Notícia cadastrada em: 15/12/2020 10:13
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-02.applications.sig.oraclevcn.com.srv2inst1