Banca de QUALIFICAÇÃO: FABIANE DA SILVA ARRUDA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FABIANE DA SILVA ARRUDA
DATA : 29/11/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Videoconferência
TÍTULO:

ESTIMATIVA DO ESTOQUE DO CARBONO EM SOLOS SOB DIFERENTES
TIPOS DE USO NA CIDADE DE CÁCERES - MATO GROSSO, BRASIL.


PALAVRAS-CHAVES:

Mudanças climáticas; Solo; Sequestro de carbono.


PÁGINAS: 90
RESUMO:

O aumento dos estoques de carbono nos solos tem sido uma alternativa para enfrentar os impactos das mudanças climáticas globais, onde essa estocagem é influenciada pela modalidade de uso antrópico do solo, razão pela qual resulta o desenvolvimento de alternativas de uso da terra que promovam o sequestro de CO2. Tendo em vista que o sequestro de carbono constitui uma alternativa para a mitigação dos gases do efeito estufa, a presente pesquisa objetivou estimar o estoque de carbono em solos sob diferentes tipos de uso na cidade mato-grossense de Cáceres. Os procedimentos metodológicos utilizados incluíram: coleta de amostras de solos em 12 pontos de amostragem, localizados em áreas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta, Pastagem e Reserva florestal, durante o mês de março de 2021; separação das amostras para a realização das análises do solo relacionadas com a granulometria (teores de areia, silte e argila); a determinação da densidade e a identificação do teor de carbono orgânico, bem como a quantificação do estoque de carbono. Diante dos resultados analisados pode-se dizer que a área de estudo sofreu impactos associados a alteração da paisagem devido a mudança do uso da terra, onde é destacada pelas áreas antropizadas não agrícolas e agrícolas. Contudo, essas alterações podem ser refletidas nas propriedades do solo, onde o predomínio da textura arenosa encontrada, pode estar relacionada aos processos erosivos e a ação antrópica do ambiente, e que as prováveis perdas de carbono do solo podem estar intimamente associadas as características do ambiente, tipo de vegetação, tipo de uso e manejo e condições climáticas. Assim, os resultados deste trabalho indicam que as diferenças locais entre as áreas e seus tipos de impactos são mostrados nas diferenças dos teores de carbono no solo, o que é consistente com outros estudos sob diferentes usos da terra e locais no estado de Mato Grosso, principalmente quando comparados os valores médios totais encontrados para a área de estudo - Pastagem 68,10 Mg ha-1, Reserva florestal 55,03 Mg ha-1 e ILPF 47,35 Mg ha-1, onde os estoques de carbono do solo promovidos pela Pastagem, foram valores maiores do que encontrados na Reserva florestal e ILPF. Desse modo, quando comparado os dados apresentados, com outros estudos já realizados no estado, é possível destacar que os resultados obtidos se encontram no mesmo intervalo ou acima dos encontrados em estudos anteriores, isso pode ocorrer, presumivelmente, devido aos diferentes cenários e metodologias realizadas, como a variação das escalas de profundidade e temporalidade. Com isso, pode-se dizer que o estudo do estoque do carbono no solo é de suma importância e se faz necessário em todas as regiões, visto que os solos possuem potencial para sequestrar grandes quantidades de carbono e desse modo, o conhecimento sobre sua variabilidade e estimativa, é muito importante para avaliar a qualidade do solo, a mitigação das emissões dos gases do efeito estufa, as mudanças climáticas e a sustentabilidade ambiental.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 130087004 - ALFREDO ZENEN DOMINGUEZ GONZALEZ
Interno - 82327001 - AMINTAS NAZARETH ROSSETE
Interno - 452.893.521-04 - JUBERTO BABILÔNIA DE SOUSA - IFMT
Externo à Instituição - MILSON EVALDO SERAFIM - IFMT
Notícia cadastrada em: 16/11/2021 15:22
SIGAA | Tecnologia da Informação da Unemat - TIU - (65) 3221-0000 | Copyright © 2006-2022 - UNEMAT - sig-application-03.applications.sig.oraclevcn.com.srv3inst1